ESPINHO NA CARNE (2 CO 12:7-9)


Maldito espinho...

Bendito espinho...

Que machuca, e maltrata

Que tortura, e desata

Toda sorte de pensamentos

Sentimentos

Dor e sofrimento.


Espinho na carne

Que vem para esbofetear

Que vem para humilhar

Sei que és permitido

Por aquEle que tudo pode

E toda mágoa, dor e ódio

Um dia serão retirados.


Bendito espinho...

Maldito espinho...

Que vem para torturar

E serve para ensinar

És maldito, e és bendito

Fazes sofrer... Fazes chorar

Mas é no sofrimento

Que mais busco a Deus!


E através do fogo da provação

Como ouro sou depurado

Pois ouço do Pai, a doce voz que diz:

"A Minha Graça te basta,

Porque o Meu poder (em ti)

Mais se aperfeiçoa na (tua) fraqueza."


Por causa de ti, espinho

Muito mais orarei

Muito mais louvarei

E me renderei às Mãos

Do Poderoso Salvador!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT