PROPÓSITOS DA REGENERAÇÃO - PARTE 3 - REGENERADOS PARA A SALVAÇÃO

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos / SP - EBD 02, 09 e 16.05.10

TEXTO BÁSICO: 1 Pedro 1:3-5
3   Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,
4   para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros
5   que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo.


INTRODUÇÃO
Existem verdades e valores que são absolutos, são aquelas coisas das quais não abrimos mão em momento algum e de modo algum, não questionamos seu valor e nem negociamos por nada. Nosso caráter, nome, respeito, a honra da nossa família, os amigos, a igreja, os bens que conquistamos em nossa vida através do esforço, trabalho e disciplina, etc. Lutamos por essas coisas, nos esforçamos para mantê-las em lugar seguro e não permitimos que ninguém as toque. Assim também precisamos agir com respeito às verdades eternas, reveladas nas Escrituras, afinal essas verdades são infinitamente mais valiosas do que qualquer outra coisa, e são elas que nos conduzem à vida eterna. Esta mensagem trata de uma destas maravilhosas verdades que o Senhor nos tem revelado em Sua palavra: a NOSSA GRACIOSA SALVAÇÃO.

Para compreendermos um pouco mais acerca desse assunto tão precioso, iremos recorrer a vários outros textos da Palavra. Comecemos pela passagem abaixo.
 
LUCAS 23:39-43
“E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós.
Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?
E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.
E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.”


EXPLICAÇÃO
A expressão “Em verdade” dá ênfase, certeza para aquele homem que tivera uma vida de pecado, mas que agora demonstrara arrependimento (40,41a) e fé (41b,42). Se considerarmos o seu estado e o estado do Salvador constataremos sua notável fé. Diferentemente do outro ladrão que blasfemava ele fervorosamente pediu “lembra-te de mim”. E por essa petição ele recebeu a cidadania celestial.

“Hoje estarás” - diferentemente das seitas e religiões que há no mundo, a fé cristã bíblica é assim: convicta, segura e certa. Após a morte a nossa alma não ficará vagueando procurando repouso, nem irá para um lugar de purificação intermediária para se purgar (purificar) dos pecados. Imediatamente após a morte, a alma do salvo (pecador arrependido) vai para o Céu, enquanto que a alma do pecador contumaz e rebelde, fatalmente irá para o inferno. O pecador arrependido recebeu de Cristo a certeza da vida eterna, imediata após a sua morte física.

Aqui vemos a humanidade simbolicamente representada perante o Salvador. Um daqueles homens representa a Igreja de Cristo, o povo que Ele comprou com o Seu precioso sangue. O outro pecador, blasfemo, incrédulo, condenado, representa a humanidade sem Deus, e todos aqueles que se rebelam contra Deus, o doador da vida.

DIVISÕES / ARGUMENTAÇÃO
Nessa passagem aprendemos que:

1 - A SALVAÇÃO NÃO É POR OBRAS, MAS PELA GRAÇA DE DEUS Aprendemos por toda a Bíblia que a salvação não é obtida por nossas obras, mas é recebida como fruto da graça de Deus.

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” Efésios 2:8,9.

Vivemos em uma sociedade que não crê assim, uma sociedade que desconhece a graça de Deus, que crê que as suas obras poderiam angarias fundos celestiais, a própria salvação. Esses segmentos religiosos representados pelo espiritismo e pelo catolicismo, encontram algum tipo de semelhança nas crenças arminianas que tem se propagado, que afirmam que a salvação é decidida pelo homem (obras) e não por Deus (graça).

Por influência dessa sociedade até para muitos crentes é difícil aceitar que um ladrão possa ser salvo simplesmente pela fé, enquanto há tantas pessoas boas que por não se converterem irão terminantemente passar a eternidade no inferno. Para muitos parece que Deus não está sendo justo, mas a Bíblia nos assegura que para sermos salvos não precisamos realizar nenhuma obra, exceto nos arrependermos dos pecados confessando-os, e seguirmos a Cristo confessando-O como nosso Senhor e Salvador pessoal.

É preciso que se entenda que a salvação só é possível através da obra de Cristo e que nada que façamos pode contribuir para isso. Que o nosso agir em santificação e boas obras é uma confirmação do chamado interior realizado pelo Espírito Santo na vida dos eleitos de Deus, porém essas mesmas boas obras e a própria santificação pessoal não têm o poder de salvar, mas são uma confirmação da obra de Deus em nós.

2 - A SALVAÇÃO É RESULTADO DO AGIR DE DEUS EM NÓS
“Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.”  Romanos 8:29,30.

Através de Sua maravilhosa graça Deus escolhe, ilumina o entendimento, atrai eficazmente concedendo arrependimento e fé ao perdido pecador. Soberanamente, no Seu tempo e modo Deus age na mente e no coração do pecador que Ele mesmo escolhe em Sua soberana vontade, atraindo, quebrantando, moldando e transformando. O ladrão na cruz jamais reconheceria sua condição caso Deus não agisse em seu interior. Assim também cada um de nós.

Isso não exclui em momento algum a nossa responsabilidade pessoal em confessar nossos pecados e buscar o enchimento do Espírito Santo dia após dia, através da nossa fidelidade à Palavra de Deus e de uma vida de oração. Podemos acrescentara também a comunhão da Igreja como sendo algo essencial para a nossa edificação espiritual e crescimento na fé e no conhecimento das Escrituras. No entanto sempre reconhecendo, que a nossa salvação e tudo que ela traz para nós, é fruto, resultado do agir do Senhor em nossas vidas.

3 - A SALVAÇÃO É CARACTERIZADA POR ATITUDES
O ladrão arrependido manifestou arrependimento, semelhantemente o filho pródigo manifestou arrependimento, todo aquele que é tocado por Deus manifesta arrependimento.

“Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti.” Lucas 15:17,18.

Precisamos destacar que o perdão de Deus é concedido àquele que se arrepende e confessa os seus pecados. Quando praticamos a confissão de pecados, com sinceridade e fé, estamos demonstrando nosso arrependimento, e o perdão de Deus é imediato.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.” 1 João 1:9,10.

Comparando os dois ladrões vemos as diferenças de atitudes entre um pecador arrependido que encontra a salvação em Cristo, e um pecador endurecido, embrutecido pelo pecado e que não deseja ser salvo. As atitudes são totalmente diferentes. A Bíblia nos ensina que assim como uma árvore é conhecida por seus frutos, assim também o que vai no coração do homem é notado por suas obras.

“Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons.” Mateus 7:16-18.

Ninguém pode assegurar-se de que é salvo, se vive uma vida entregue ao pecado.
“Todo aquele que permanece nele não vive pecando; todo aquele que vive pecando não o viu, nem o conheceu.” 1 João 3:6.

“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, aquEle que nasceu de Deus o guarda, e o maligno não lhe toca.” 1 João 5:18.

CONCLUSÃO
Precisamos nos firmar com segurança na fé de que:
1 - A salvação é de graça, através do amor e misericórdia de Deus.
2 - O Seu agir soberano no coração de seus eleitos produz o arrependimento, a conversão e a santificação.
3 - Aquele a quem o Pai se manifestar demonstrará isso em atitudes práticas: a oração de confissão de pecados, a transformação da vida outrora entregue ao pecado em uma vida de santidade e temor a Deus.

“Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade.” Colossenses 2:8,9.

Estamos vivendo dias em que a fé legítima na Palavra de Deus está sendo questionada e colocada em dúvida por falsos pregadores, verdadeiros lobos que satanás tem levantado, e que tem pregado um evangelho diferente do nosso. Falsos pastores que não pregam contra o pecado, mas que ensinam as pessoas a pecar; ensinam (por exemplo) que o adultério e o homossexualismo não são pecados, desde que a pessoa esteja em paz com Deus. Para eles tudo é relativo, até Deus deixou de ser o criador da Bíblia e passou a ser um habitante do cosmo. Homens que abandonaram o seu primeiro amor e se entregaram a uma vida de devassidão. Há tantos deles no contexto atual, homens que já foram usados por Deus para a edificação da igreja, e que hoje são verdadeiros instrumentos de satanás.

Diante disso, termino ressaltando a grande necessidade da Igreja contemporânea em firmar-se nas verdades eternas reveladas nas Sagradas Escrituras, para que fatalmente não caia engano e no laço do diabo, livrando-se de suas astutas mentiras.

Que a graça de Deus inunde o seu coração, que o Seu agir seja realidade em sua caminhada, e que o seu proceder transformado se manifeste perante o mundo.

S.D.G.

Material de apoio:
ABA - A Bíblia Anotada;
BEG - Bíblia de Estudo de Genebra;
PEB - Pequena Encíclopédia Bíblia.

Comentários

  1. Que a Graça do nosso Eterno Pai Criador do Céu e da Terra esteja convosco e sua família.

    Estamos apenas Divulgando o Amor de Cristo em forma missionária para você e seus familiares.
    NÓS da Comunidade pedimos que você entre lá e sinta-se a vontade perante o nosso DEUS, deixando comentários e sugestões para melhoria do site.
    Também indicamos sites e blogs de outras pessoas e comunidades (igrejas), como pastores, presbíteros, apaixonados por Cristo... Etc.
    Você é Especial para Deus! E como é bíblico, amar o próximo, sempre...

    VOCÊ É especial para nós também!
    NÃO DEIXE DE ENTRAR! Isso não é algum tipo de Spam ou Coisa parecida.

    SEJA TAMBÉM Testemunha Viva do que Deus tem feito para todos nós!
    Aí, no caso se você quiser ser parte desta família do Senhor no nosso BLOG, basta nos SEGUIR.

    DEUS CONOSCO SEMPRE.

    IPJA

    ResponderExcluir
  2. Graça e paz irmãos. Muito obrigado pelo comentário, que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL