VIDA CRISTÃ ABUNDANTE (2) POR QUE CONFESSAR A FÉ



“Portanto, todo aquele que Me confessar diante dos homens, também Eu o confessarei diante de Meu Pai, que está nos Céus; mas aquele que Me negar diante dos homens, também Eu o negarei diante de Meu Pai, que está nos Céus.” Mateus 10:32-33.

TEXTOS ADICIONAIS

Marcos 3:1-6
Mateus 10:24-33
Marcos 8:34-38
Atos 1:6-11
Romanos 10:9-15
1 João 2:22-26;4:15
Atos 4:5-21

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES
Para ser um membro COMUNGANTE (maior) da Igreja, é preciso fazer a Pública Profissão de Fé, isto é, quem já foi batizado na infância em uma Igreja Evangélica.Quem não foi batizado na infância em uma Igreja Evangélica, no ato da Profissão de Fé, também é batizado.

MEMBRO NÃO COMUNGANTE
É aquele que tem menos de 18 anos e somente foi batizado na infância, que ainda não fez a Profissão de Fé. Ele está no rol da Igreja até esta idade, sob a responsabilidade de seus pais ou tutores. Ao completar 18 anos, estará civilmente capacitado para responder por seus atos, e se ainda não tiver tomado a sua decisão, será "desarrolado".

MEMBRO COMUNGANTE
É aquele que já foi batizado e fez a Pública Profissão de Fé, o qual está arrolado na Igreja, gozando de todos os direitos e tendo todos os deveres dentro da comunidade.

1 – QUANDO SE DEVE FAZER A PÚBLICA PROFISSÃO DE FÉ?
Após aceitar ao Senhor Jesus como seu Salvador e Senhor, arrependendo-se de seus pecados, devemos também, com certa urgência, nos tornar membros da Igreja, que é a Noiva de Cristo (Jo 3:29; Ap 21:2), o Corpo de Cristo (Rm 7:4; 1 Co 6:15). Uma preparação antes, para que se tenha melhor consciência do passo a ser tomado é de suma importância, mas creio que ela não deve demorar mais que seis meses.

É bom saber que nunca vamos estar completamente “puros” nesta vida, isto é, totalmente isentos de tentações e algumas quedas, por menores que sejam. E é bom (menos pior) que sejam “pequenas quedas” mesmo porque aquele que vive pecando não conheceu a Cristo, isto é, não se converteu de verdade (1 Jo 3:6,9). Será impossível também, sabermos detalhadamente todo o conteúdo da Bíblia, ela sempre será nosso objeto de estudo e reflexão, pois é uma fonte eterna de conhecimento, sabedoria e revelação de Deus.A vida cristã é uma caminhada em direção à santificação, e sempre uma renovação do conhecimento.

Estou dizendo isto, porque alguns estão sempre retardando muito a sua decisão, dizendo que ainda não estão preparados. Creio que a justificativa melhor seria que ainda não querem se envolver definitivamente com o Senhor Jesus, tendo-O como Senhor de suas vidas. Uma grande maioria, após os 14 anos, já tem consciência de seus atos, do pecado, e da necessidade do Salvador em suas vidas. Já é hora de tomar uma decisão. A Bíblia muito nos fala acerca da urgência desta decisão (Lc 12:20; Jo 9:4).

2 – POR QUE FAZER A PROFISSÃO DE FÉ
Precisamos mostrar às pessoas que não nos envergonhamos do nosso compromisso com Jesus, e isto começando na Igreja. A obediência à vontade de Deus é essencial na vida de todo aquele que nEle crê, e a sua vontade é que todo que nEle crer seja batizado (Mt 28:19; Mc 16:16). Isto é um princípio bíblico, releia estes textos com toda atenção: Mt 10:32,33; Mc 8:38; At 1:8; Rm 10:9,10.

Precisamos definir nossa identidade na sociedade e na Igreja, isto é, se somos do grupo tal ou não, nesse caso a Igreja, se somos ou não membros dela, se fazemos parte ou não do Corpo de Cristo. Isso implica em assumirmos certos compromissos: se a comunidade pode contar conosco ou não. Isto acontece quando fazemos a nossa Pública Profissão de Fé, e somos recebidos e apresentados publicamente à Igreja como membros dela.

UMA OBJEÇÃO QUE ALGUNS USAM - Alguns dizem que o ladrão da cruz, que estava ao lado de Jesus, arrependeu-se e não precisou ser batizado ou freqüentar Igreja (Lc 23:40-43). Ele não fez isto porque não pôde descer da cruz, ele morreu ali mesmo, ao lado de Jesus. Se tivesse saído de lá, creio que iria agregar-se aos primeiros cristãos e seria batizado no primeiro batismo da história da Igreja (At 2:41). Quem tem a oportunidade não deve desperdiçá-la. Mas considere que o ladrão da cruz somente não pôde ser batizado, mas publicou a sua fé diante de uma grande multidão no Calvário, confissão essa que ficou registrada e é relembrada e recontada através dos séculos.

3 –PRIVILÉGIOS DOS MEMBROS COMUNGANTES DA IGREJA
- Participar da Santa Ceia (estudaremos os sacramentos – Batismo e Santa Ceia – numa lição exclusiva sobre o tema).
- Votar e ser votado para cargos de liderança na Igreja, e sobre assuntos administrativos, quando para isso for convocado.
- Gozar de todo o apoio da Igreja quando se fizer necessário: espiritual, material e físico, etc.

4 – DEVERES DO MEMBROS COMUNGANTES
- Viver de acordo com a doutrina e prática das Escrituras, dando um bom testemunho, pois estará representando Jesus e a Igreja.
- Sustentar a Igreja FISICAMENTE com sua participação aos Cultos e Reuniões; ESPIRITUALMENTE com suas orações, e MATERIALMENTE com suas doações, dízimos e ofertas.
- Obedecer às autoridades constituídas pelo Senhor para dirigir a Sua Igreja, enquanto elas permanecerem fiéis às Sagradas Escrituras.

5 – É PRECISO BATIZAR DE NOVO AO FAZER A PROFISSÃO DE FÉ?
São batizados no ato da Profissão de Fé somente os que não foram batizados na infância, ou que foram batizados em igrejas não reconhecidas pela IPB (IMPD – Igreja Mundial do Poder de Deus; IURD – Igreja Universal do Reino de Deus) e em igrejas não evangélicas. Exemplo: quem foi batizado diante de imagens é novamente batizado. 2 Co 6:16,17 e tantos outros textos nos mostram o repúdio e a ira de Deus para com as imagens. Quanto aos adultos que já foram batizados em outras Igrejas evangélicas, nós não batizamos de novo, apenas exige-se que se faça a Profissão de Fé.

6 – A PERSEGUIÇÃO NÃO DEVE IMPEDIR A SUA DECISÃO
É bem verdade que para fazer o mal não encontramos muita oposição, por que o mundo jaz no maligno (1 Jo 5:19), o mundo é mal em sua essência. Mas quando contrariamos a lei do mundo e caminhamos na direção do bem, encontraremos muitas barreiras, por exemplo: perseguição no lar, zombaria no trabalho, na escola, etc. Pessoas que outrora nos apoiavam e que agora riem ou lutam contra nós, somente porque agora somos de Jesus. Veja com atenção estes textos: At 4:18-21; Mt 5:11,12.

CONCLUSÃO
Há uma grande satisfação interior quando deixamos a posição de simples visitantes e frequentadores da Igreja, e temos uma definição, assumindo uma posição séria e responsável na Igreja de Cristo.

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO E DEBATE
1 – Se alguém lhe disser: “Eu sou cristão, Deus sabe, e ninguém mais precisa saber”. O que você diria a tal pessoa?
2 – O que é mais correto: colocar primeiro a vida em ordem e depois fazer a Profissão de Fé, ou primeiro fazer a Profissão de Fé e aos poucos ir colocando a vida em ordem?
3 – Quais as perseguições mais comuns na vida daqueles que se dispõem a seguir Jesus?

Extraído e adaptado da revista "Nova Vida" de autoria do Rev. Simontom César de Araújo.
Estudos bíblicos semanais IPB de Brasilândia e Congregação Presbiteriana do Jd. Pery, maio e junho 2015.

SDG - Somente a Deus dai toda glória!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?