A PALAVRA DO MESTRE - AS ATITUDES MOLDAM O CARÁTER

Por: Rev. Nelson França

“João era caçador; após ser pego pelo IBAMA, e obrigado a prestar serviços de proteção aos animais, passou de predador a protetor da fauna em seu ambiente”.
O que ocorreu na vida do João não foi um caso isolado. Mas o interessante, quanto a isto, é ser muito comum ouvirmos ou dizermos que as atitudes, mesmo quando boas, não tem valor se não forem motivadas por uma disposição sincera do coração. 


É óbvio que boas atitudes movidas pelo coração são ideais. Mas, que fazer quando o coração não deseja realizar tais atitudes? Não realizá-las! Provavelmente, esta seria a resposta da maioria.

Entretanto, pensar dessa forma, é minimizar o poder de ação das atitudes do homem para com ele próprio. Pois, se a idéia, de que a falta de motivação invalida as boas atitudes está correta, então porque fazer uma criança que bateu no amiguinho, ir dar-lhe um abraço e pedir-lhe perdão?

É fato que o coração de uma criança é diferente do adulto. Sabemos que o caráter da criança está em formação, enquanto no adulto já está formado. Mas, será que as coisas “funcionam” exatamente assim?

À luz da Bíblia, sou conduzido a pensar que para Deus é diferente. Porque, se até ossos secos podem readquirir vida cf. Ez 37, e, se as más conversações corrompem os bons costumes cf. 1 Co 15:33, porque homens já “formados”, não poderiam ter o caráter moldado por atitudes novas?

E, ainda, porque Deus imporia sobre o homem a ordem de obedecê-Lo, se isto, não tivesse valor algum, sem que o próprio homem desejasse? Ou ainda, que razão haveria de nos esforçarmos em obedecer a Deus, fazer para Ele e por Ele o que não desejamos, se isto de nada servisse?

Enfim, se atitudes moldam caráter, quantas coisas poderiam mudar em nós, para melhor, claro, se tão somente buscarmos atitudes novas?

Quem sabe, seríamos surpreendidos ao vermos mudanças para melhor, de conceitos, valores, posicionamentos, sentimentos, que até então, pareciam intocáveis. Ou ainda, vejamos sendo derramadas sobre nós bênçãos inesperadas, como fruto de um novo caminhar perante Deus.

"Ajuda-nos, ó Senhor, a experimentarmos em Ti, um novo caminhar."

O Rev. Nelson é Pastor da IPB de Praia Grande / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT