UM FOGO QUE CONSOME

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim e EBD 06.10.13


“Porque o SENHOR, teu Deus, É fogo que consome, É Deus zeloso.” Deuteronômio 4:24.

O que é o fogo? Assim como a terra, a água e o ar, o fogo é um elemento criado por Deus, presente na natureza. Segundo Dicionário Aurélio, fogo é: desenvolvimento simultâneo de calor e luz, que é produto da combustão de matérias inflamáveis, como por exemplo a madeira, carvão ou gás. Definições à parte, o fogo é um mistério, assim como a eletricidade, a água ou o ar. Como tudo que existe foi criado por Deus, o fogo prova a existência do Deus Criador.

Porém, o texto citado nos fala de um outro tipo de fogo, não é o mesmo fogo que temos ao acender um fósforo, mas um fogo espiritual, santo e eterno. Esse texto é utilizado para falar do zelo, da santidade e da justiça de Deus, com Quem ninguém deveria brincar, de Quem ninguém deveria zombar, mas a Quem todos devem servir com reverência e santo temor, a Quem todos prestarão contas (Hb 12:29).

Vivemos um tempo onde o temor de Deus está sendo esquecido e abandonado cada vez mais. O povo de Deus está no mundo, mas não pertence ao mundo. Devemos prestar a Deus culto de louvor e gratidão não só dentro da Igreja, mas também fora dela através da nossa conduta. Para isso precisamos buscar mais o Espírito Santo, que também se manifesta através da figura de um fogo santo que consome o nosso pecado e nos purifica (Mt 3:11; Lc 11:13; Jo 1:33; At 1:8; 2:3; 11:16; Ef 5:18). E quando chegarmos na glória celestial, nós os salvos, contemplaremos a face gloriosa do nosso Senhor Jesus Cristo, cujos olhos são como chama de fogo (Ap 1:14; 2:18; 19:12). Este é um mistério de Deus reservado somente para aqueles que O amam.

Deus se manifestou diversas vezes através do fogo: na sarça ardente (Ex 3:2); na sétima praga do Egito (Ex 9:23-24); guiando os israelitas no meio de deserto (Ex 13:22; 40:38); no Monte Sinai por ocasião da transmissão da Lei (Dt 4:11,36); na punição de Nadabe e Abiú (Lv 10:1-2); consumindo os seguidores de Coré (Nm 16:35); destruindo os inimigos de Elias (2 Rs 1:10,12); condenando Somoma e Gomorra (Gn 19:24). A Bíblia também revela a condenação eterna no inferno de fogo (Dt 32:22; Mt 5:22; 25:41; Mc 9:40-50; Lc 16:23-24; Tg 3:6; Ap 20:10). O nosso Deus É misericordioso e bom, mas também É zeloso, santo e justo.

Oremos por nossos amigos e parentes que ainda estão perdidos, para que o Senhor em Sua infinita graça toque em seus corações e os salve enquanto há tempo. Se o fogo natural queima e consome, quanto mais o fogo da justiça de Deus? E ai de quem não se arrepender e cair em Sua ira (Hb 10:31).

SDG - A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?