ATRIBUTOS DO SALVADOR

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Rudge Ramos, S.B.Campo / SP, e

IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Culto Vespertino 02.12.12


TEXTO BÁSICO - ISAÍAS 9:6 

“Porque um Menino nos nasceu, um Filho se nos deu; o governo está sobre os Seus ombros; e o Seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.”

INTRODUÇÃO
Estamos no mês do Natal, uma ocasião especial em nossas vidas, pois nesse dia comemoramos o nascimento de Jesus Cristo, o Filho de Deus que veio ao mundo para salvar todo aquele que nEle crer. Não sabemos a data exata do Seu nascimento, mas é inegável que existe um ambiente diferente na época do Natal, especialmente para os crentes. Infelizmente as festas mundanas dessa época, que são regadas a bebida e pecado, tanto nos importunam... Mas existe um clima especial: a cidade fica enfeitada e o movimento aumenta, trocam-se presentes, famílias se reúnem, laços de afetividade e amor são fortalecidos, etc. E acima de tudo, Deus é louvado, por nos enviar Seu Filho. Jesus é louvado por ter Se encarnado, o Espírito Santo é louvado, por ser aquEle que gerou o Messias milagrosamente no ventre de Maria.

Natal é Cristo vindo ao mundo, Natal é o Salvador nascendo para nos salvar. Essa data representa o nascimento de Jesus, e é por isso se torna tão especial.

EXPLICAÇÃO
O livro do profeta Isaías foi escrito entre 740 e 680 a.C. Seu autor, era um aristocrata de nascimento, de família influente de classe alta, bem educado. Teve contato com a realeza e foi um conselheiro de assuntos internacionais no reino de Judá. Ele tornou-se um proclamador dos oráculos de Deus, foi um instrumento escolhido por Deus em Jerusalém. Embora comumente fosse alvo de zombaria, Isaías advertiu vigorosamente o seu país contra as alianças com as nações vizinhas, sempre exortando Judá a confiar no Senhor.

Isaías era casado, e dois de seus filhos são mencionados em seu livro (7:3; 8:3). De acordo com a tradição, Isaías foi martirizado, tendo sido serrado pelo meio (Hb 11:37).

Isaías é chamado freqüentemente de “o profeta evangélico” por falar muito sobre a obra redentora do Messias. Em suas páginas se encontra mais sobre a pessoa e a obra de Cristo do que em qualquer outro livro do Antigo Testamento. Algumas das quais são: 1:18; 2:4; 6:3,8; 7:14; 9:6-7; 11:9; 26:3; 35:1; 40:3; 48:16; o capítulo 53; 55:1; 57:15; 59:1 e 61:1-3.

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” Isaías 7:14.

Assim como em Isaías 7:14 esse texto aponta para a vinda do Messias encarnado em um ser humano que nasceria, normalmente, de uma mulher, uma virgem, aqui usa-se as expressões “Filho” e “Menino”. Também há que se destacar o fato de que Ele governaria: “o governo está sobre os Seus ombros”; sabemos que Jesus nunca reinou fisicamente, no entanto o Seu reinado transcende a Terra, é eterno e nunca terá fim. Portanto esse texto é profético quanto às duas vindas de Jesus: a primeira como cordeiro que vem para o matadouro, e a Sua segunda vinda que aguardamos ansiosamente, quando Ele vira como o Leão da Tribo de Judá. Em Sua primeira vinda veio para morrer em nosso lugar, em Sua segunda vinda virá para julgar a Terra.

ARGUMENTAÇÃO
Nesse famoso texto, Deus nos fala através do profeta, acerca da pessoa e da obra do Messias, dando nomes a Ele. Esses nomes são expressões que se eternizaram, que revelam alguns dos atributos de Cristo, e que devem estar presentes em nossas mentes e corações não só na época do Natal, mas em todo o tempo, pois apontam para a nossa comunhão com Ele e dEle conosco.

Que nomes são esses que Deus nos fala através do profeta Isaías?

1 – MARAVILHOSO
Para alguns estudiosos da Bíblia a expressão “Maravilhoso Conselheiro” deve ser entendida e interpretada em conjunto. Porém não existem provas suficientes para dizermos que este é o único sentido do texto. Para muitos outros intérpretes, teólogos e exegetas, a expressão pode SIM (e deve) ser lida separadamente, que é o modo como entendemos o texto. E é a própria exegese dos termos que fortalece esse ponto de vista.

O que significa a palavra “maravilhoso”? Essa expressão tem o significado de sobrenatural, todo-poderoso. Assim com em Juízes 13:18 essa expressão aponta para o poder de Deus, aqui no caso poder que viria sobre o Menino que haveria de nascer. O ministério de Jesus foi marcado por Seus milagres que revelam, por Seu eterno poder, a Sua natureza divina. Em Seu ministério Jesus provou que Ele é o próprio Deus encarnado! Ele acalma o mar, anda sobre as águas, cura enfermos, sara leprosos, faz paralíticos e coxos andarem, cegos verem, liberta encarcerados, quebra cadeias e grilhões, alimenta os famintos, salva os perdidos que se arrependem e nEle creem, e guia mansamente suas ovelhas por verdes pastos. Ele é Onisciente, Onipotente e Onipresente. O Deus criador que Se encarnou e veio para salvar!

Em nossas vidas também Ele se revela assim! Ter uma relação pessoal com Jesus significa crer em Seu maravilhoso poder, e viver debaixo de Seu poder. É nesse poder que nos movemos e existimos, nesse poder que caminhamos e testemunhamos, nesse poder que fomos salvos e vencemos o mundo, o pecado e o diabo. A própria morte foi vencida pelo maravilhoso poder do Senhor, e Ele mesmo nos garante:

“quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá” (João 11:25b).

2 – CONSELHEIRO
O segundo atributo do Messias apresentado nesse texto é Conselheiro. Juntando a primeira expressão, Maravilhoso, temos Maravilhoso Conselheiro, ou seja, Ele É o Conselheiro Todo-Poderoso, sobrenatural, que tudo pode fazer. Significa que as palavras que Ele fala são transbordantes de vida e poder, e quando Ele fala conosco sabe tudo que se passa conosco, pois Ele é Onisciente. Em sua vinda Ele trouxe-nos as Palavras de vida eterna, palavras que libertam, transformam e edificam. Enviou-nos o Seu Espírito que nos convence do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8). Suas Palavras são mandamentos na forma de conselhos, orientações, Ele não força, mas convida e orienta-nos a segui-Lo. A salvação, em si, já é uma dádiva que recebemos ao ouvirmos e crermos em Sua Palavra.

Busquemos com o coração aberto, os conselhos maravilhosos que o Senhor tem para nós. A Sua Palavra nos aconselha a todo tempo, sábio é conhecer essas maravilhosas Palavras de vida eterna que Ele tem para nós. E mais sábio ainda é seguir Seus conselhos.

3 – DEUS FORTE
Esse termo é aplicado a Javé, o Deus Todo Poderoso, e prediz a Sua vitória definitiva sobre todo o mal. A Sua vinda tem esse caráter, vencer todos os nossos inimigos. Ele é sempre foi e sempre será vencedor, mas ao Se encarnar Ele vem para vencer os nossos inimigos. Não duvide nunca do poder de Deus. Creia e viva sob Seu eterno e divino poder. Ele venceu o pecado, o mundo, a carne, o diabo e a própria morte. Não há mais o que temer quando vivemos sob a mão poderosa do Senhor; ainda que enfrentemos a própria morte, não seremos jamais derrotados. O Senhor venceu a morte!

“Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?” 1 Coríntios 15:54b-55.

Ao enfrentarmos os desafios e lutas da vida, precisamos buscar o poder que vem de Jesus Cristo, o nosso Deus Forte! Como enfrentar as lutas da vida sem o poder de Deus? Como vencer sem o poder de Deus? Impossível... Mas quando nos refugiamos  em Deus, encontramos forças renovadas, ânimo novo, unção maravilhosa do Senhor que vem para nos curar e sarar nossas feridas. Em Seus braços estamos seguros e protegidos de todo o mal. Se não fosse o Senhor ao nosso lado os nossos inimigos já nos teriam destruído (Sl 124:1), mas Ele em Seu infinito poder nos dá segurança. Ele nos livra de todo o mal, nEle temos paz, nEle temos a vida eterna, em Cristo Jesus, nosso Senhor amado. 


4 – PAI DA ETERNIDADE
Essa expressão também pode ser entendida como “Pai Eterno”, e nos revela a pessoa do Pai encarnado em Jesus. O Messias é eternamente o Pai do Seu povo. O que um pai carnal faz imperfeitamente ilustra o que o Pai Eterno faz de modo perfeito: Ele protege, provê e cuida das necessidades de Seus filhos. O nosso Deus é o nosso Pai Eterno. Jesus e o Pai são um, portanto, ao vir a este mundo pecador, Jesus trouxe conSigo a pessoa do próprio Pai Celestial em Si mesmo.

Em diversos textos a Bíblia nos fala acerca da ação paternal do nosso Senhor.
Salmos 23:1   “O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará.”
Mateus 6:8   “Não vos assemelheis, pois, a eles; porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais.”
1 João 5:18   “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, aquEle que nasceu de Deus o guarda, e o maligno não lhe toca.”

A nossa maior necessidade, a necessidade de salvação, Ele proveu pessoalmente através de Seu Filho, na Cruz do Calvário. Não proveria Ele todas as outras necessidades?

"O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus." Filipenses 4:19.

5 – PRÍNCIPE DA PAZ
Jesus é aquEle que nos traz a paz em seu sentido mais completo, seja com saúde ou sem ela, com prosperidade ou vivendo somente com o necessário, e acima de tudo a tranqüilidade em todas as situações. O homem pode conhecer a Sua paz (Ef 2:13-18).

Jesus falou acerca dessa paz sobrenatural em João 14:27.
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize."

Quando estamos em lutas e tribulações, essa paz nos revestirá e guiará:
“Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual também fostes chamados em um só corpo, e sede agradecidos.” Colossenses 3:15.

Essa paz nos é oferecida gratuitamente por Ele. O mundo não tem essa paz, ela é totalmente diferente de tudo que o mundo tem para oferecer. É uma paz real, verdadeira, duradoura, que não só nos faz bem, mas nos protege e guarda os corações.
“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:7.

Quem vive nessa paz não vive com medo, não perde a esperança, não perde a alegria e a satisfação interior. Cristo é a nossa paz!

CONCLUSÃO
Natal é muito mais do que festas em um mês do ano. Natal é vida com Cristo. Conhecendo mais sobre a Sua pessoa podemos obter essas maravilhosas bênçãos que estão presentes na vida de comunhão com Ele. Você vive assim? É esse Jesus que você conhece? É nesse Jesus que você crê?

Nosso desejo é que Ele seja o Governante de sua vida. Que Ele governe você com Seu poder Maravilhoso, que você seja dirigido (a) por este Conselheiro Maravilhoso. Que suas lutas e dificuldades sejam vencidas sempre por Ele que é o Deus Forte, todo-poderoso, que venceu todos os inimigos e venceu triunfante deles na Cruz e em Sua ressurreição venceu todo poder, inclusive a própria morte. Que você possa desfrutar sempre dos cuidados do Eterno Pai Celestial, que provê tudo que Seus filhos necessitam e os protege de todo mal. Que a sua vida e seu lar sejam plenos da paz verdadeira que somente o Príncipe da Paz pode lhe conceder.

Esse é o nosso desejo sincero. Ore e entregue a direção de sua vida a este Governante eterno e bondoso que é o nosso Senhor Jesus Cristo.

Material de apoio: BEG – Bíblia de Estudo de Genebra.




SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT