HOMENAGEM A TODAS AS MAMÃES

Vamos deixar os chavões de lado. Esse papo de que o dia das mães é todo dia, pode ser apenas um invólucro falso que transpira piedade, mas que, na verdade, esconde o cheiro azedo que emana dos desafeiçoados. De gente que não consegue honrar, nem amar suas mães, nem em datas especiais.

Obviamente não sei, e nunca vou saber, o que é ser mãe. Contudo, sei o que é ser filho de uma mulher extraordinária que sustenta com todas as honras o título mãe. Ser filho de uma mãe assim é sentir-se filho de Deus.

Lembro-me das vezes de infância que ficava à janela chorando e a observando atenciosamente ir para o trabalho no aguardo de que ela fosse desistir do ganha-pão só para ficar comigo em casa, sem fazer nada. Depois de alguns anos, minha mãe confessou que mais o coração dela chorava que meus olhos derramavam lágrimas. A aparente insensibilidade era sofrimento silencioso, tácito, tudo para meu bem.

Não consigo esquecer de seu apoio em todos os momentos. Mesmo naquelas ocasiões em que eu ofendi a Deus e a toda minha família com atitudes que em nada refletiam minha educação e fé. Até hoje vejo o rosto dela emoldurado num quadro de decepção por ver o filho longe. Só que ela sempre aguardou o meu regresso. Nunca perguntei, mas sei que rogou e clamou por mim. Graças a Deus me viu voltar. E quando cheguei, ela me abraçou e mais uma vez me fez sentir filho de Deus.

É interessante que pouco me recordo das chineladas e palmadas. E olhe que não foram raras. No fundo no fundo, acho que reconhecia o motivo e o amor de cada correção. Enfim, as memórias são muitas e o espaço pequeno. No entanto, fica aqui registrado e resumido meu sentimento: Mamãe, eu te amo!

Há poucos dias foi noticiado o encontro das duas mulheres goianas que tiveram seus bebês trocados na maternidade. Impressionou-me o misto de emoções que envolveu o episódio da troca desfeita. Uma delas afirmou: "Mãe tem amor incondicional. Não preciso ser mãe biológica para amar as crianças da mesma forma e com a mesma intensidade". Não é  “a toa”  que a Bíblia traça as características de uma mãe como reflexos do próprio caráter de Deus.

Alguns não tiveram o privilégio de conhecer suas mães, outros já não as tem consigo. Amemos de coração nossas queridas mães, enquanto as temos perto de nós. E a todas vocês mamães desejamos toda a felicidade: 


 
FELIZ DIA DAS MÃES! 
 
E que Deus muito as abençoe!!!
              
 




Extraído e adaptado de LPC.

Comentários

  1. Suas palavras tocaram o meu coração! pude me ver nelas!

    Como pode certas autoridades, que são filhos, trabalharem para a destruição das famílias com uma substituição bestial dessa instituição! Que, como disse o pastor: “como reflexos do próprio caráter de Deus”

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo comentário meu irmão. Sabemos quem está por trás da "destruição", por assim dizer, ou sua tentativa insana, da instituição basilar da sociedade. Somente com fé em Deus e submissão à Sua vontade é que teremos as nossas próprias famílias preservadas. Abraços e graça e paz!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL