ESPIRITUALIDADE E PLURALIDADE

“Em verdade, em verdade vos digo: vós Me procurais, não porque vistes sinais, mas porque comestes dos pães e vos fartastes.” João 6:26.

Assistimos e, muitas vezes, praticamos uma espiritualidade centrada no mundo das opções. Na verdade, o que gera sentido ao homem atual é manter contato com o maior número possível de opções. O lema da nossa sociedade consumista é um alto e dogmático "mais"!

Nesse sentido a mídia exerce influência sobre nossas vidas. A comunicação de massa traz informações diversas, de ângulos diferentes, com mil alternativas. Por consequência, o cristianismo tornou-se apenas mais um item no grande "supermercado da fé", onde o homem é quem decide o que comprar e o que praticar. A consequência, para muitos, é que Deus, o Criador de todas as coisas, é apenas mais uma opção.

A implicação imediata e direta é que não é mais Deus Quem nos escolhe, mas nós é que O selecionamos na prateleira do supermercado religioso brasileiro. As pessoas consomem a "fé cristã" e são consumidas pela falta de fé genuína. Tristemente há muito contato com as religiões, inclusive o evangelicalismo, e pouquíssimo ou quase nenhuma experiência com Deus.

Oremos
Senhor Deus, como diz o salmista, a Tua graça é melhor do que a própria vida. Tu És mais precioso para mim do que as bênçãos que me podes oferecer. Tua graça me basta. Em Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL