É PRECISO AGRADECER

É perceptível como mudamos ao longo dos anos. De crentes quebrantados, passamos rapidamente a herdeiros. De fato somos herdeiros de Deus (Rm 8:17), mas nossa herança não parece ter o tom da esperança, mas da cobrança. De necessitados, socorridos em tempo oportuno (Hb 4:16), salvos da ira (Rm 5:9) e elevados à condição de filhos, passamos a seres ingratos com aquEle que fez tudo isso. Outros foram além e se tornaram maldizentes. Aqui trazemos dois exemplos de pessoas que fizeram das dificuldades uma missão, agradecidos pelo que restou. Eles poderiam reclamar das circunstâncias, mas preferem enxergar nas adversidades as digitais de um Deus cuja mente é insondável. Ao invés de investigar o por quê, mudaram o foco em para quê. De fato, não estamos aqui por acaso!

Nick Vujicic tem 25 anos (imagem ao lado). Nasceu sem braços ou pernas sem nenhuma razão médica específica. Nos inúmeros desafios e obstáculos da vida, Deus lhe deu a força para superar o que outros poderiam chamar impossível. Ele recebeu uma paixão de partilhar essa mesma esperança e amor verdadeiro com mais de dois milhões de pessoas em todo o globo, do qual já conheceu mais de 19 nações. Ele diz: "A minha maior alegria nesta vida é a de anunciar Jesus para aqueles que eu encontro e informá-los de Seu grande desejo de conhecê-los pessoalmente, permitindo que Ele se torne seu Senhor e Salvador." Uma de suas passagens favoritas da Bíblia é o Salmo 139:17-18 que diz: "Que preciosos para mim, ó Deus, são os teus pensamentos! E como é grande a soma deles! Se os contasse, excedem os grãos de areia; contaria, contaria, sem jamais chegar ao fim." (Assista a um vídeo emocionante e motivador de Nick Vujicic em http://pss777.blogspot.com/2009/04/seja-forte.html).

Clênio Ventura tem 40 anos e mora em Brasília/DF. Tornou-se tetraplégico após sofrer um acidente, quando mergulhava nas águas rasas na Barragem de Santo Antônio do Descoberto. A partir daí aprendeu a pintar com a boca. Em 2006 realizou uma apresentação de pintura durante 11 horas sem parar e pretende com isto entrar para o Guinness Book. Em Deus, que encontrou aos 20 anos, já paraplégico, apoiou sua fé para recuperar a auto-estima que havia desaparecido junto com os movimentos. "Passei os dois primeiros anos enfiado dentro de casa, desesperado e agressivo, principalmente com as pessoas que mais me amavam, como minha mãe", disse Clênio, "porém, lendo a Bíblia e conhecendo a palavra de Jesus Cristo, percebi que tinha de recuperar o tempo perdido e, sobretudo, agradecer pela vida que eu ganhei novamente."

A maioria das pessoas não possuem as limitações de Clênio e Nick, mas alguns já reclamaram diante de coisas insignificantes, como não ter dinheiro para algum lazer, ou porque não havia uma fatia maior de queijo no café da manhã. É próprio do ser humano reclamar das situações, o crítico é quando esta lamúria tem uma razão superficial e desnecessária. Quando não vemos a ação de Deus no que acontece conosco, até mesmo naquelas situações inusitadas, constrangedoras e, aparentemente, contraditórias, nos tornamos pessoas amargas, reclamando de tudo e de todos. Busquemos ver as bênçãos que Deus nos tem dado. Se não temos uma casa própria, enxerguemos aqueles que não tem sequer onde morar. Se não temos um corpo estrelar, ao menos não temos defeito nele. Se não somos ricos, já comemos três vezes ao dia. Se não comemos três vezes, tem gente que ainda não comeu nem uma!

Não se trata de gostar de sofrer, de se conformar e não correr atrás de objetivos, mas de ter um coração agradecido (Cl 3:15). Quantas vezes torcemos o nariz para a história de Israel, repudiando a atitude que o povo santo adotou tão logo chegou à Terra Prometida. Repudiamos igualmente alguém, que tendo recebido algum favor de nossa parte se torna ingrato. Mas, é exatamente assim que procedemos no dia-a-dia. Esta não é uma mensagem para crentes assembleianos, presbiterianos, batistas, tradicionais ou pentecostais. É uma mensagem para os salvos, sem cor denominacional!

Com a introdução do G12 e da Teologia da Prosperidade, Deus foi reduzido por muitos, a um empregado, algum tipo de papai noel. Precisamos entender que se algo não aconteceu, é porque estava no imenso plano de Deus; ou seria o Altíssimo surpreendido em algo? Uma das coisas que mais me assombra na biografia de José, é que ao receber seus irmãos, e tendo contra eles uma imensa carga de coisas negativas, não se deixou levar por tais sentimentos, mas disse: "Eu sou José vosso irmão, a quem vendestes para o Egito. Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós." (Gn 45:4b,5).

Se fosse hoje, qualquer crente talvez dissesse: "Isso só pode ser obra do diabo!" É exatamente esta a tônica de 1 Ts 5:18, quando Paulo diz: "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco." Dar graças pelo que é bom, e também pelo desgosto. Ouvi certa vez um pastor dizer que sempre lembramos triunfantes de Fp 4:13: "Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece", mas esquecemos que o versículo anterior diz: "Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade." Fp 4:12.

O diabo vive esperando o dia em que assistirá de camarote ao salvo murmurando diante da luta, ou procurando uma alternativa para resolver sua prova. Era isto que ele almejava quando agiu sobre a vida de Jó. Ainda bem que o patriarca não duvidou da vontade de Deus, nem mesmo quando acossado pela terrível enfermidade que veio sobre seu corpo. É claro que, assim como todos nós, nem todos os dias Clênio e Nick estão alegres e contentes; mas se sofremos com Cristo já somos vitoriosos, porque não estamos sós. Que você se junte a eles, tendo um coração agradecido, mesmo na adversidade. E se você é uma pessoa abençoada com uma vida na média, como a maioria de nós é, tem razões maiores ainda para agradecer.

Material fornecido pelo Rev. David Cestavo - Primeira IPB de Lavras / MG

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?