A DANÇA DAS PALAVRAS

"Porque o Meu povo é gente falta de conselhos, e neles não há entendimento." Dt 32:28.

A igreja evangélica atravessou a história buscando o real significado das palavras, como uma missão em prol da propagação da verdade. Porém, nos últimos tempos temos visto uma verdadeira avalanche de palavras, outrora muito bem utilizadas pelo povo de Deus, mas que tristemente tem perdido o seu significado.

Vejamos abaixo alguns exemplos disso...

Ministério, por exemplo, originalmente uma palavra relacionada a serviço, tornou-se ao longo dos anos, símbolo de status, poder, riqueza e, em muitos casos, opressão.

Humildade, aquela propriedade genuflexa de quem busca perdão, tornou-se um instrumento de manipulação. A fala mansa característica é apenas um engodo para os incautos. Com ela, as portas do interesse se abrem e o novo humilde alarga sua tenda.

Poder, para citar outro exemplo, ao invés de seu sentido original, dotado de prerrogativas para beneficiar a quem não o tem, tornando a justiça real, passou a ser um instrumento de privilégio para quem o possui. Inverteram-se os vetores e valôres.

Oração, originalmente um diálogo prazeroso, tornou-se um monólogo, que descambou em barganha, na qual se tenta arrancar de Deus algo que não se possua. Por falar nisso, já temos a oração forte e a fraca. Não, não é semântica, nem adjetivismo; é enganação pura e simples. A forte, carregada de imperativos, faz Deus agir mais rapidamente. A fraca, o vento leva e descarrega num canto obscuro do universo para o qual Deus não olha. Ainda não temos jejum forte, mas não custa alguém tentar. Entretanto, temos o "jejum light": você só come a metade do que o faria normalmente! É o jejum mais dissimulado que eu conheço. Por falar nisso, um pastor amigo meu conjectura: por que não jejuar do almoço ao jantar? Ficar sem comer nada a tarde?

As palavras sentem-se nocauteadas por esse movimento.

Santidade, uma característica peculiar de quem deseja agradar a Deus, ficou aparentada de conveniência. Quando se pode, se é santo, quando não, se é pecador, assim, ao sabor do momento.

Amor é a palavra que mais perdeu significado. Transformou-se em hipocrisia. Quem diria? Aquele sorriso plástico de um irmão é uma armadilha peçonhenta. Na verdade ele não ama o outro, deseja arrancar-lhe as vísceras.

Sermão passou de exposição ordenada de um assunto, a mera demonstração de intelectualidade, leitura insólita de textos de terceiros, verborragias de guias cegos. Em outros contextos, sermão é um instrumento de canalização de verbas, imposição de medos, culpas, hipnozes manipuladoras, onde o véu é restabelecido em mentes e corações vazios.

Mover do Espírito passou a ser movimento carnal, quando não sensual. Aliás, estar cheio do Espírito passou a implicar colocar-se sobre os outros, contrariar princípios bíblicos e subverter a hierarquia e a doutrina. Jesus já havia dito: "O vento sopra aonde quer", mas o que temos hoje é uma interpretação radical e extremista, quando não oportunista.

Leitura bíblica passou de "comer o rolo todo" (Ez 3:1-3) à seleção de passagens abonadoras. Entenderam que não é preciso ler o Livro todo para compreendê-lo, um versículo ou capítulo já vale.

A cada dia o dicionário cresce.

Decreto, algo que está na presciência incomensurável de Deus, passou a significar algo que alguém quer que aconteça, mesmo à revelia do Todo Poderoso. A conjugação do verbo é que dá azia.

Sinceridade, perdeu totalmente o significado. Ser sincero é mentir em sua versão hard, ou se omitir na versão soft, com uma pitada de dissimulação e conivência.

Prioridade transmutou-se para interesse particular.

Mas o pior são as palavras outrora banidas, aquelas que não se falava a não ser em pregações condenatórias exaltadas, aliás, em extinção. Tornaram-se familiares: corrupção, desfalque, manipulação, achaque, extorsão, mentira, gula, cobiça, adultério entre outras.

Triste fim de um dicionário criado na Cruz!

Precisamos de uma REFORMA ORTOGRÁFICA CRISTÃ!

Voltemos ao primeiro amor!

Colaboração Rev. David Cestavo - IPB Central de Lavras / MG.
Texto revisto e ampliado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT