MEIAS CHEIAS E CORAÇÕES VAZIOS

Quanto vale um par de meias? Depende de quem ela é. Se as meias são de uma pessoa honesta, podem estar até furadas, mas valem para proteger seus pés. Mas se for de alguns deputados, pode valer a honra, a vergonha e a insensatez. Afinal, as meias (depois das cuecas) agora servem de cofre para se esconder o dinheiro ganho sem trabalho, sem ética e sem vergonha. Mas se a meia é de um deputado “evangélico”, que ora agradecendo pela propina conquistada, aí então ela não vale mais nada, pois ele encheu as meias de dinheiro, deixando seu coração mais vazio do que era antes. Afinal, quem guarda seu “deus” dentro da meia mostra muito bem que nada conhece do verdadeiro Deus. E, neste caso, a oração torna-se a sua própria condenação. Bom final de semana (se é possível isso depois de tanta falta de vergonha).
Colaboração Pr. Paulo César Ramalho

Comentários