JESUS, O PAI DA ETERNIDADE

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu (...) e o Seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.”
Isaías 9:6.

Jesus, a segunda pessoa da Trindade, pré-existe à encarnação. Ele não teve origem, Ele é a origem de todas as coisas. Ele é a causa não causada, o efeito de todas as causas. Ele é antes do tempo, pois é o Pai da eternidade. Antes que houvesse mundo, Ele já tinha glória excelsa e comunhão perfeita com o Pai e com o Espírito Santo. Ele era o Verbo que estava no princípio com Deus e era Seu coigual, coeterno e consubstancial com Deus. Ele não foi criado, é o Criador. Ele trouxe à existência as coisas que não existiam e nada do que foi feito sem Ele se fez.

O universo estava em Sua mente antes de os fundamentos da Terra serem lançados. Os mundos estelares foram criados por Ele, que mediu as águas dos mares na concha de Sua mão e pesou o pó da terra em balança de precisão. Ele chamou pelo nome cada estrela do firmamento e nenhuma delas veio a faltar. Ele trouxe à existência as coisas que não existiam e do nada tudo criou para a Sua glória e o nosso prazer.

Ore
Senhor, dirijo a Ti todo meu louvor e adoração pela segurança que desfruto na pessoa de Teu filho bendito Jesus Cristo, o Pai da Eternidade. Através dEle rendo a Ti honra e glória. Em nome de Jesus, amém.

Pense
O Deus que dá nome às estrelas e sustenta as aves do céu é o mesmo que cuida de sua vida.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL