DISCUSSÃO SEM PODER

“Roguei aos Teus discípulos que o expelissem, 
mas eles não puderam.” Lucas 9:40.

Lucas 9:28-45 mostra que os discípulos que ficaram no sopé do Monte da Transfiguração também não oraram, antes travaram uma infrutífera discussão com os escribas. Nesse ínterim, um pai, com um filho endemoninhado roga a eles para socorrer seu filho, mas os discípulos não puderam, pois estavam sem poder. A espiritualidade deles era a da discussão. Em vez de fazer a obra de Deus, discutiram acerca da obra. Em vez de se manterem fiéis à vocação, perderam o foco. Enquanto eles discutiam, o diabo agia.

Porque não oraram nem jejuaram estavam vazios de poder e não puderam expelir a casta de demônios. Ainda hoje corremos o risco de perder o foco da espiritualidade. Muitas vezes deixamos de orar e de trabalhar porque estamos envolvidos em discussões intermináveis e infrutíferas. Discutimos muito e trabalhamos pouco. Fazemos muito barulho com as palavras, mas produzimos pouco com as mãos. 


Se o êxtase sem discernimento é uma espiritualidade fora de foco, o é de igual modo, a discussão sem poder.

Oremos
Senhor, não adianta ser um gigante do saber e um pigmeu espiritual. Hoje, portanto, assumo o compromisso de orar mais ao invés de me ocupar com questões tolas. Por Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL