AUTO-ESTIMA

“Então, se inclinou e disse: Quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu?” 2 Samuel 9:8.

Esta frase foi proferida por Mefibosete, o filho esquecido de Jônatas, portanto neto de Saul. Aleijado, empobrecido, devastado. Auto-estima que é bom, nada. Começa que seu nome significa "vergonha devastadora". Vivia num lugar chamado Lo-Debar, que significa "sem nenhum pasto", ou seja, deserto.

Quantas vezes meu irmão, pessoas normais como eu e você, que usamos calça jeans e comemos feijão-com-arroz, nos sentimos devastadoramente envergonhados. Quantos desertos em nossas vidas tiveram e talvez ainda estejam sendo encarados. Tantas vezes a auto-estima estava mais negativa que a conta bancária. Ao menos comigo, foram dias de dor e sofrimento, que pareciam não ter fim.

Mas, meu amado irmão, o Senhor manda um recado ao seu coração. Há um Davi na Terra para restaurar sua dignidade, mudar sua vergonha em honra, mudar sua morada de Lo-Debar para Jerusalém (verso 13). Será hoje? Vai demorar? Haverá restauração de todas as coisas? Comeremos à mesa do Rei? EU NÃO SEI!

O que eu sei é que há um tempo no qual o sofrimento acaba e o Senhor providencia um restaurador. Para tanto, é preciso suportar o sofrimento tal como Jesus suportou a tentação, a fome e a sede no deserto. Depois do deserto vem a terra prometida. Mefibosete esperou, talvez agoniando, talvez impaciente, talvez até pecando. Mas esperou e o seu dia chegou.

É preciso crer. Se nossa esperança em Cristo for somente para esta vida somos uns miseráveis (1 Co 15:19). Creia meu irmão, porque no pior caso (se é que podemos chamar de pior) passaremos por esta Terra com dificuldades, e um dia estaremos na glória eterna assentados ao lado do Rei. Nossa restauração em Jesus Cristo de Nazaré é assegurada por promessa de um Deus que não pode mentir. Aleluia! Pode ser que Ele seja nosso Davi, e sem sombra de dúvida, isso já valeria a pena.

Ainda assim, se houver restauração nesta vida será ainda melhor. Isso é compatível com a Palavra de Deus, portanto podemos esperar e crer.

“Pai, muito obrigado porque os sofrimentos daqui não se comparam à glória que me espera na eternidade. Ensina-me a ter paciência e esperar meu resgate do deserto, pois eu entendo que o deserto pode ser necessário.”

Ichtus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT