O PODER DAS PALAVRAS

“Águas profundas são as palavras da boca do homem,
 e a fonte da sabedoria, ribeiros transbordantes.”
 Provérbios 18:4.

A linguagem humana é profunda como o mar, e as palavras dos sábios são como os rios que nunca secam. Nossas palavras são profundas porque brotam do coração e esse é um território desconhecido. Por mais que pesquisemos essa terra distante, jamais chegaremos ao pleno conhecimento dela. Nosso coração é um universo ainda insondável. O que sabemos é que ele é como um mar profundo. O que lemos nas Escrituras é que o nosso coração é desesperadamente corrupto e enganoso. Só Deus pode conhecê-lo perfeitamente.

Por isso, as palavras que sobem do nosso coração e saltam dos nossos lábios são como águas profundas, cujo fundo não conseguimos medir. As palavras do sábio, porém, são como ribeiros transbordantes, como rios que jamais secam, cujas águas correm dentro do leito, levando vida por onde passam. As palavras do homem sábio são conhecidas. Os rios de água que fluem de sua boca abastecem os sedentos, irrigam a alma aflita daqueles que vivem na sequidão e produzem prosperidade para aqueles que os ouvem. Nossas palavras nunca são neutras. Carregam a morte ou transportam a vida.

Oremos
Senhor Deus, chegou a hora de mudar radicalmente o modo como tenho usado as palavras. Continua inspirando em mim o desejo de transformar minha boca numa fonte de vida. Em Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL