ENFRENTANDO A REJEIÇÃO


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 25.08.13
Estudos Bíblicos 28.08.13 - Introdução e item 1; 04.09.13 - item 2; 18.09.13 - item 3


“Se meu pai e minha mãe me abandonarem, então o Senhor me acolherá.” Salmos 27:10.

INTRODUÇÃO
Muitas vezes lidaremos com esse sentimento tão difícil de ser encarado e vencido. Poderemos ficar anos e anos sofrendo essa dor se não tomarmos uma posição firme em Cristo. Precisamos superar e vencer a rejeição, seja em qual área for que nos sintamos rejeitados. Assim poderemos fortalecer a outros que estão sofrendo em nosso derredor. Não percamos o sonho de vista por causa da rejeição que sentimos, mas que possamos olhar sempre para Senhor Jesus, que foi rejeitado tantas vezes, e mesmo assim suportou toda dor e cumpriu fielmente Sua obra de redenção.

1 – COMO VOCÊ LIDA COM ELA?
Os filhos de Deus podem ser rejeitados pelos seus amigos e família. A Bíblia diz em Mc 6:4 “Um profeta não fica sem honra senão na sua terra, entre os seus parentes, e na sua própria casa.” Jesus sabe o que é a dor da rejeição, Ele foi rejeitado até pelos seus (Lc 13:34). “Era desprezado, e rejeitado dos homens (Is 53:3)”. Não faça como os ímpios que rejeitam o Senhor. “A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta como pedra angular” (Mt 21:42). Creia em Seu amor e em Sua presença, pois Ele jamais rejeita os que O buscam (Mt 11:28).

2 – REJEITADOS POR CAUSA DE CRISTO

A maioria de nós não lida bem com rejeição, especialmente naqueles momentos em que estamos mais vulneráveis. Todos nós passamos por isso; seja na família, quando não temos a atenção que necessitamos, ou entre amigos, em consequência de estarmos vivendo a vida Cristã. Queremos ser aceitos, queremos pertencer, queremos sentir que fazemos “parte da turma”. Mas, às vezes, nossa decisão de viver uma vida para Deus, num mundo que não quer Deus, não será valorizada e seremos rejeitados. Os ímpios “acham estranho que vocês não se lancem com eles na mesma torrente de imoralidade, e por isso os insultam” (1 Pe 4:4 NVI). Não devemos ficar surpresos (vs.12), e deixar com que isso nos desanime de viver vidas santas (1:15). Quando nos rejeitarem por causa de Cristo, é a Cristo que eles rejeitam.

Rejeitadores e rejeitados. Existem pelo menos dois grupos distintos, os que rejeitam e os que são rejeitados; de qual lado você está? Infelizmente até dentro de famílias e Igrejas detectamos esses dois grupos que são majoritários. Certamente há aqueles que não estão nem de um e nem de outro lado, mas esses são os que mais se destacam. A Palavra de Deus tem vários alertas quanto a isso.

Tiago 4:1-3,11 fala dos que promovem guerras e contendas no seio da Igreja. O ato de “falar mal” (vs.11) corrobora para esse ambiente de alto grau de rejeição. A consequência natural é o divisionismo e estruturas fissuradas, rachadas e rompidas. Quando alguém critica destrutivamente um irmão ou irmã, está rejeitando. A crítica construtiva é sempre bem-vinda, e jamais é proferida de modo pejorativo, mas em amor, com discrição e humildade. Já os rejeitadores falam com maldade, pelas costas, fazem panelinhas e promovem contendas e maledicências (Pv 6:16-19).

2 Timóteo 3:12 nos alerta acerca da rejeição dos piedosos. Certamente eles “sofrerão perseguições” por parte dos que não almejam uma vida piedosa. E o que é piedade, afinal de contas? É a observância sincera e zelosa da prática da Palavra de Deus. Em nossos dias essa vida piedosa tem sido perseguida até por certos “crentes”, que são taxativos em classificar esse procedimento como “fanatismo religioso”. É o fim dos tempos (Mt 24:12). Isso é blasfêmia contra o nosso Senhor Jesus Cristo, que é nossa inspiração nessa busca de uma vida verdadeiramente piedosa.

3 – VENCENDO A REJEIÇÃO - Mateus 5:11-12; Salmos 34:15-22
Quando sentimos o "frio" de uma rejeição tentamos encontrar algum sentido no meio da nossa dor. No princípio jogar a culpa em Deus, nos outros e sobre nós mesmos parece funcionar bem, pois nos ajuda a explicar a razão da nossa dor e nos mantém aparentemente no controle da situação. Mas nenhuma destas maneiras destrutivas de enfrentar a rejeição são respostas verdadeiras. O que realmente precisamos é nos achegar a Deus, que "está perto dos que sofrem e salva os de espírito abatido" (Sl 34:18). O sofrimento é bom quando nos faz pedir a ajuda de Deus, e nosso coração recebe a cura que Ele quer promover em nossas vidas. Pode não parecer assim no início, mas a cura começa quando enfrentamos e aceitamos a tristeza e a decepção como algo permitido por Deus e que tem um propósito. O processo de crescimento é difícil; respostas destrutivas à dor da rejeição podem nos tirar a alegria, a paz e o amor até em ir à Igreja. Mas se respondermos de maneira saudável, sofrendo e pedindo a ajuda de Deus, teremos nosso caráter fortalecido, nossa fé aprofundada, e Deus mudará e curará nossos corações. Nós podemos aprender a nos agarrar à realidade e à esperança de que Deus nos ouve e que finalmente nos livrará, mesmo no meio de uma rejeição muito doída.

Comentários

  1. Ja passei por isso e é terrivel de suportar, mas Jesus suportou e nos dará condições de suportalos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmão, todos nós precisamos vencer a rejeição, e é maravilhoso saber que jamais somos rejeitados por Deus, desde que obedeçamos aos Seus mandamentos.

      Excluir

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?