O MARAVILHOSO PODER DE DEUS (4) DEUS DEU O SEU PODER À IGREJA


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Culto de Louvor 01.09.13


TEXTO BÁSICO – EFÉSIOS 1:15-23
“E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o Cabeça sobre todas as coisas, o deu à Igreja, a qual é o Seu corpo, a plenitude daquEle que a tudo enche em todas as coisas.” Efésios 1:22-23.


INTRODUÇÃO
Qual é maior propósito de Deus para a nossa vida? Que sejamos cheios de Seu Espírito e Seu poder. Ele nos comprou com o Sangue de Jesus e nos conduz em Seu Caminho com graça e misericórdia. Um caminho glorioso de bênçãos e serviço cristão. Mas o maior alvo, a maior aspiração dos que amam ao Senhor, é serem cheios da Sua presença. Essa dádiva é mais valiosa do que tudo que possamos ter ou ser na vida. Essa dádiva de graça e misericórdia é maior que a própria vida.

EXPLICAÇÃO
A Carta aos Efésios foi escrita pelo Apóstolo Paulo, o Apóstolo dos gentios, de dentro de uma prisão (3:1; 6:20), provavelmente quando Paulo esteve em preso em Roma, por volta de 60-62 d.C.

ARGUMENTAÇÃO
Nas mensagens anteriores dessa série:

27/01/13 – O MARAVILHOSO PODER DE DEUS (1) VIDA, MORTE, RESSURREIÇÃO, ASCENÇÃO E GLORIFICAÇÃO DE CRISTO;
24/04/13 – O MARAVILHOSO PODER DE DEUS (2) NOME ACIMA DE TODO NOME;
30/06/13 – O MARAVILHOSO PODER DE DEUS (3) ELE SUSTENTA A IGREJA.

Dando encerramento a essa série de mensagens em Efésios 1, abordaremos hoje essa grandiosa promessa de Deus, que é também um grandiosos desafio de vida para nós: A BUSCA DA PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO.

A VONTADE DE DEUS É QUE SEJAMOS CHEIOS DE SEU PODER
“(...) o deu à Igreja, a qual é o Seu corpo, a plenitude daquEle que a tudo enche em todas as coisas” Efésios 1:22b-23.

Esse é o mais alto propósito de Deus para nós, povo lavado e redimido: encher-nos com a Sua presença. Lembre que já foi dito no início da mensagem, que é heresia tentar separar Deus de Seu poder, uma vez que o dono, gerador, e mantenedor desse poder é o próprio Deus – Espírito Santo. Então, ser cheio do poder de Deus, é ser cheio de Deus Espírito Santo, a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade.

“A palavra "plenitude" é tradução do vocábulo grego "pleroma", que significa "aquilo que enche", ou "aquilo que torna algo cheio ou completo", ou então, em sentido passivo, "aquilo que é cheio de alguma coisa", "aquilo que é levado à sua plenitude ou término". É possível considerarmos o "receptáculo" que é cheio por algo, como a Igreja cheia por tudo quanto Cristo É. Em Ef 3:19 igualmente a Bíblia enfatiza que Dueus quer que a Igreja fique cheia de "toda a plenitude de Deus", isto é, a natureza divina, com seus atributos (guardadas as devidas proporções). Em Cristo habita corporalmente toda a plenitude de Deus (Cl 1:19; 2:9); e é em Jesus Cristo, isto é, através dEle, que somos cheios da divindade (Cl 2:10).” (NTIVPV).

Sermos cheios do Espírito Santo, parece algo fora da realidade em nossos dias. Uma parte dos crentes vê nessas palavras um passe livre para as emoções desenfreadas. Outra parte parece não crer no poder de Deus. E uma terceira parte, pense que ao receber a salvação já foi cheio, plenificado desse poder. São posições extremas, e todo extremismo é perigoso. Melhor ficar com a Bíblia, amém?

Esse é um tema a ser esmiuçado com mais tempo, em um prosseguimento às mensagens em Efésios, e certamente iremos aborda-lo mais vezes. No entanto, gostaria apenas de direcionar, mostrar o caminho, para que você, crente sincero e ávido do poder de Deus, não se decepcione, não se frustre, e também não seja enganado por falsas doutrinas que afirma aquilo que Deus não afirmou, ou que não afirmam o que Ele afirmou.

Vamos partir do princípio que Deus quer que sejamos cheios do Espírito Santo, e ninguém precisa ter medo disso. Também não podemos rejeitar essa gloriosa dádiva de graça e amor de Deus. Pelo contrário, devemos almejar, desejar, querer, sentir vontade, sede e fome por sermos crentes cheios do Espírito Santo, plenos de Deus!

Esse é o tema central de Efésios, e Paulo vai trabalhar mais profundamente esse assunto a partir do capítulo 5, que requer de nós um estudo mais profundo.

EFÉSIOS 5:18-6:9 – BUSCANDO A PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO
 

1 – Sujeição a Deus, Ele quer assim “enchei-vos” está no imperativo (18b).
2 – Santificação “não vos embriagueis” (18a).
3 – Palavras de vida e oração “falando entre vós com Salmos” (19a). Jesus alertou que a boca fala o que vai no coração; um coração cheio de Deus fala o que agrada a Deus. Os Salmos são essencialmente orações. Muita oração, muito poder; pouca oração, pouco poder; nenhuma oração, nenhum poder (Ef 6:18).
4 – Louvor “entoando e louvando de coração ao Senhor, com hinos e cânticos espirituais” (19b). O que você canta, o que você curte?
5 – Dar graças por tudo (20). A atitude de gratidão comprova nossa confiança em Deus. Ele é suficiente para nós, Ele nos satisfaz.
6 – Humildade (21). Requisito básico para a plenitude. Faz parte do item 1, mas aqui é colocado na vida cotidiana da Igreja. Plenitude não combina com a atitude de desobediência, arrogância e orgulho.
7 - Vida prática (5:22-6:9). Ser cheio do Espírito Santo requer de nós vida prática. Não é somente na Igreja, no culto, na reunião de oração, etc. As prática litúrgicas fazem parte da vida cristã, mas ser cheio do Espírito nos leva a mudar nossa vida, nos trazendo cada vez mais perto desses alvos propostos por Deus.

CONCLUSÃO

Vamos desmistificar o tema? O Poder de Deus foi dado à Igreja através de Cristo. Quando o crente se converteu a Cristo, isso aconteceu devido a esse poder. Precisamos usufruir desse poder cada vez mais, caminhar nesse poder, viver nessa esfera, nessa dimensão de vida e vitória.
Se você é um (a) filho (a) de Deus, é porque Ele já te alcançou com o Seu poder, porque não é possível alguém se converter sem o poder de Deus.

Uma vez tocados por esse poder, devemos nos manter sempre na posição de humildade e sujeição a Cristo. Ele É o Cabeça, e só Ele É digno de louvor. Submetamo-nos a Cristo sempre amados irmãos, reconhecendo que precisamos dEle, carecemos de Seu auxílio sempre, Seu amparo, Seu poder maravilhoso.

Ele é o Soberano Senhor e Cabeça da Igreja. Humilhemo-nos diante de Sua majestade. Reconheçamos sempre o Seu poder em nós, e que sem Ele nada somos, nada podemos fazer.

É um grande erro pensar que não tem problemas viver fora dessa ordem de Deus. Isso é pecado de orgulho, falta de fé e comodismo. Não podemos viver, nem almejar viver desse modo.

“Por que eu preciso disso?”, alguém poderia perguntar...

Porque sem o poder de Deus, não é possível ser crente.
Sem o poder de Deus nos transformamos em religiosos fariseus, conhecedores da Lei, mas ignorantes dos princípios básicos de amor, justiça e misericórdia.
Sem o poder nos tornamos carnais, e a nossa natureza humana prevalece.
Sem o poder de Deus, somos alvos frágeis que o maligno perseguirá e tentará.
Sem o Seu poder não há vitória, não há transformação, não há renúncia, não há mudança, não há paz, não há amor, não há perseverança...
Sem o Seu poder não somos nada!

Busquemos esse poder;
Busquemos ser cheios do Espírito Santo,
Busquemos ser cheios de Deus e Seu poder fluirá em nós.

Apoio:
A Bíblia Anotada;
Bíblia de Estudo de Genebra;
O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo.

 

SDG – A DEUS TODA GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT