O Fruto do Espírito Na Família


“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.” Gálatas 5:22-23.

O fruto do Espírito Santo, em seus nove aspectos, ou manifestações, mostra-nos como é uma personalidade centrada em Cristo. Quão grande é a riqueza contida nesses ensinamentos, é uma fortuna eterna! O apóstolo Paulo apresenta essas qualidades espirituais em contraste com os impulsos da carne. Ele mostra as obras da carne com as suas consequências que são morte e destruição. Estes impulsos são: imoralidade, impureza da mente, sensualidade, idolatria, feitiçaria, inimizades, ódio, contendas, ciúmes, mau gênio, rivalidade, facções, inveja, gulodice, embriaguez, e orgias (Gl 5:20,21). Quantas destas atitudes carnais são encontradas dentro das casas! Infelizmente, o fruto do Espírito que deveria fazer parte da personalidade dos crentes em Cristo, nem sempre é cultivado. 

Como qualquer campo que deve ser arado, semeado, limpo e irrigado, assim Deus quer cultivar nossas vidas. A escolha deve ser nossa, como o salmista orou: “[...] dispõe o meu coração para só temer o Teu Nome.” (Sl 86:11b). Esta prece deve ser nossa, se desejamos que o fruto do Espírito seja cultivado em nós. Em contraste com as obras da carne, que trazem morte e destruição, o fruto do Espírito traz vida e paz. Nós decidimos e fazemos as escolhas diárias do bem ou do mal. Somos os responsáveis em fazer com que o nosso lar seja um ambiente onde as virtudes do Espírito Santo sejam notórias, e prestaremos contas a Deus por cada uma de nossas decisões. 

Conta-se que durante a Guerra do Vietnã, dois jovens estavam em meio a uma batalha, com balas por toda parte, zunindo sobre suas cabeças e granadas explodindo por perto, quando um deles, aterrorizado com a situação, disse ofegante: “Isto não é pavoroso?” O outro replicou: “Ora, nem tanto. Só me faz lembrar da minha casa”. Muitos lares se transformaram em campos de guerra; e o seu lar, como vai? É dessa forma que ele está, ou ali reina a paz? Que a paz de Cristo reine em seu lar (João 14:27), através da ação poderosa do Espírito Santo, na manifestação de Seu fruto.


Extraído e expandido de “Casados e Felizes”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL