DIA DO HOMEM PRESBITERIANO - O EXEMPLO DE NOÉ

Por: Rev Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti – S.C.Sul / SP
Culto vespertino 05.02.12


TEXTOS BÁSICOS
“...e não poupou o mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas, quando fez vir o dilúvio sobre o mundo de ímpios.” 2 Pedro 2:5.

“Eis a história de Noé. Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus.” Gênesis 6:9.

INTRODUÇÃO
 

Imagine se você fosse o último remanescente da fé nessa cidade, se todos os demais crentes não existissem mais e só você fosse uma pessoa temente a Deus. O que você faria? Imagine agora que Deus te mandasse construir uma grande embarcação, uma arca, e quando as pessoas te perguntassem o que você estava fazendo você diria: estou construindo um grande barco para me salvar de uma grande inundação que vai cobrir toda a terra e que vai matar todos vocês, caso não se arrependam de seus pecados. Certamente você seria chamado de louco, doido varrido, etc. Isso parece cena de filme de ficção, mas foi exatamente o que aconteceu com Noé. Ele foi chamado por Deus numa época em que as pessoas viviam longe de Deus, desprezavam a Deus, e ele era um homem temente a Deus. Ele obedeceu as ordens de Deus e por isso Noé sobreviveu ao dilúvio juntamente com a sua família.

Todos nós que seguimos os ensinamentos de Cristo somos um pouco parecidos com Noé, pois temos várias ordens que obedecemos e que o mundo despreza. Não estamos construindo uma arca, mas anunciamos o fim do mundo, a volta de Cristo e o dia do juízo final. Não é incomum os crentes serem chamados de loucos por aqueles que não crêem. No entanto, ainda que sejamos chamados de loucos e sejamos zombados, devemos nos inspirar no exemplo de Noé para cumprirmos o nosso chamado nesse mundo. Noé era um homem especial para Deus, por isso Deus lhe deu uma missão tão importante. E por que podemos afirmar que ele era especial para Deus? Por causa de seu procedimento. “Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus.” Gn 6:9.

EXPLICAÇÃO
A descrição de Noé em 2 Pedro 2:5 como pregador da justiça “é única na Escritura, mas é bem conhecida na tradição judaica. Refere-se (...) ao estilo de vida de Noé, que condenava o pecado e recomendava vida justa aos seus contemporâneos.” BEG. Certamente o que deu a Noé tamanha proeminência foi a sua atitude diante de circunstâncias tão difíceis nas quais ele viveu. Ele é um caso único na Bíblia, pregou a palavra e a justiça de Deus em um tempo onde ninguém acreditava em Deus.

ARGUMENTAÇÃO / DIVISÕES
Como era o proceder de Noé que fez dele um homem tão especial para Deus? Como poderia ele ser o PREGADOR DA JUSTIÇA num mundo tão corrupto e mau? O seu proceder pode ser resumido em três partes que estão no texto bíblico lido, e que nos revelam quem era Noé e como ele procedia.

1 – ERA JUSTO 

A primeira coisa que se destaca na vida de Noé era o seu justo proceder. O que significa ser “justo”? Ser justo é o mesmo que ser “reto (...) aquele que é conforme a justiça.” PEB. Ser justo perante Deus é obedecer às Suas leis e mandamentos. “A palavra pressupõe uma aliança na qual aqueles que são unidos ao Senhor pela fé, seguem Seus padrões morais.” BEG.

Noé era justo porque ele agia de conformidade com os preceitos que Deus deu aos homens. Podemos definir a palavra “justiça” como: “Virtude moral que inspira o respeito dos direitos de outrem e que faz dar a cada um o que lhe pertence.” PEB. Foi o próprio Deus quem estabeleceu os preceitos morais aos homens, preceitos esses que geram em nós o censo de justiça. Cabe a nós seguirmos os preceitos que Deus estabeleceu. Noé seguia fielmente esses preceitos, por isso ele era um homem justo.

Para entendermos o que é ser justo vamos raciocinar sobre o que NÃO É ser justo.

1.1 – Certamente ser justo não é viver um tipo de ENCENAÇÃO, mas é servir ao Senhor de coração. A Bíblia classifica as pessoas em dois grupos: os justos e os ímpios. Os justos são aqueles que servem de coração ao Senhor, e quem são os ímpios? São aqueles que vivem uma vida sem Deus, uma vida de impiedade, isto é, desprezo pelas coisas sagradas, desprezo pelas coisas de Deus.

E nós, será que somos justos perante Deus? Necessitamos compreender o que isso significa.

1.2 – Ser justo também não significa estar / ser ISENTO DE ERROS. O próprio Noé após o dilúvio, plantou uma vinha e daquela plantação ele fez vinho e embebedou-se. No estado em que ele estava Noé ficou nu dentro de sua tenda causando grande transtorno em sua família (Gn 9:20ss). Tudo aquilo poderia ter sido evitado se ele não tivesse cometido o erro de embriagar-se. Então aprendemos com o testemunho de Noé que ser justo não é ser perfeito.

1.3 – Outra coisa que justiça não é: BARGANHA COM DEUS. Em nossos dias muitas pessoas pensam que se alguém obedecer a Deus, se for fiel, terá certos direitos, Deus teria que lhe abençoar. Isso é um grande engano, pois Deus não deve nada à suas criaturas, nós O obedecemos por amor, fé, temor, gratidão, etc., para a Sua glória, sem querer receber nada em troca. Devemos ser justos simplesmente pelo que Ele é e não por aquilo que Ele pode nos dar. Um exemplo clássico disso na Bíblia foi o rei Josias, que depois de um brilhante reinado sofreu uma morte trágica em guerra (2 Reis 23:25,29). Diriam alguns: não era de se esperar que ele tivesse um final mais feliz? Deus não teria que recompensá-lo aqui na Terra? A resposta é NÃO, pois segundo a Bíblia uma coisa não tem nada a ver com a outra. Um crente pode ser fiel a Deus, justo em toda a sua existência, e ter um final triste, humanamente falando, ou até "trágico"
(enfermidades, acidentes, familiares longe do Evangelho, etc.). Mas sabemos que perante Deus esta pessoa não ficará sem a sua recompensa na eternidade (2 Timóteo 1:12).

E se andamos em justo proceder diante de Deus, certamente o seremos também diante dos homens. Por isso que a segunda característica acerca do procedimento de Noé era a sua integridade.

2 – ERA ÍNTEGRO 

O que significa a palavra INTEGRIDADE?
Segundo o Dicionário Michaelis: “Inteireza moral, retidão, honestidade, imparcialidade.”

Integridade é ser aquilo que dizemos que somos. A Bíblia diz em Salmos 25:21 “Preservem-me a sinceridade e a retidão, porque em ti espero.”
 

A nossa integridade (ou a ausência dela) se manifestará em nossos relacionamentos inter-pessoais, ou seja, o modo como vivemos e agimos com as outras pessoas. Por essa razão que o texto nos diz que Noé era “íntegro entre os seus contemporâneos”. “Não que Noé nunca houvesse pecado, porém a sua devoção a Deus e aos Seus mandamentos era inquestionável” (BEG) devido ao seu proceder.

A nossa integridade tem tudo a ver com a nossa comunhão com Deus, pois a nossa comunhão com Deus é que produz em nós a verdadeira integridade. E essa integridade irá se manifestar em nossa vida na sociedade, na igreja e na família. Podemos dizer que somos íntegros? “Inteireza moral, retidão, honestidade imparcialidade.”

A igreja evangélica brasileira vive uma crise de integridade. Essa é uma afirmação pesada e grave, mas é uma constatação, pois se somos realmente cerca de 30.000.000 de crentes nesse país, por que não fazemos diferença? Se 12 homens revolucionaram o mundo o que nos falta, já que somos tantos? A resposta é que a igreja evangélica brasileira está inchada, não é que ela cresceu saudavelmente, na realidade ela inchou, e inchaço é sinal de que algo vai mal por dentro, a igreja evangélica brasileira está enferma. Cabe a cada um de nós fazer a nossa parte para obtermos a cura espiritual de que necessitamos. E isso no nível pessoal, familiar e eclesiástico.

Nós iremos refletir perante as pessoas aquilo que somos em nosso caminhar com Deus. E essa é a terceira característica da vida de Noé:

3 – ANDAVA COM DEUS 

O verbo “andar” tem um significado muito rico na Bíblia. Andar significa viver. Quando lemos que Noé andava com Deus devemos entender o que isso significa: ele vivia uma vida para Deus e com Deus. Nesse contexto “a expressão significa uma comunhão íntima” com Deus (BEG).

O que é andar com Deus? O que isso significa?

3.1 - Andar com Deus é mais do que religiosidade, é vida com Deus. E essa vida com Deus se expressa através de nossa devoção e temor a Ele.
“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” Mt 28:20b.

3.2 - Andar com Deus é convivência com Ele em amor, é como se Ele se fizesse visível para nós. Não podemos vê-Lo, mas sem Ele não podemos viver. Ele é mais precioso para nós do que o ar que respiramos, o qual não vemos, mas jamais duvidamos que exista. Mas é necessário amá-Lo de todo o coração e de todo entendimento.
“Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.” João 14:23.
“Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” Mateus 22:37.

3.3 - Andar com Deus é descoberta. O que temos descoberto em nossa caminhada de fé? O que o Senhor nos tem revelado? Quem anda com Deus conhece a santidade, a justiça, o amor, o perdão, a alegria de viver segundo os padrões de Deus, e não segundo os padrões do mundo.
“Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes.” Jr 33:3.
“Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” 1 Co 2:9.

3.4 - Andar com Deus é andar na luz, é viver em uma dimensão de fé e comunhão com Ele e com Seu Espírito em santidade.
“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne.” Gl 5:16.
“Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.” Ef 5:8.
“Se dissermos que mantemos comunhão com Ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como Ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o Sangue de Jesus, Seu Filho, nos purifica de todo pecado.” 1 Jo 1:6,7.
“Aquele que diz que permanece nEle, esse deve também andar assim como Ele andou.” 1 Jo 2:6.

Esse era o diferencial na vida de Noé, ele andava com Deus.

CONCLUSÃO
 

A história de Noé e a arca nos fornecem boas comparações para conosco e a igreja.

A arca era o único meio de salvação naquele mundo tão perdido que foi assolado pelo dilúvio, pois só foram salvos os que entraram nela. A igreja também é o único meio de se alcançar a vida eterna, quem quer ir para o céu tem que fazer parte do corpo de Cristo.

A arca tinha muitos problemas – espaço, cheiro, condições. A igreja também pode ter seus defeitos e problemas, no entanto é aqui que encontramos o caminho para o Céu.

O construtor da arca, Noé:
- era um homem chamado por Deus, nós também somos;
- tinha uma missão muito importante, nós também temos;
- viveu no meio de uma geração corrupta, nós também vivemos;
- pregava a mensagem da justiça de Deus, nós também pregamos;
- foi desacreditado e zombado, isso também acontece conosco;
- após sua pregação veio o juízo de Deus, isso também acontecerá neste mundo;
- era especial para Deus, pois o amava de todo o seu coração, era justo, íntegro e andava com Deus... E nós, podemos dizer que somos semelhantes a ele também nesse item?

Como tem sido o nosso procedimento perante Deus e perante os homens? Você se considera uma pessoa especial para Deus? Pois saiba que você é! Foi por você que Ele enviou o Seu próprio Filho para lhe salvar e lhe dar a vida eterna. Se cremos nisso ou não, a nossa vida vai mostrar, pois se acreditarmos que somos chamados e escolhidos por Ele, a nossa vida será um luzeiro neste mundo tão conturbado e sem Deus. Na igreja todos são especiais para Deus. E Deus é especial para nós? Deus é especial para você? Sigamos o exemplo de nosso irmão Noé, o pregador da justiça.

Material de apoio:
BEG - Bíblia de Estudo de Genebra; PEB - Pequena Enciclopédia Bíblica.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL