A PALAVRA DO MESTRE - VERDADEIRAMENTE O HOMEM PODE GLORIAR-SE


Por: Rev. Nelson França

“Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em Me conhecer e saber que Eu Sou o SENHOR e faço misericórdia, juízo e justiça na Terra; porque destas coisas Me agrado, diz o SENHOR.” Jeremias 9:23-24.

Em todo círculo humano os homens buscam glórias. Desde os ambientes mais refinados, até nos ambientes mais baixos da sociedade, há esta mesma intenção no coração do homem.

Para desfrutar esse “glamour” e ter sobre si a admiração das pessoas, muitos fazem uso de todos os meios possíveis; lícitos, e às vezes, ilícitos.

Com respeito a isso, ocorre de nas escolas, principalmente de periferia, os professores ouvirem alunos, adolescentes e jovens, expressando admiração pelos chefes do tráfico da sua área. Certamente, sonham um dia ser como eles, temidos, “respeitados”, “donos do pedaço”, experimentar a “glória” deles.

Pela “glória” muitos dão ou tiram a própria vida. Há um número grande de atores, por exemplo, que caíram em profunda depressão ao se verem destituídos da fama e sucesso que gozavam. Mas, há também profissionais que passaram pela mesma situação após se aposentarem, e não mais poderem exercer a autoridade ou comando que exerciam.

 
Os homens se gloriam da sua inteligência, talentos, beleza, das coisas que alcançaram. Mas Davi declara a Deus: “Tudo vem das Tuas mãos” (1 Cr 29:14).

Na Igreja não é diferente. Muitos atribuem a si o mérito do que realizam. Não perceberam, ainda, que não é ele, suas habilidades, espiritualidade, mas Deus que é o grande executor. Como declara, Paulo aos coríntios: “que tens tu que não tenhas recebido...?” (1 Co 4:7).

Certa vez, ouvi um pastor, conferencista, compartilhar que havia passado por alguns meses de depressão, pelo fato de sentir que estava envelhecendo, e imaginava-se não mais ser convidado a participar em congressos.

A realidade é que, mesmo sem se gloriar verbalmente de algo, o ser humano tem necessidade de ser aceito; de algum modo sentir-se reconhecido pelo que é ou faz.

O problema maior se revela, quando o homem passa a gloriar-se dessas coisas. Primeiro, porque toda glória humana é passageira, logo a queda é certa. E segundo, porque, conforme diz o ditado: “quanto mais alta é a árvore, maior é o tombo”.

Por isso, a maior glória do homem, pode ser declarada por ele, em alto e bom som: conheço a Deus e sei que Ele É o Senhor.

O Rev. Nelson é Pastor da IPB de Praia Grande / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT