O CORDEIRO VENCEDOR

“Quando O vi, caí a Seus pés como morto. Porém Ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas; Eu Sou o primeiro e o último e aquEle que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno.” 
Apocalipse 1:17-18.

O apóstolo João era o único sobrevivente do colégio apostólico. Todos os demais apóstolos já haviam sido martirizados. O imperador Domiciano o deportou para a Ilha de Patmos, numa tentativa de calar a sua voz. Mas, quando todas as portas da Terra estavam fechadas para João, o Senhor abriu-lhe uma porta no Céu: revelou-Se a ele. 


João teve uma visão do Cristo glorificado, cujos cabelos eram brancos como a neve e cujo rosto brilhava como o sol em seu fulgor. Seus olhos eram como chamas de fogo e Seus pés como de bronze polido. Sua voz era como voz de muitas águas e de Sua boca saía uma afiada espada de dois gumes (Ap 1:12-16). O apóstolo João caiu a seus pés como morto, mas ouviu: “Não temas; Eu Sou o primeiro e o último e aquEle que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos” (Ap 1:17b-18). 

O Cristo vencedor é o Cordeiro que foi morto, mas ressuscitou. Ele matou a morte com Sua morte e triunfou sobre ela em Sua ressurreição. O Cordeiro vencedor está assentado no trono do universo e governa os Céus e a Terra.

Oremos
Deus, assim como a Tua palavra me ensina acerca do sofrimento de Jesus, ela me mostra a retumbante vitória dEle através de Sua ressurreição. Cristo está vivo. Aleluia! Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários