VIDA CRISTÃ ABUNDANTE (4) A ORAÇÃO


“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.” Filipenses 4:6.

LEITURAS PRELIMINARES
Daniel 6; Mateus 6:9-15; 7:7-12; 26:36-46; Lucas 18:9-14; Atos 4:23-31; Romanos 8:26-30

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES
Como filho de Deus, você precisa conversar com seu Pai Celestial, isso é oração. Mesmo sentindo que não sabe falar com Ele, ou não sentindo vontade de falar com Ele, ORE! Ele terá prazer em ouvir e responder. O Espírito Santo lhe ajudará a orar como convém (Romanos 8:26).

- Ore sozinho, diretamente ao Pai. Faça seu culto pessoal diário (Mateus 6:6).
- Ore com sua família, faça cultos domésticos (Dt 6:6-7; 11:19; Josué 24:15).
- Ore na Igreja e nas reuniões, com os irmãos (Mateus 18:20; Marcos 11:17).
- Ore em todo tempo, no trabalho, andando, viajando, etc. (1 Tessalonicenses 5:17).

ALGUNS EMPECILHOS À ORAÇÃO
1 – Egoísmo – pedir por vaidade (Mateus 20:21-22; Tiago 4:3).
2 – Pecado – escondido e agasalhado no coração (Isaías 59:1,2).
3 – Discórdia – falta de perdão (Mateus 5:23,24; 6:12-15).
4 – Incredulidade – falta de fé. Quem não crê não ora (Tiago 1:6,7).

ALGUNS INGREDIENTES IMPORTANTES À ORAÇÃO
O mais comum é enchermos nossas orações de pedidos, e temos obrigação de pedir tudo a Deus (“pedi e dar-se-vos-á”), porém muitos só pedem (e pedem, e pedem) em suas orações. Esse é o tempo do pragmatismo. Veremos aqui que há outros assuntos importantíssimos para falarmos com nosso Pai Celestial.

1 – Confissão dos pecados – não vamos tentar esconder nada de Deus, pois Ele tudo vê. Peça perdão e diga para Ele se fracassou, e onde precisa ser ajudado, diante das tentações (Jó 34:21; Eclesiastes 11:9; 1 João 1:6-2:4).
2 – Adoração – exaltação à grandeza de Deus. É quando dizemos para Deus que nós O amamos pelo que Ele é, e não simplesmente pelo que Ele faz (Isaías 6:3).
3 – Louvor – ação de graças. Este sim, é o reconhecimento por Suas obras, na natureza e em nossas vidas, etc. Devemos louvá-Lo até pelas dores, pedras e espinhos do caminho, pois eles têm um bom propósito na vida do cristão, que é a purificação de nossas vidas e fortalecimento de nossa fé (1 Tessalonicenses 5:18).
4 – Intercessão – orar por si mesmo, por sua família, pela Igreja, por sua cidade, pelo Brasil, etc. (1 Timóteo 2:1; Tiago 5:16).
5 – Pedidos pessoais – todos nós carecemos constantemente da ajuda de nosso Deus, por isso a Bíblia nos admoesta a estarmos sempre na presença do Senhor (Mateus 7:7; 1 Pedro 5:5).
6 – IMPORTANTE: orar sempre, e somente, EM NOME DE JESUS. Não existe nenhum outro mediador entre o homem e Deus, senão Jesus Cristo. E para pedirmos em nome de Jesus não precisamos de nenhum outro “assessor” ou “secretários” no Céu. Não existe isso na Bíblia, ela nos manda só clamarmos EM NOME DE JESUS (João 14:14; 16:24; Hebreus 10:19;22).

QUAL A POSIÇÃO CERTA PARA ORARMOS?
Sendo sincero e humilde, isso é o mais importante. A Bíblia fala de pessoas que oraram em pé, de joelhos, deitados, etc. Cremos que quando nos ajoelhamos, sentimos o quão pequenos somos e a grandeza de nosso Deus, e isso pode nos trazer grande prazer espiritual. No entanto não podemos dizer que Deus só ouvirá a oração se for feita de joelhos, não se trata de uma regra imposta por Deus, mas algo que fazemos espontaneamente. Não adianta dobrar os joelhos se o coração não estiver prostrado diante do Senhor. Cremos que cada situação requererá de nós a posição correta, por exemplo, se estiver na igreja ou em uma reunião de oração é melhor ficar de pé do que sentado, em sinal de reverência. No seu culto doméstico, na intimidade com a família já é diferente, não haveria problema em orar assentado, de pé ou de joelhos. Muitas pessoas sentem vergonha de ajoelhar-se perante Deus na frente das outras pessoas. Em um culto público, por exemplo, em sinal de respeito, nos colocamos de pé ao orar. Se perante homens nos levantamos em sinal de respeito, quanto mais perante o Senhor. Como já foi dito, Deus olha para o nosso coração, por isso, se você sentir vontade de ajoelhar-se perante Deus, esqueça-se de quem está te olhando e ajoelhe-se, é o seu culto, o seu louvor pessoal a Deus. Mas faça-o com humildade e jamais para parecer aos outros que você é mais espiritual. Ajoelhar-se é atitude de um humilde súdito diante do Rei da Glória, mas a humildade também é demonstrada quando oramos de pé, por exemplo, porque a humildade é uma atitude de vida.

NATURALIDADE E MERAS REPETIÇÕES
Já pensou se uma criança crescesse apenas falando uma frase decorada para seu pai: “Papai, me dá mamadeira”, e toda hora que conversasse com o pai só falasse isso? Seria horrível (Mateus 6:7).

Ore com naturalidade. Orar é conversar com Deus. Use suas próprias palavras.
Cada um tem a sua própria maneira de se expressar. Não procure imitar a outros e nem fique repetindo palavras vazias ou decoradas.

A oração conhecida como do “Pai Nosso”, que Jesus ensinou a seus discípulos, é um bom modelo. Porém, a sua repetição sem reflexão, nenhum benefício traz à vida humana.

ORE ENTREGANDO TUDO
Já entregou suas ansiedades, seus problemas, suas dúvidas, com fé, diante de Deus? Deixe o assunto com Ele (Mt 6:10). Creia sempre que a vontade de Deus será melhor para você (Mt 7:9-11; Rm 8:28).

ORAÇÃO E JEJUM
Algumas vezes fará bem orar em jejum (Marcos 9:29), isto é, abster-se de alimento por um período de tempo. Na Bíblia, vários textos apresentam esta prática, algumas vezes com pequena duração. Inicialmente é aconselhável que seja por breve tempo, e que seja sempre acompanhada pela oração e leitura da Bíblia.

CONCLUSÃO
Os pensamentos abaixo são fortes desafios para a nossa vida de oração:
“Ninguém ora certo vivendo errado”;
“Muita oração, muito poder. Pouca oração, pouco poder. Nenhuma oração, nenhum poder”;
“O diabo pode rir de nossos projetos e zombar de nossos esforços, mas treme quando oramos”.

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO E DEBATE
1- O que você responderia se alguém lhe perguntasse: “Se Deus atende às orações, basta pedir-Lhe um carro do ano e Ele me dará?”
2 - Como podemos orar melhor?
3 - Se você tem alguma experiência na vida de oração, compartilhe com a classe.

Extraído e adaptado da revista "Nova Vida" de autoria do Rev. Simontom César de Araújo.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT