O COMPROMISSO DOS PAIS COM A PALAVRA DE DEUS


DEUTERONÔMIO 6:1-9

“Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.” Deuteronômio 6:6-7.

Hoje é Dia dos Pais, um dia muito especial para todos, tanto os pais como para os filhos. Mas esse dia é propício também para cada um de nós fazer uma reflexão diante da Palavra de Deus.

Nesse texto encontramos alguns recados de Deus para os pais e para os filhos também, ao ponto de serem fundamentais para a nossa vida, para sermos abençoados por Deus.

A vontade de Deus é que a Sua Palavra tenha um valor prático para nós, que ela não seja jamais vista como algo supérfluo, secundário ou descartável. Aqui Deus trata desse assunto de um modo muito profundo e abrangente.

1 – A PALAVRA DE DEUS NA VIDA PESSOAL (vs.6)
“Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração”


Deus não quer que a Sua Palavra seja colocada como algo apenas intelectual, mas deve estar em nosso coração. Isso devido à sua importância, pois só está em nosso coração aquilo que amamos, nos importamos, e que realmente tem valor para nós. Notemos que não se trata de um pedido, mas de uma ordem.

“Porque, onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.” Lc 12:34.

Se nós nos preocupamos em guardar aquilo que tem algum valor material, muito mais a Palavra de Deus deve ser guardada em nosso coração.

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23.

A Palavra de Deus estando em nosso coração dirigirá nossos passos, decisões, e até nossa vontade será modelada e orientada por ela. O grande perigo que corremos é termos a Palavra de Deus em nossas mãos, em nossos celulares, em nosso computador, em nosso intelecto, mas não no nosso coração.

Os pais somente podem influenciar seus filhos com a Palavra de Deus se a viverem em seu dia a dia. É avassalador o efeito que a ausência da Palavra de Deus causa nas vidas e nos lares que não a honram. O distanciamento cresce a cada dia que ela for abandonada, e para que isso não aconteça, vem a segunda instrução de Deus.


2 – A PALAVRA DE DEUS NA INSTRUÇÃO DOS FILHOS (vs.7a)
“tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa”


É nesse ponto que pais e filhos encontram-se em um lugar comum diante de Deus, e diante de Sua Palavra. A instrução deve ser diária, contínua, e exercida de modo prazeroso, sem amargura, sem tristeza de alma, sem hipocrisia, mas de coração puro. Não é algo que se faz forçado, mas voluntariamente em submissão a Deus.

Mas o que é inculcar? Inculcar é ensinar de modo intenso, contínuo. É propor, indicar, recomendar, revelar, manifestar, fazer-se aceitar, e até impor-se (Dicionário Priberam). Definitivamente isso é tarefa dos pais!

Creio que a nossa grande missão é fazer isso de modo agradável a Deus, de modo que a Sua bênção se manifeste nos lares de cada um de Seus filhos.

A maneira de se fazer isso é lendo e estudando a Bíblia, conversando sobre a Palavra de Deus explicando-a, ensinando-a, fazendo aplicações práticas dela, aproveitando cada oportunidade. E é lógico, não se pode deixar de fazer do culto doméstico um costume no lar.

3 – A PALAVRA DE DEUS NA CONDUTA DIÁRIA (vs.7b)
“andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.”


Também é possível e necessário que os pais enfatizem a Palavra de Deus em suas conversar, em seus momentos de lazer, passeios, momentos de diversão, etc. Filmes, livros, sites e músicas também devem ser monitorados pela Palavra de Deus. Assim, de modo sábio, prático e eficiente, a Palavra de Deus é ensinada e vivida. Creio que é isso que significa “andando pelo caminho”. Naqueles dias não existiam automóveis, cd, dvd, internet, etc., mas hoje com a tecnologia esses preceitos precisam ser revistos e praticados em todo tempo.

O caminho também pode significar a vida, o dia a dia de um lar, onde o deitar e o levantar-se complementam a ideia de vida diária. É o que se pode notar nos versículos seguintes:

“Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.” (vs.8-9).

As mãos representam tudo que fizermos, frontal entre os olhos nos fala da face, do rosto, da aparência que se tem. O semblante de um crente cheio do Espírito Santo e da Palavra de Deus é notado. Os umbrais da casa e as portas nos falam do que se faz, do que se vê, do que se fala dentro de casa. Pode-se até decorar a casa com versículos bíblicos, e como é bonito isso, que testemunho para os parentes e vizinhos não crentes. Mas é necessário que se viva o que está escrito, do contrário serão apenas enfeites.

CONCLUSÃO

No Dia dos Pais, somos desafiados a dar um presente ao nosso PAI CELESTIAL, que é a devoção para com a Sua Palavra. Que seja essa a nossa decisão não só no dia de hoje, mas por toda nossa existência. Amém!


IPB de Vila Gerti, culto vespertino 10/08/14.


Material de apoio:
A Bíblia Vida Nova
Bíblia de Estudo de Genebra.

SDG – A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL