ESPIRITUALIDADE NOS SALMOS

“Eu te amo, ó Senhor, força minha.” Salmos 18:1.

Segundo alguns estudiosos das Escrituras Sagradas, encontramos no livro de Salmos, o centro da espiritualidade bíblica, onde descobrimos um conhecimento vital de Deus, como se fosse uma espécie de desvelamento da própria face do Todo-poderoso. Está expresso nas experiências dos escritores de Salmos a realidade de um Deus relacional, pessoal. Verificamos Deus completamente imerso nas relações pessoais de seus Servos e na vida comunitária de Seu povo. Constatamos uma relação de mão dupla, isto é, de desvelamento da parte de Deus e de contemplação por parte do povo e de cada um individualmente.

Devemos desenvolver uma espiritualidade de sede de Deus, da verdadeira necessidade existencial de Deus, que, certamente, nos remeterá ao outro, ao próximo. 


A espiritualidade dos Salmos é a expressão da ação de Deus na vida da cada um e do Seu povo, seja como aquele está, Deus caminha com ele, estende a mão, socorre, ampara, sustenta, anima, protege, revela caminho e, sobretudo, Se mostra aos Seus na intimidade do coração e de uma comunhão real, diária e presente. Esse caminhar de Deus conosco se manifesta e flui notoriamente na nossa vida de comunhão uns com os outros.

Oremos
Deus Todo-Poderoso, ajuda-me, como os salmistas ensinam, a desenvolver uma espiritualidade que sabe contemplar e enumerar tão minuciosamente as Tuas maravilhas. E que essa contemplação redunde em vida e comunhão com meus irmãos. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT