O ESCUDO DA FÉ

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti - S.C.Sul / SP
Estudo Bíblico 22.08.12

"embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno." Efésios 6:16.

Devemos pensar na guerra espiritual do ponto de vista bíblico, nem mais, nem menos. Alguns vêem o diabo em tudo e dão a ele um peso de poder e autoridade que vai além do que a Bíblia revela. Outros fica aquém das Escrituras e pensam que o inimigo é um “banana”, uma “mosca morta”. Também não é o que a Bíblia diz, se bem que este tipo de pensamento pode ser muito favorável a ele, pois traz em si o descuido e a falta de vigilância. Ora, se o inimigo não tivesse nenhum poder não seria necessária uma armadura espiritual. Mas ele tanto pode fazer contra nós que Deus até nos providenciou tal recurso (Ef 6:13ss).

A Palavra de Deus fala da nossa fé comparando-a a um escudo de proteção, como o escudo dos soldados daquela época. Esse escudo media 1,6 metros por 0,70 metros. Ele protegia todo o corpo do soldado. Era feito de madeira e coberto por um couro curtido. Quando os soldados lutavam emparelhados, formavam como que uma parede contra o adversário. Uma das armas mais terríveis eram os dardos inflamados porque não apenas feriam, mas também incendiavam.

O diabo lança dardos inflamados em nossos corações e mentes: mentiras, pensamentos blasfemos, pensamentos de vingança, dúvidas e ardentes desejos de pecar. Se nós não apagarmos esses dardos pela fé, eles irão acender um fogo dentro de nós e nós iremos desobedecer a Deus. Na aljava do diabo há toda espécie de dardos ardentes. Alguns dardos inflamam a dúvida, outros a lascívia, a cobiça, a vaidade, a inveja. Estejamos atentos!

ATITUDES CARNAIS – GL 5:19-21
Os soldados flecheiros eram treinados para não errar o alvo. Eles poderiam atingir o inimigo à distância, sem se colocarem dentro do campo de ação dos soldados. Além disso, essas flechas incendiárias tinham um efeito devastador e colocavam em chamas qualquer coisa que fosse inflamável. Precisamos nos proteger, senão algumas atitudes poderão estar presentes em nós e tornar-se-ão como alvos onde os dardos inflamados serão atirados e encontrarão guarida.

A MEDIDA DA FÉ
A fé é um presente que dado por Deus na conversão (Ef 2:8). Jesus trata da conversão como o “novo nascimento” (Jo 3:3). Sendo assim, os recém-convertidos são comparados a “bebês espirituais” que crescerão na fé e se tornarão amadurecidos. Deus nos diz que as crianças recém-nascidas devem desejar ardentemente o “leite espiritual” da Palavra (1 Pe 2:2).

Se a Palavra de Deus compara a fé a um escudo, e se esse escudo protegia todo o corpo do soldado, poderíamos imaginar que a fé de um recém-convertido fosse uma pequena fé, capaz de protegê-lo. Mas o projeto de Deus é que cresçamos na fé, e na medida que o tempo passa, todos os crentes deveriam crescer e desenvolver a sua fé. Infelizmente não é o que sempre ocorre. Muitos ainda são crianças na fé.

"Pois, com efeito, quando devíeis ser mestres, atendendo ao tempo decorrido, tendes, novamente, necessidade de alguém que vos ensine, de novo, quais são os princípios elementares dos oráculos de Deus; assim, vos tornastes como necessitados de leite e não de alimento sólido." Hebreus 5:12.

"para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro." Efésios 4:14.

Imagine um soldado com um pequenino escudo, totalmente vulnerável. Isso é uma realidade na vida de muitos. Recentemente o Rev. Augustus Nicodemus relatou no Programa Verdade e Vida acerca do despreparo de muitos jovens cristãos nas universidades. Certamente se verifica o mesmo despreparo de muitos adolescentes cristãos que estão cursando o ensino médio. Ora, ninguém será tentado além de suas forças (1 Co 10:13). Qualquer servo de Deus, se não vigiar, pode ser atingido pelos dardos do maligno e sucumbir. Daí a necessidade de se crescer na fé.

A fé, ainda que pequena é poderosa em Deus.
"E ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível." Mt 17:20.

Jesus exortou aos “homens de pequena fé”.
"Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?" Mt 6:30.
"E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste?" Mt 14:31.


Jesus elogiou os que tinham uma grande fé.
"Ouvindo isto, admirou-Se Jesus e disse aos que O seguiam: Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei fé como esta." Mt 8:10.
"Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã." Mt 15:28.


Os discípulos fizeram um pedido excelente, que devemos imitar.
"Então, disseram os apóstolos ao Senhor: Aumenta-nos a fé." Lc 17:5.

A QUESTÃO DO AUMENTO DA FÉ 

É um erro dos graves não pedir o aumento da fé temendo que Deus envie provações, como se as provações fossem essenciais para o crescimento, ou como se as provações fossem geradoras de fé. Não há base para tal afirmação, Deus não precisa usar desse recurso para nos aumentar a fé. Essa interpretação é um tanto desanimadora e confusa, pois traz o receio de que a busca de uma fé mais fortalecida traria problemas. O que ocorre é que nos momentos de maior provação oramos mais, buscamos a Deus com mais intensidade, nos santificamos e jejuamos, e naturalmente acontece algo dentro de nós, e Deus nos dá o acréscimo da porção da fé que se faz necessário naquele momento. Mas nem sempre é assim. Muitos que estavam enfraquecidos, na hora da provação prometem reconciliar-se com Deus, e depois de serem abençoados não cumprem o que haviam prometido. Outros, na hora da provação afastam-se de vez e afundam no lamaçal do pecado.

Certamente Deus já sabe exatamente por quais provações Ele determinou que passaremos (Sl 139:16). A questão é COMO passaremos por tais situações. O desejo de Deus certamente é que depois de havermos sido provados permaneçamos inabaláveis (1 Co 15:58; Ef 6:13) Os que fazem a lição de casa com zelo terão a sua fé fortalecida e estarão mais preparados para o enfrentamento.

Como crentes em Cristo vivemos pela fé (Rm 1:17). Essa fé cresce na proporção do nosso conhecimento e prática da Palavra de Deus (Rm 10:17), é operosa (1 Ts 1:3), e traz consigo o poder de Deus para remover montanhas e nos proteger dos dardos inflamados do maligno. O projeto de Deus é que cresçamos na fé (2 Ts 1:3), ou seja, a fé crescerá em nós, e nela seremos edificados (Jd 20). Somente assim venceremos o combate da fé (1 Tm 6:12; 2 Tm 4:7).


Material de apoio:
ABA - A Bíblia Anotada;
Site A Palavra da Verdade.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT