SALVOS PELO SANGUE



“O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; quando Eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando Eu ferir a terra do Egito.” Êxodo 12:13.

Os primogênitos de Israel foram salvos da morte na noite da Páscoa não por serem melhores do que os filhos dos egípcios. Os primogênitos egípcios pereceram não por serem pessoas más e depravadas. Muitos morreram a despeito de serem indivíduos honestos e bons filhos. Os primogênitos hebreus não eram religiosos ou possuíam virtudes excelentes. A diferença entre a vida e a morte não estava nas peculiaridades que distinguiam os filhos dos hebreus dos filhos dos egípcios, mas no sangue do cordeiro. Quando o anjo da morte passou pelo Egito, ao ver o sangue nas vergas das portas, passava por cima e ali não aplicava o juízo. Não foi suficiente o cordeiro morrer. Era necessário também que o sangue fosse aplicado nos batentes das portas. Não basta saber que Jesus Cristo morreu na Cruz e ressuscitou. É preciso receber, pela fé, os benefícios de Sua morte e ressurreição. Cristo morreu pelos nossos pecados e ressuscitou para a nossa justificação. Agora precisamos recebê-Lo como nosso Salvador pessoal e Senhor. Ele É a nossa Páscoa! Oremos: “Senhor, não é pelo que sou ou pelo que fiz, mas porque a Tua graça me alcançou. Neste momento, quero declarar a Ti minha convicção no sacrifício de Cristo por mim. Em nome de Jesus, amém.”

Fonte: Cada Dia
IPNA - Igreja Presbiteriana Nova Aliança, Americanópolis, SP
Pastoral boletim 09/04/17.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT