O FARDO, QUE BÊNÇÃO!


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Estudos Bíblicos
07.08.13 - pontos 1 e 2
14.08.13 - ponto 3
21.08.13 - ponto 4
 

“Porque cada um levará o seu próprio fardo.” Gálatas 6:5.

1 – O QUE É FARDO E JUGO

Segundo a Enciclopédia Bíblica de O.S.Boyer, fardo é uma coisa ou conjunto de coisas que se destinam a transportar. E jugo: canga de madeira com que jungem os bois para puxarem o arado ou o carro. Quer dizer, figuradamente, dominação, sujeição.

Fardo, no Dicionário Michaelis é definido como: carga, peso, volume. Embrulho, pacote. Volume mais ou menos pesado, preparado para transportar. Aquilo que custa a sofrer. O que exige cuidados e responsabilidades.

Fardo e jugo são coisas semelhantes no sentido de que devemos assumir em submissão a Deus. De fato sem sujeição a Deus e à Sua vontade não há salvação. Ser crente em Jesus é submeter-se ao Seu jugo, e isso exige esforço de nossa parte (Mt 11:12). Aconteceu de modo voluntário e espontâneo, de coração, quando ouvimos a Palavra do Mestre e Ele mesmo tocou em nossos corações, nos concedendo o dom da fé (Ef 2:8; Jo 3:3). Agora que já somos filhos de Deus, devemos praticar esse ato de sujeição ao nosso Deus todos os dias de nossa vida, permanecendo voluntaria e espontaneamente, de coração, sob o Seu jugo. Nesse caso o jugo seria o conjunto de normas estabelecidas por Deus para reger as nossas vidas. O fardo, que é uma carga a ser transportada, simboliza a nossa missão que precisa ser realizada durante o tempo que temos para caminhar sobre a Terra. Na vida cristã, essas duas palavras / metáforas / analogias, fundem-se de modo perfeito.

Alguns textos que falam do fardo e do jugo: Sl 68:19; Mt 11:30; 23:4; Gl 6:5.

2 – DEUS SE REVELA NO FARDO

Nós só crescemos e amadurecemos quando reconhecemos e aceitamos o nosso próprio fardo. Pode parecer esquisito falar disso em um tempo em que a vida cristã, na mente de muitos é “só alegria”. Mas a verdade é que o fardo existe sim! E mais: o fardo nos ajuda a crescer! Sem o fardo não há crescimento na fé e amadurecimento espiritual. Deus nos deu um fardo com o objetivo de Se revelar a nós, ajudando-nos a transportá-lo. Sem o poder de Deus ninguém consegue carregar o fardo, ninguém consegue ser crente. Manter-se sob o jugo de Cristo e carregar o fardo é o que nos conduz à vida eterna. Os que não se submetem a Cristo serão condenados eternamente (Dt 8).


3 - RECONHECER, ABRAÇAR E CARREGAR O FARDO
 

Como o fardo é pesado! Muitas vezes o crescimento vem com lágrimas e gemidos. É tão difícil encarar certas realidades e entender que foi Deus quem nos deu o fardo. Depois de entender que Deus está nesse negócio, temos que aceitar com fé e amor essa realidade dentro do coração. Assim, abraçamos o nosso fardo, porque ele é nosso e ninguém vai carrega-lo em nosso lugar. Se Deus nos deu esse fardo é porque há um objetivo nisso, não é sem razão, é para nosso crescimento e edificação espiritual. Aceitar o fardo nos faz carrega-lo, dia após dia, todos os dias, um dia de cada vez (Lc 9:23). Deus nos ajuda, mas nós é que temos que carregar o fardo.

Como o fardo é leve! O fardo pode ser pesado, mas porque Deus em Sua infinita graça e misericórdia nos ajuda a carrega-lo, ele se torna leve. O fardo tão pesado e até insuportável torna-se leve e suave, porque Deus nos fortalece e nos capacita a suportar todo peso e dar nossos passos. Esse é o sentido de “Porque o Meu jugo é suave, e o Meu fardo é leve” (Mt 11:30). Não é tão complicado assim, há um elemento espiritual, sobrenatural de Deus no fardo. Uma vez que o abraçamos e por fé o carregamos na dependência da graça de Deus, milagrosamente ele se torna leve. O Senhor prometeu nos ajudar, e Ele sempre cumpre Suas promessas, Ele É fiel! (Is 41:10,13,14).


4 - POR QUE O FARDO? - Deuteronômio 8

Por que o fardo? Uma de nossas maiores dificuldades é querermos entender tudo que Deus está fazendo, e o mais rápido possível, de preferência. Se Deus quiser Ele pode nos dizer o “porque” do fardo, mas há situações em que não sabemos exatamente todos os “porquês”, em cada caso particular. O que todos os fardos têm em comum, nesse sentido, é o objetivo de nos edificar e nos aproximar de Deus cada vez mais. Ao nos depararmos com a rudeza do fardo e com nossa incapacidade, se de fato o aceitamos, e em temor e amor a Deus decidirmos carrega-lo, então clamamos a Deus e buscamos a Sua face. A comunhão com Ele e o Seu poder maravilhoso é que nos capacita e fortalece.

Paulo clamou a Deus por causa do espinho na carne, e qual foi a resposta de Deus? “A Minha graça te basta, porque o (Meu) poder se aperfeiçoa na (tua) fraqueza” (1 Co 12:9a). O espinho era (é) um fardo na vida de Paulo (e na vida de muitos). Deus não o retirou, mas falou de duas bênçãos maravilhosas que nos ajudam e são essenciais para carregarmos o fardo: a graça e o poder de Deus. Sem a graça e o poder celestial, jamais conseguiríamos carregar o nosso fardo. O conhecimento de Deus, o crescimento na fé e a nossa edificação dependem da graça e do poder dEle.

Entendeu porque existe o fardo? Sinceramente, espero que sim! Se você entender isso, você vai carregar o seu fardo sem murmurar, mas louvando e adorando ao Senhor. A Sua graça e poder lhe fortalecerão e você será aperfeiçoado dia após dia no conhecimento de Deus. Você amadurecerá e vencerá a sua carne e o diabo, seus ardis e tentações.

Abrace o seu fardo com fé, amor e alegria no Senhor. Faça isso mesmo que seja em lágrimas, clamando, gemendo e chorando, mas sabendo, crendo e experimentando que o seu fardo se tornará leve pela graça e pelo poder de Deus!

“Muito obrigado Senhor! Eu não me acovardarei mais, nem murmurarei, mas carregarei o meu fardo com fé, amor, temor e alegria. Sei que Tu Senhor, me capacitas e fortaleces dia após dia. Esse é o meu fardo, Senhor. Aleluia! Louvado seja o Teu santo nome!”

SDG – A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL