MAIS AMIGOS DE DEUS, OU DOS PRAZERES?


Por: Rev. Evandro Luiz da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 14.04.13

"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão (...) mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-Lhe, entretanto, o poder. Foge também destes." 2 Timóteo 3:1-2a,4b-5.

Que pena! Na minha experiência de pastor, tenho sentido esta realidade. Muita aparência, muita forma, muito estilo de crente. Teatro puro! MENTIROSO! “Rosto de crente e coração de diabo” – dizia minha avó Firmina Praxedes. As Igrejas estão entupidas dessa gente. Domingo, um “crentão”; de segunda a sábado, salve-se quem puder. Ainda bem que estão aonde o Espírito vai alcançá-las a qualquer momento. Se bem que Ele as alcança em qualquer lugar.

Quando dizemos a estas pessoas que elas não podem viver assim, apenas de aparência, que têm de ser realmente diferentes, elas não têm coragem de pagar o preço que esta atitude nos exige. O apóstolo Paulo termina estas explicações a Timóteo, dizendo-lhe: “FOGE TAMBÉM DESTES.” “Eles não irão avante”; “estão enganando a si mesmos.” (2 Tm 3:9).

Há uma forte tentação. Muitas vezes o crente desavisado, vendo o ímpio prosperar no seu mau caminho, chega a desejar fazer como ele faz. Mas a Palavra aí está bem contundente e clara: “Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. Pois eles dentro em breve definharão como a relva, e murcharão como a erva verde.” (Salmos 37:1-2. Ver também Salmos 1:4-6).
 
O Senhor nos alerta que nos últimos dias os homens serão “antes amigos dos prazeres do que amigos de Deus” (2 Tm 3:4). É pena que muitos vivam esta inversão de valores. A pessoa fica querida, é até notada entre os seus pares, vizinhos e parentes não cristãos, quando ela se mostra pronta para as práticas mundanas. Recebe elogios. É paparicada. “Reverendo, eu conheço um pastor maravilhoso. Olha, ele foi com a gente num passeio, mas nem parecia crente. Brincou, bebeu, dançou. Para resumir ele fez de tudo. Tudo mesmo, até o que o senhor não imagina.” Ficou famoso. Pronto! Está vendo? É assim que o mundo gosta. Que diferença faz um pastor que vai à mesma festa e lá é sal da terra e luz do mundo! Acredite que o seu modo de ser não agradaria, pelo menos para a grande maioria. E é possível que nem seria bem-vindo; seria uma “persona non grata”; sem dúvida, dificilmente seria convidado a voltar lá.

O verdadeiro servo dá a clarinada certa. Ele é diferente do mundano. Ele é mesmo um corajoso. Como tem sido o seu comportamento? Mais amigos de Deus ou dos prazeres? Que Deus os abençoe, irmãos. Que Ele abençoe a cada um de nós que confessamos o Seu santo e poderoso nome.

Extraído e adaptado do livro “CORAGEM PARA SER DIFERENTE”, disponível no site evandroluizdasilva.com.br. O Rev. Evandro é Pastor Auxiliar da IPB de S.Caetano do Sul / SP.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT