STEPHEN HAWKING NEGA A CRIAÇÃO DIVINA

Cientista Stephen Hawking diz que Deus não pode ser o criador do universo

"A ciência moderna não deixa espaço para a existência de Deus." É isso o que diz o cientista britânico Stephen Hawking em seu novo livro. Assim como o darwinismo eliminou a necessidade de um criador no campo da biologia, o famoso astrofísico apresenta em sua obra, que em breve estará nas livrarias, novas teorias científicas que tornam desnecessário o papel de Criador do universo. "O Big Bang na origem do mundo foi consequência inevitável das leis da física", afirma Hawking.

Hawking renunciou às suas opiniões anteriores, expressa em seu livro "Uma Breve História do Tempo”, em que sugeriu não haver incompatibilidade entre a existência de um Deus Criador e compreensão científica do universo.

"Se descobrirmos a teoria completa seria o triunfo final da razão humana, porque então nós conheceríamos a mente de Deus", escreveu ele no livro, publicado em 1988 e rapidamente se tornou um best seller.

Em seu novo livro, intitulado "Grand Design" e que estará nas livrarias inglesas no próximo dia 9 de setembro, uma semana antes da visita do papa à Grã-Bretanha, Hawking afirma que a ciência moderna não deixa espaço para a existência de um Deus que criou o universo.

Neste trabalho, escrito em parceria com o físico norte-americano Leonard Mlodinow, Hawking rejeita a hipótese de Isaac Newton de que o universo pode ter surgido a partir do caos, graças apenas às leis da natureza, mas teve Deus envolvido em sua criação.

Segundo Hawking, o primeiro golpe a essa teoria foi a observação em 1992 de um planeta girando em órbita ao redor de uma estrela que não o nosso sol.

"Isso mostra que as condições do nosso sistema planetário, a combinação feliz entre o Sol e a Terra, entre outros detalhes, são muito menos singulares e não determinantes como prova de que a Terra foi cuidadosamente projetada (por Deus) para os seres humanos ", Hawking escreve.

Segundo o cientista, que foi até o ano passado um professor de matemática na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, cargo que ocupou em seu dia próprio Isaac Newton, é provável a existência não só de outros planetas, mas também de outros universos.

Na opinião do cientista, se a intenção de Deus foi criar o homem, os outros universos seriam totalmente desnecessários. O conhecido biólogo ateu Richard Dawkins congratulou-se com a conclusão a que chegou o seu colega:

"É exatamente o que dizemos a nós mesmos. Eu não sei os detalhes da física, mas é isso que eu sempre suspeitei.”

Em seu livro, Hawking não exclui a possibilidade de que exista vida em outros mundos, e salienta que busca desenvolver uma teoria capaz de explicar as propriedades da natureza. Isso é algo que os físicos têm procurado desde Einstein, mas até agora tem sido impossível explicar.

NOTA DA REDAÇÃO: a publicação desta reportagem não significa, absolutamente, que a LPC concorde com as teorias do cientista inglês. Aqueles que crêem na Bíblia como a verdadeira Palavra de Deus têm fé que o mundo foi criado por Deus. No entanto, esse tipo de teoria serve para mostrar o que a ausência de Jesus Cristo na vida das pessoas pode provocar. Essa opinião do renomado cientista inglês e muitos outros fatos mostrados no site da LPC - como constantes ataques de muçulmanos, católicos romanos e hindus a cristãos - têm o objetivo de levar as pessoas a ficarem atentas às investidas de satanás através de vários segmentos atuais.

Luz Para o Caminho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL