A DUPLA FACE DA INJUSTIÇA

“O que justifica o perverso e o que condena o justo abomináveis são para o Senhor, tanto um como o outro.” Provérbios 17:15.

Nossa idéia de injustiça muitas vezes se limita ao conhecimento sobre a condenação de alguém que sabemos ser inocente. Não nos conformamos com o fato de alguém pagar por algo que não fez. Temos acompanhado noticiários de pessoas que ficam presas injustamente por muitos anos e somente depois é que se descobre a verdade. O surpreendente é que Deus coloca no mesmo patamar tanto o que justifica o ímpio quanto aquele que condena o justo. Ambos são abomináveis.

Não são poucas as vezes em que somos obrigados a engolir um parlamentar corrupto impedido de ser punido por razões escusas. Ou quem nunca se indignou com a soltura de um bandido perigoso devido a leis ultrapassadas? A sociedade reflete quem somos. Infelizmente fazemos o mesmo. Quantas vezes deixamos de corrigir ou não permitir a punição de alguém por este fazer parte de nossa rede de relacionamentos? Aos amigos, tudo; aos inimigos, a lei. A Palavra, em contrapartida, nos orienta a corrigir, em amor, o infrator. Quem ama corrige. Não podemos fazer vistas grossas ao pecado, por nada e por ninguém. Verdade e amor andam lado a lado.

Oremos

Senhor, não gosto de ser repreendido por quem amo. Acho uma grande falta de consideração. Também tenho dificuldades em corrigir meus queridos. Sei que estou errado. Perdoe-me. Em Cristo.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT