A MULHER VIRTUOSA


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Granja Viana, São Paulo / SP

Culto de Louvor 44 anos da SAF 27.04.13

TEXTO BÁSICO – PROVÉRBIOS 31:10-31

“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.” Provérbios 31:10.

INTRODUÇÃO
Nos reunimos para celebrar os 44 anos de organização da SAF da IPB de Granja Viana. Quanta honra e alegria sentimos por estamos juntos com os irmãos nesse dia. E queremos meditar acerca da mulher virtuosa, certos de que nesses 44 anos muitas mulheres passaram por essa SAF, e ela só permanece firme por causa da virtuosidade dessas servas de Deus. No entanto precisamos entender que essas qualidades devem estar presentes na vida de todos nós, independente do gênero ou idade. Todos os servos e servas de Deus necessitam desenvolver tais qualidades, guardando-se obviamente os limites e as proporções. Façamos então nossas aplicações pessoais diante desse texto tão rico e precioso.

EXPLICAÇÃO
“A descrição da “mulher virtuosa” é um poema que exalta a honra e a dignidade da da mulher de Deus. Nesse poema são exaltadas as virtudes de uma esposa que exemplifica os princípios da sabedoria, tanto prática quanto espiritualmente. O que temos nesse texto é a descrição coerente de uma mulher embelezada pelas virtudes de sabedoria prática e de caridade. Certamente cada uma dessas virtudes serve de lição e alvo para todos que temem e amam ao Senhor.” (ABA; BEG).

ARGUMENTAÇÃO
Antes de prosseguirmos é bom relembrar que Deus é o autor da Bíblia, e que, portanto as virtudes aqui descritas foram estabelecidas por Ele mesmo. Fique claro que é o nosso Deus Quem nos ensina e transmite os valores morais que vamos destacar aqui. Ninguém se sinta prejudicado (a) por isso, exceto se estiver em débito com o Senhor, e nesse caso é bom que haja arrependimento enquanto há tempo.

1 – FIDELIDADE (vs.11-12,23)
A mulher virtuosa é conhecida primeiramente por sua fidelidade no casamento. O texto sagrado mostra que o seu marido confia nela e ela só lhe faz o bem. Ele confia porque ela é fiel; o seu procedimento o faz ser estimado. Ela lhe faz bem, ela o honra e o faz ser estimado.

Certamente a fidelidade é uma virtude cada vez mais esquecida em nossos dias. É grande o número de casos de traição e infidelidade conjugal, onde os votos feitos no altar de Deus são deixados de lado por causa de uma paixão momentânea, uma atração física, um momento de prazer carnal. Temos visto o adultério e o divórcio crescendo assustadoramente na atualidade. Malaquias 2:16 nos diz que Deus odeia o divórcio, e só quem é louco se atreve a andar por caminhos que Deus odeia, pois são caminhos de infelicidade e morte. Vivemos em um tempo onde a imoralidade em geral, e a infidelidade no casamento tem sido vista por muitos com bons olhos. O adultério, a fornicação, a imoralidade, a infidelidade, a mentira e a traição tem sido incentivados descaradamente em todos os meios de comunicação, e infelizmente tem alcançado muitos. Mas a característica da mulher virtuosa é a sua fidelidade.

Fidelidade não somente quando o marido está por perto, mas sempre. A mulher virtuosa reluz em sua fidelidade, que é fortalecida e nutrida por sua honra e dignidade (vs.25). Essas virtudes têm sido colocadas à prova em nossos dias, por isso há tanta infidelidade. Tais valores têm sido deserdados por muitos.

2 – HONRA E DIGNIDADE (vs.25)
Vivemos a era do hedonismo e do narcisismo.

“O hedonismo (do grego hedonê, "prazer", "vontade") é uma teoria ou doutrina filosófico-moral que afirma ser o prazer o supremo bem da vida humana. Surgiu na Grécia, e importantes representantes foram Aristipo de Cirene e Epicuro. O hedonismo filosófico moderno procura fundamentar-se numa concepção mais ampla de prazer entendida como felicidade para o maior número de pessoas. O significado do termo em linguagem comum, bastante diverso do significado original, surgiu no iluminismo e designa uma atitude de vida voltada para a busca egoísta de prazeres momentâneos. Com esse sentido, "hedonismo" é usado de maneira pejorativa, visto normalmente como sinal de decadência.” (Wikipédia).

“Narcisismo descreve a característica de personalidade de paixão por si mesmo. A palavra é derivada da mitologia grega. Narciso era um jovem e belo rapaz que rejeitou uma ninfa que o desejava, e como punição, foi amaldiçoado de forma a apaixonar-se incontrolavelmente por sua própria imagem refletida na água. Incapaz de levar a termos sua paixão, Narciso suicidou-se por afogamento. Freud acreditava que algum nível de narcisismo constitui uma parte de todos desde o nascimento. Andrew Morrison afirma que, em adultos, um nível razoável de narcisismo saudável permite que um indivíduo equilibre a percepção de suas necessidades em relação às de outrem.” (Wikipédia).

No contexto bíblico certamente também havia os que priorizavam o exterior, em detrimento das virtudes morais. No entanto, Deus diz: “Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada.” Pv 31:30.

Nesse nosso tempo, onde há um verdadeiro culto do corpo (narcisismo), e onde a busca do prazer (hedonismo) tem sido tão priorizada, é natural que a beleza física seja colocada em um patamar muito mais elevado do que a beleza interior. É natural que a mulher seja tida apenas como um objeto de prazer. E se isso tudo se torna tão natural e comum, nada mais normal que as próprias mulheres se sentirem bem assim, como meros objetos. A honra e a dignidade são virtudes que muitas pessoas não só não conhecem, mas desprezam e rejeitam abertamente. Quantas pessoas perderam de vista a honra e a dignidade, ou talvez jamais souberam o que é isso.

A mulher virtuosa, entretanto, é diferente, pois ela é digna e honrada. O vs.25 nos diz que ela se veste de dignidade (honra) e força. A sua dignidade é notória até em suas vestes; e isso faz dela uma mulher forte, e não fraca. Ela vence as tentações porque é forte, e o que nutre sua força é sua honra e dignidade.

Não se trata de ser cafona ou brega, mas digna! A mulher virtuosa se cuida, se embeleza, não é relaxada ou desleixada, mas sabe discernir os limites, não cultua a si mesma e nem quer parecer atraente, ou sexy. Para muitos, o conceito de beleza está ligado diretamente à sensualidade, e por isso há tanta vulgaridade no mundo atual. Mas a mulher virtuosa sabe se cuidar mantendo sua honra e respeito, e a sua maior beleza é justamente a honra, o respeito e a dignidade.

3 – TRABALHO, ESFORÇO (vs.13-19,21-22,24,27)
A Bíblia também revela que a mulher virtuosa é dada ao trabalho, não é preguiçosa. Os versículos citados, a maior parte do texto, narra os passos e realizações dessa mulher dedicada, esforçada e trabalhadeira. Mais que isso, independente dos dons de cada pessoa, da história e formação que são individuais, vemos nesses versículos a expressão da força de vontade, vontade de vencer, sabedoria para solucionar problemas, zelo com o lar, esforço para fazer as coisas acontecerem. A mulher virtuosa é uma mulher bem resolvida, uma mulher de atitudes.

Vivemos dias difíceis e ao mesmo tempo de muitas oportunidades. Prova disso é que as mulheres têm alcançado postos no mercado de trabalho como jamais se viu no passado. E apesar das estatísticas que provam que as mulheres continuam sendo desvalorizadas, temos visto como muitas mulheres são capazes e comprometidas em tudo que fazem. Muitas vezes essas mulheres virtuosas deixam muitos homens “no chinelo”, superando-os em suas expectativas.

No texto bíblico vemos o retrato de uma mulher que levanta cedo para trabalhar (vs.15), ela ajuda seu marido, não deixa faltar nada em casa (vs.21-22), sabe administrar os bens (vs.16), não come o “pão da preguiça” (vs.27). Como é bonito e gratificante ver isso na realidade de tantos lares onde se destaca a figura de uma mulher virtuosa. Ela cuida do lar, dos filhos e ainda ajuda o seu marido, seja levantando o sustento do lar ou ajudando-o na administração da casa. Há lares em que a mulher tem que fazer o papel de mãe a pai ao mesmo tempo, devido à ausência do marido, seja por motivo de morte, ou viagem, etc. Infelizmente em muitos casos a ausência do marido é moral e espiritual. A mulher virtuosa não se deixa abater e faz seguir em frente o curso do lar.

A mulher virtuosa não entrega os pontos! Pode enfrentar grande dificuldade, mas não perde o rumo, não desiste nunca, e por isso, no lar em que há uma mulher virtuosa sempre há uma saída para as dificuldades que possam surgir. Como se fosse possível, ela sabe “tirar leite da rocha”. Quando todos pensam que não tem mais jeito ela arranja algo para fazer e levantar um dinheirinho em casa.

Não se deve interpretar o texto de Provérbios como se todas as mulheres tivessem que se idênticas à essa mulher citada. Cada pessoa tem seus talentos, dons e capacidades naturais. Mas o que toda mulher virtuosa tem em comum é essa gana, essa vontade de vencer, essa força interior que a move, e move os que estão ao seu redor, em direção de um futuro melhor. Ela tem sabedoria, e está sempre pensando em sua casa, nas necessidades de seu lar! Na casa dela não há lugar para bagunça, sujeira, roupa rasgada, mal passada, descosturada; antes, ela é zelosa com o seu lar. Ela “não deixa a peteca cair” de jeito nenhum, não fica choramingando, mas faz acontecer. Tem sempre um ideal, é otimista apesar de suas dificuldades e sofrimentos.

4 – CARIDADE (vs.20)
A mulher virtuosa, segundo Provérbios, não é uma pessoa fria e insensível com a dor dos outros, mas é uma pessoa caridosa. Por isso tem seu coração sensível e cheio de compaixão, ela “abre a mão ao aflito e estende a mão ao necessitado”, isto é, ajuda a estes. Mas, quem são os aflitos e necessitados?

Os aflitos e necessitados não são apenas os pedintes nas ruas. Desses, uma boa porcentagem não são necessariamente aflitos e necessitados, há muitos drogados e preguiçosos. Os aflitos e necessitados podem ser os que estão internados nos hospitais e asilos, que necessitam de uma pequena conversa e uma palavra de oração. Os aflitos e necessitados podem estar no seu ambiente de trabalho, na Igreja ou em sua própria casa, que precisam de um conselho, uma palavra de ânimo, encorajamento, ou uma exortação em amor, uma palavra de evangelismo.

Basta abrirmos os olhos para vermos quantos aflitos e necessitados estão em nosso derredor. Significa que a mulher virtuosa é sábia, pois para ajudar aos aflitos e necessitados, além de caridade ela precisa de sabedoria. Isso nos leva à próxima virtude dessa mulher de Deus.

5 – SABEDORIA E BONDADE (vs.26; 14:1)
A sabedoria é notória na vida da mulher virtuosa, através do seu falar (vs.26). Ela fala com sabedoria! Essa qualidade é extensamente divulgada e encorajada na Bíblia. Deus quer que sejamos sábios, e a sabedoria manifesta-se no falar. Isso é notório especialmente aqui mesmo no Livro de Provérbios que tem uma coleção de versículos que enaltecem a sabedoria no falar.
“No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.” Pv 10:19.
“O sábio de coração é chamado prudente, e a doçura no falar aumenta o saber.” Pv 16:21.
“O insensato expande toda a sua ira, mas o sábio afinal lha reprime.” Pv 29:11.

Mas a mulher virtuosa é sábia também porque está sempre pronta a instruir na Palavra da Bondade, que é a Palavra de Deus. Significa que ela é conhecedora das Sagradas Escrituras, e portanto, tem conhecimento não só para si mesma, mas para transmitir esse conhecimento sempre que necessário.

Ainda há que se lembrar de Pv 14:1 que nos fala da mulher sábia que edifica sua casa. Certamente essa mulher é uma coluna de Deus em sua casa, e seu lar e abençoado por causa de sua sabedoria. O contrário disso é a mulher insensata que com as próprias mãos derruba e destrói seu lar. Mas a mulher virtuosa edifica, fortalece, ajuda na sustentação, e sua sabedoria é um instrumento de Deus.

A sabedoria da mulher virtuosa está ligada à 6ª e última virtude apresentada nesse texto – o temor do Senhor.

6 – TEMOR (vs.30)
O texto sagrado termina dizendo que a mulher virtuosa é temente a Deus. Certamente essa virtude ficou por último como um modo de se explicar de onde vem tanta virtuosidade. Vem do temor que essa mulher tem em Deus, ela é uma mulher que teme ao Senhor. Não se trata de medo e fobia psicótica, mas de um respeito santo àquEle que tudo vê, tudo sabe e tudo pode fazer.

Curiosamente o versículo 31 coloca o temor do Senhor como uma virtude em contrapartida com a beleza física. Talvez essa mulher não fosse tão bela exteriormente, mas o era interiormente. A mulher virtuosa, independente de sua altura, peso, cor da pele, cabelo, etc., independentemente de sua beleza física, é uma mulher “louvada”, isto é, elogiada.

“Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada.” Pv 31:30.

Isso nos faz entende que a mulher virtuosa não é virtuosa por si mesma, mas é assim porque Deus modela seu caráter, ensina, orienta, transforma e capacita.

O temor do Senhor é uma dádiva, que somente os sábios segundo o coração de Deus possuem.

“O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino.” Pv 1:7.

Através do temor do Senhor vem a busca dEle em oração; a busca do conhecimento dEle, de Suas promessas e mandamentos através da leitura da Palavra; a dependência de Seu poder e a confiança nEle através da fé; a obediência a Ele em submissão e compromisso. O temor do Senhor nos livra de errar, ou de errar continuadamente, insistentemente.

Enfim, o temor do Senhor é como um portal através do qual, ao passarmos, somos transformados de glória em glória por Ele mesmo, O Senhor.

A mulher virtuosa é o retrato de uma pessoa que tem sido lapidada, moldada, e edificada por Deus. E isso só é possível na vida dela porque ela teme ao Senhor.

CONCLUSÃO (vs.28-31)
O resultado de uma vida assim é sentido em todos os lugares por onde essa pessoa anda. Mas especialmente o texto destaca o lar.

Seus filhos lhe chama “ditosa”, isto é, feliz, venturosa, afortunada.

Seu marido a “louva”, isto é, a elogia dizendo:
“Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.” (vs.29).

Qual mulher não gostaria de ouvir isso de seus filhos e marido?

Mas ainda temos o vs.31 que termina dizendo ainda duas riquezas:
“Dai-lhe do fruto das suas mãos, e de público a louvarão as suas obras.”

Essa mulher virtuosa é recompensada com o fruto de suas mãos, e suas obras falam dela publicamente, trazendo sobre ela toda honra que ela. Todos veem que ela é virtuosa, não há necessidade de esforçar-se para ser notada, sua vida fala mais alto que qualquer coisa.

Que Deus abençoe todas as irmãs da SAF desse Igreja, e que Deus abençoe cada um de nós, concedendo-nos forças e transformando-nos a cada dia, para sermos conforme a Sua Palavra nos exorta. Hoje e sempre, em nome de Jesus, amém!

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT