EU TENHO QUE SER FORTE!

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti - S.C.Sul / SP

Pastoral Boletim 07.10.12

“...diga o fraco: Eu sou forte.” Joel 3:10b.


O Livro de Joel foi escrito em um período de calamidade e ruína por causa de uma forte seca e uma devastadora praga de gafanhotos. O primeiro capítulo de Joel nos revela o contexto em que viveu esse profeta de Deus. Em virtude dessa seca e praga, até as ofertas de manjares (cereais) e a libação (vinho) não mais podiam ser oferecidas a Deus (vs.9), porque os gafanhotos haviam devorado toda matéria-prima de tais ofertas. A tristeza era grande (vs.12), foi uma verdadeira assolação (vs.15), pois não havia mais alimento e os celeiros estavam em ruínas (vs.17), o gado gemia e as ovelhas pereciam por falta de pasto (vs.18). A profecia de Joel se funde com o futuro vindouro, quando a grande tribulação virá sobre toda a Terra. E a pergunta que paira no ar é: será que já não estamos vivendo o período da apostasia? Um estudo mais profundo do tema nos levará a pensar que podemos SIM, já estar vivenciando aqueles dias sombrios e terríveis descritos na Palavra de Deus. A miséria e tristeza espiritual em muitas Igrejas, a descrença em Deus e o avanço contínuo e avassalador do pecado, nos sintonizam com o tema e a profecia de Joel.

Diante das tragédias e problemas da vida, é até natural que fraqueza e desânimo se levantem contra os que têm um coração sincero e temente a Deus. Saibamos e aprendamos a sobreviver a tais circunstâncias, senão elas poderão crescer cada vez mais, drenando nossas forças, trazendo profundo desânimo espiritual capaz até de nos fazer perder o foco. Ora, nosso foco é Cristo e Sua obra (Hb 12:2). Então, quando essa tristeza vier, quando o abatimento bater à nossa porta, lembremos das palavras do profeta Joel: “...diga o fraco: Eu sou forte!”

A calamidade veio por causa dos pecados do povo de Deus. A vara de Deus vem, e quando ela vem, como é doída! A solução para tal situação nos está revelada em Joel 1:13-14 onde o Senhor convoca o Seu povo à oração, quebrantamento, choro, vigílias de oração, jejum e clamor. Em Joel 2:12-17 há uma repetição de tudo que já foi dito anteriormente, e quando o Senhor repete algo na Palavra, isso demonstra insistência, valorização, ênfase no que está sendo dito, e que deve ser observado com cuidado. O povo deveria se converter de todo seu coração, os corações (e não as vestes = religiosidade vazia) deveriam se rasgar diante de Deus, em quebrantamento, santificação, acerto e mudança de atitudes, em uma verdadeira renovação da Aliança com Deus. Aí está a fonte da nossa força!

Irmãos amados, se olharmos demasiadamente para o mundo perdido como está, se nossos pecados se avolumarem tanto que venham a nos dominar, se nos deixarmos abater por causa daqueles que amamos e que não amam ao Senhor, se não confiarmos firmemente na graça de Deus, certamente nos enfraqueceremos. Lembremos: nossa força vem de Deus! Façamos um acerto com Ele e digamos agora mesmo: “EU SOU FORTE!” A nossa força não é nossa; nossa força vem do Senhor que nos fortalece! (Filipenses 4:13).


Material de apoio: A Bíblia Anotada.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT