DEUS, NOSSO FIEL GUARDA

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos / SP
Reunião de Oração 09.08.11
Pastoral boletim 04.09.11

Salmos 121
1   Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?
2   O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.
3   Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquEle que te guarda.
4   É certo que não dormita, nem dorme o Guarda de Israel.
5   O SENHOR é Quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita.
6   De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua.
7   O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma.
8   O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.


Os Salmos 120 a 134 formavam um hinário utilizado pelos peregrinos que subiam para Jerusalém na comemoração das festas anuais de Páscoa, Pentecostes e Tabernáculos.

Certamente nas longas peregrinações que eles faziam até Jerusalém, muitas vezes surgia o medo e a insegurança diante dos inimigos que poderiam estar a sua espreita. Os Salmos eram entoados em forma de clamor a Deus e busca de sua proteção e segurança.

Gosto muito de ler e memorizar esse Salmo, pois diante das provações da vida encontramos aqui forças para lutar e perseverar. A nossa vida é comparável a uma peregrinação, onde o deserto é o mundo, e Jerusalém a nossa Jerusalém Celestial. Portanto, nas horas de medo e incerteza devemos imitar aqueles que cantavam Salmos e clamavam, buscando renovação das forças e a segurança que somente Deus pode dar.

Ele começa um uma declaração e uma pergunta: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?”. Seja qual fosse a razão para o salmista olhar para os montes, quer como lugar de refúgio em potencial, quer como ameaça, por serem local de esconderijo dos inimigos, enquanto eles caminhavam pelos vales, a sua confiança está no Criador que fez não somente os montes, mas também os vales, os Céus, a Terra, todo o universo.

Deus está em toda parte, mas naquele contexto, olhar para os montes poderia significar também buscar e esperar no Senhor. Nas nossas horas de lutas e dificuldades olhemos para os “montes”, olhemos para cima, para o alto, pois o Senhor colocou o Seu trono no lugar mais elevado, Ele está acima de nossas fraquezas, nossos inimigos, nossas derrotas e fracassos. Olhemos firmemente para Deus, o autor e consumador da nossa fé (Hb 12:2) e não para o inimigo, olhemos para Ele e não para os problemas em si.

O Senhor nos socorre de diversas maneiras.

Deus não permite que vacilemos (vs.3 ). Vacilar é balancear, cambalear, oscilar. É perder a força e o vigor, enfraquecer-se, tornar-se inseguro. Estar duvidoso, hesitante, indeciso, irresoluto, perplexo. Lembremos da peregrinação em meio ao deserto. O perigo era constante e os peregrinos não podiam vacilar. Nós também não podemos vacilar, e é Deus que nos guarda e fortalece interiormente. Assim como eles, nós também só encontramos forças e segurança em Deus para continuarmos caminhando em nossa jornada.

Deus não cochila nem dorme (3b,4,5a). Os soldados poderiam perigosamente cochilar durante as vigílias da noite e colocar em risco todo o povo. Mas o Fiel Guarda de Israel não dormita nem dorme. Ele vê o inimigo se aproximar, mesmo o mais sorrateiro, o mais sutil, o mais camuflado, o mais perigoso. Confiemos em Deus, Ele tudo vê e nos guarda de todos os nossos inimigos.

O Senhor não está distante de nós, muito pelo contrário, está ao nosso lado sempre (vs.5). E como a nossa sombra Ele está tão próximo de nós e nos guarda a cada momento.

O Senhor nos guarda em diversas situações, sejam elas quais forem.

A todo tempo, em toda hora, seja de dia ou de noite (vs.6).

Ele nos guarda de TODO mal, não é somente de algumas coisas (vs.7a).

Mas acima de tudo Ele guarda a nossa alma (vs.7b). Ainda que nosso corpo tenha um tempo limite, nossa esperança é eterna, e esta jamais se desvanecerá.

O Senhor nos guarda ao sairmos e ao entrarmos (vs.8). Você já pensou na aplicabilidade dessa afirmação? Entramos e saímos o tempo todo, seja de nossa casa, do carro, da escola, do trabalho... Enfim, da vida! O Senhor nos guarda desde a nossa entrada na Terra, até a nossa saída dela. Ele guarda e assegura a nossa saída da Terra e a nossa entrada no Céu! Aleluia! Que Deus tremendo é o nosso Deus!

Descansemos, pois, em segurança nos braços eternos do Senhor. E sigamos em frente na nossa peregrinação rumo à nossa Jerusalém Celeste, enfrentando todo tipo de dificuldades, barreiras e inimigos que possam surgir em nossa caminhada. Vamos com segurança e alegria, porque o Senhor está conosco, Ele nos guarda e nos livra de todo mal!

A Ele seja a glória pelos séculos dos séculos, amém!

SOLI DEO GLORIA!!!

Material de apoio: A Bíblia Anotada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL