CONSIDERAÇÕES SOBRE A VINDA DE JESUS

Por: Rev. Clóvis Falcão

OS DOIS REPRESENTANTES:

ADÃO E CRISTO

Romanos 5:12-21

Adão prefigurava Aquele que havia de vir (Rm 5:14 b) Jesus, que de fato, veio.


“Vindo,porém, a plenitude do tempo, Deus enviou Seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei.” Gálatas 4:4.

A vinda de Jesus é um PRESENTE de Deus, um dom de valor inextimável: Jesus! 


“Em Quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos.” Colossenses 2:3.

“Todavia, não é assim o DOM gratuito
(kharisma) como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça (kharis) de Deus e o dom (dorea) pela graça (kharis) de Um só Homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos.
Não se pode comparar a dádiva de Deus com a conseqüência do pecado de um só homem: por um pecado veio o julgamento que trouxe condenação, mas a dádiva decorreu de muitas transgressões e trouxe justificação. Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único Homem, Jesus Cristo. Conseqüentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens.” Romanos 5:15-18.

A vinda de Jesus é a manifestação da GRAÇA de Deus:


“O Verbo Se fez carne e habitou entre nós e vimos a Sua glória, glória como do Unigênito do Pai.” João 1:14.

“...a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo.” João 1:17 b.

“O dom
(dorema), entretanto, não é como no caso em que somente um pecou; porque o julgamento (krima) derivou de uma só ofensa, para a condenação (katakrima); mas a graça (karisma) transcorre de muitas ofensas, para a justificação (dikaioma).” Romanos 5:16.

“Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação (katakrima), assim também, por um só ato de justiça (dikaioma), veio a graça sobre todos os homens, para justificação (dikaiosis) que dá vida.” Romanos 5:18. 


Kata = para baixo + krima = decisão, decreto (Rm 11:33); veredicto (Rm 5:16). Na maior parte das vezes, condenação, sentença, punição (Rm 2:2ss; 3:8, Léx.Vd.Nv.). Este contexto próximo (Rm 5:9) justificação pelo sangue / salvação da ira. Não existe Evangelho, boas novas de grande alegria, sem Cruz. A manjedoura é o caminho para a Cruz, Belém antecede Jerusalém, a encarnação precede a morte e ressurreição. Também o contexto posterior (Rm 6:1), nos exorta a não “baratearmos” a graça.

A vinda de Jesus é a expressão do REINO de Deus: 


“Onde está o recém-nascido Rei dos judeus?” Mateus 2:2.
“Com respeito a Seu Filho, o qual, segundo a carne, veio da descendência de Davi.” Romanos 1:3.

“Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou (ind. AOR. at. de basileuo) a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão (ind. FUT. at. de basileuo) em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo.” Romanos 5:17.

“Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” Romanos 14:17. 


O Rev. José Clóvis é Missionário da APMT e desenvolvedor do Projeto Didaquê, que evangeliza moradores de rua e latinos na cidade de São Paulo. Peço que interceda pelo Projeto Didaquê. Contato: pr.jclovis@gmail.com; Facebook: Clóvis Falcão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?