A PALAVRA DO MESTRE - O QUINTO EVANGELHO

Por: Rev. Nelson França

“Quanto amo a Tua Lei...” Salmo 119:97.

Como é possível o cristão por vezes concordar e até aprovar pacificamente ações e situações que as Escrituras como um todo não concordam? Sem dúvida, diversas razões podem explicar isto: distorções de interpretação, rejeições da verdade, resistências a algumas práticas cristãs, desobediências, etc. Entretanto, certa vez alguém escreveu sobre algo um tanto interessante, que pode nos ajudar a encontrar a resposta para esta questão: o quinto evangelho.

Os quatro evangelhos, quero crer, nós conhecemos bem. Neles se encontram registradas as palavras de Jesus; seus feitos, parábolas, exortações, advertências; enfim, relatos extraordinários de seu ministério. O ensino dos evangelhos, portanto são claros e bem conhecidos, mas, e o quinto evangelho?

No quinto evangelho, segundo o escritor, se encontram as palavras e conceitos das Escrituras, contudo, com uma interpretação inteiramente pessoal. Desse modo conceitos e práticas que as Escrituras, como um todo não aprovam, podem encontrar fundamento no quinto evangelho. Através dele muitas ideias e práticas novas, vêm sendo aceitas na vida prática de muitos crentes e até nas igrejas, sem maiores obstáculos. Quando alguém se apega ao quinto evangelho, ele consegue, pelo menos para si, defender e aprovar ideias que a Bíblia não aprova. No seu coração, questiona e anula verdades, há muito estabelecidas.

Talvez você diga: Eu conheço os autores dos evangelhos! São eles, Mateus, Marcos, Lucas e João. Mas, quem é o autor do quinto evangelho? É o próprio homem; que com artimanha, defende conceitos “cristãos particulares”, como se fossem verdade, conseguindo cauterizar a própria consciência. Assim, temos os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas, João, e o quinto, cujo autor pode ser o José, a Maria, a Tereza, o Nelson ou você.

Que Deus nos dê mais discernimento, termos, humildade e amor à SUA Palavra. 


O Rev. Nelson é pastor da IPB de Praia Grande / SP.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL