CUIDADO DIVINO


“O SENHOR É Quem te guarda; o SENHOR É a tua sombra à tua direita. De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma.” Salmos 121:5-7.

Este é o hino preferido de Papai, toda vez que o pastor dava oportunidade para a Igreja escolher um hino, Papai citava esse hino: “Deus cuidará de ti”. Papai era um homem de fé e tentava passar para nós, através de sua vida, alguns exemplos de fé.

Certa vez, estávamos todos dormindo, já eram altas horas da noite, quando um balão silencioso veio caindo de mansinho em cima da nossa casa. Papai sempre disse que Deus cuida de nós, principalmente à noite, velando o nosso sono. Como a vizinhança estava dormindo, ninguém viu o balão, somente Papai teve um aviso divino de alguma coisa estava acontecendo em cima da casa. Papai acordou, levantou, colocou a escada e subiu em cima do telhado. Até aquele momento, Papai não sabia o que estava acontecendo, e qual não foi a sua surpresa ao ver um clarão caindo em cima da casa, que era justamente o tal balão.

Papai tentou e conseguiu jogar a tocha do balão no quintal, pois se essa ficasse em cima da casa poderia pegar fogo no estuque que era de madeira, incendiando toda casa onde nós dormíamos. E nem acordamos naquela noite, só soubemos no outro dia.

É por isso que esse hino é o preferido do Papai, “Deus cuidará de ti”! Ele teve uma prova real de que Deus cuidou dele e da sua família, porque se ele não acordasse poderia ser fatal, quando mais tarde percebesse o fogo em cima da casa.

CUIDADO DIVINO
Hino 165 – Novo Cântico

Não desanimes! Deus proverá!
Deus velará por ti!
Com Suas asas te cobrirá,
Deus velará por ti.

Deus cuidará de ti,
Na tua dor, com todo amor,
Jamais te deixará!
Deus cuidará de ti!

Colaboração da irmã Ludicéia Duarte Leite Santos
IPB Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 01/06/14.

SDG - A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT