A PALAVRA DO MESTRE - BEM MAIS QUE MAIS UM "ANO NOVO"

Por: Rev. Nelson França

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.” Mateus 7:7.

O ano de 2013 pode ser bem mais que mais um "Ano Novo"; isto depende em grande parte de cada um de nós.

Para ser apenas mais um "Ano Novo", é só mudamos o calendário alteramos os dias conforme as datas, e pronto. Porém, desse modo,  apenas começamos tudo de novo, só que sem mudar nada.

Mas, para que 2013, seja bem mais que mais um "Ano Novo", precisamos mudar algumas ou quem sabe muitas coisas.

Quanto às atitudes, podemos, por exemplo, mudar o modo de fazermos as coisas. Podemos fazer coisas novas, podemos começar a vigiar e julgar as nossas próprias ações e reações.

Quanto às palavras, podemos, por exemplo, falar menos e ouvir mais; pensar no que vamos falar, antes de falar; ponderar mais sobre as coisas que ouvimos.

Quanto ao coração, podemos evitar de segui-lo sem antes julgar os seus propósitos à luz da Palavra, e não aceitar cegamente seus juízos acerca de conceitos ou pessoas. Antes, devemos ocupar nossa mente ou coração, o máximo possível, com coisas que edificam.

Quanto á vida espiritual, sempre é possível melhorar muitas coisas: ser mais assíduos aos trabalhos da Igreja, mais pontuais, encontrar o nosso ministério e servir, ser menos críticos, passar a ser fiéis nos dízimos (
se ainda não somos), passar a contribuir mais com a obra missionária (se ainda não contribuímos), ler a Bíblia e orar diariamente, dispor mais do nosso tempo para o Senhor, aceitar todos os sacrifícios necessários para o nosso crescimento espiritual, a comunhão com Deus e com os irmãos, e etc., etc., etc.

Como podemos ver 2013 pode ser bem mais que mais um "Ano Novo"; ele pode ser o marco de um novo caminhar com Deus na nossa história.

Enfim, o que buscaremos neste ano? O “eterno” ou o “passageiro”?

O Rev. Nelson é pastor da IPB de Praia Grande / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT