SIGILO

“E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.” Marcos 5:43.

Tem certas coisas que para nossa cabecinha pequena entender é custoso. Este episódio é um dos tais, porque pelo menos para mim tudo que Deus faz é para ser amplamento divulgado, tanto em termos de edificar aos demais irmãos, como para glorificar o nome do Senhor. Mas Jesus, neste caso específico, pediu que não contassem a ninguém. Eu já ouvi algumas teorias diferentes a respeito do motivo disso, todas obviamente especulativas, pois a Bíblia não nos faz saber nada sobre isso.

Não quero me ater na razão pela qual Jesus pediu sigilo, mas numa sutileza que se aplica a nós hoje. O texto não diz que o Senhor tenha pedido um favor ou dado uma recomendação, diz que Ele “ordenou expressamente”. Quantas vezes, meus irmãos, nos nossos dias, Deus nos ordena expressamente fazer alguma coisa que para nós não faz sentido? Muitas. Não me refiro, obviamente, a nada que contrarie ou vá além da Palavra de Deus, pois isso certamente não é de Deus. Mas penso nas outras coisas que só não fazem sentido para nós.

Poderia citar alguns exemplos pessoais, mas vou me dedicar a exemplos genéricos: perdoar alguém que não quer ser perdoado e não se arrependeu; pagar uma dívida que não é sua; dar algo que para você tem valor; mudar de emprego para ganhar menos; falar do amor de Cristo para o maior chato da vizinhança; fazer jejum, etc. Alguns exemplos eu experimentei, outros não. O que fazer? Qualquer cristão consciente reponderia: “obedecer”. Mas é fácil? É agradável? É algo simples? Duvido.

O essencial e nítido neste recado de Deus para nós, é que se tivermos de escolher quando obedecer e quando não, a coisa vai mal. Se nunca soubermos porque Jesus deu esta ordem, amém, desde que a cumpramos. Isso não é menos do que uma oferta a Deus em forma de obediência, que celebra e reconhece que Ele é soberano.

Te convido a obedecer...

“Pai, quantas vezes eu hesitei em Te obedecer. Me arrependo e Te peço que me ajudes a vencer isso para glória do Teu nome.”


Fonte Ichtus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL