AS MAIORES BÊNÇÃOS DOS CRENTES

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos / SP
Culto Vespertino 14.11.10


TEXTO BÁSICO - JOÃO 5:19-29
“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha Palavra, e crê naquEle que Me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.”  

João 5:24.

INTRODUÇÃO
O que é mais importante para nós? A que damos maior valor na nossa vida? Quais são as maiores bênçãos que temos recebido do Senhor? Se a nossa resposta for relacionada a coisas deste mundo, estaremos totalmente errados. Apesar de que tudo que temos vem de Deus, sejam bens, família, amigos e irmãos; essas coisas têm valor secundário na vida do crente. Acima de tudo isso que Deus nos dá, precisamos entender que em primeiro lugar nas nossas vida, estão (ou deveriam estar) as bênçãos espirituais. No texto lido encontramos algumas delas, talvez as primordiais, pois tratam da experiência básica e elementar da salvação, e das promessas eternas feitas aos filhos de Deus.

O desconhecimento das promessas de Deus revela a nossa incoerência. Se crermos de fato, precisamos no mínimo conhecer e esperar tais promessas. Se Ele prometeu é porque Ele é fiel e zeloso para cumprir a Sua santa Palavra. O desdém para com a Palavra de Deus é uma ofensa grave que atrai a ira de Deus. Somos ou não somos o povo da Bíblia?

EXPLICAÇÃO
O Evangelho de João é o mais teológico dos quatro evangelhos. Uma das características mais marcantes desse livro é o Prólogo (1:1-18) que apresenta Jesus como o eterno Logos, ou “Palavra” (Verbo), ou seja, aquEle que revela o Pai. Ele é quem criou o universo (1:3). Ele satisfez as necessidades dos israelitas no deserto, e agora oferece o pão e a água espirituais (4:13-14; 6:35). Em resumo, Ele é um com o Pai, o “Eu Sou” (5:18; 8:58; 10:30; Ex 3:14). (BEG)

ARGUMENTAÇÃO
Jesus é revelado como o Verbo de Deus, o grande Eu Sou encarnado. Ele tem toda propriedade para nos dizer quais são as nossas maiores bênçãos. Há uma latente falta de conhecimento bíblico na Igreja da atualidade. Muitos estão trocando as coisas de lugar, colocando as bênçãos materiais em primeiro lugar na sua lista de prioridades, e fazendo de Deus, em suas mentes, um tipo de servo ao qual recorrem sempre que tem alguma necessidade, somente para pedir a Ele a resolução de problemas e questões. Infelizmente muitos estão desprezando as maiores bênçãos que Deus oferece. Outros tantos não sabem o que o Senhor fez por eles, e por isso vivem descontentes, apesar de professarem fé nEle. Olhemos com humildade e temor para a Palavra de Deus, e vejamos quais são as nossas maiores bênçãos.

1 – OUVIR A PALAVRA DE CRISTO

“...quem ouve a minha Palavra...” disse Jesus.
Esta é a primeira grandiosa bênção que o crente tem: ouvir a Palavra de Jesus. Entendamos que aqui está contido um significado infinitamente maior do que escutar ou simplesmente ler a Bíblia com a mente. O que o Senhor Jesus está dizendo é que alguns ouvem a Sua Palavra no coração, outros não a ouvem. Ouvir, portanto, é muito mais do que escutar. Escutar muitos podem escutar, mas ouvir é para os escolhidos de Deus. Somente aqueles a quem Ele se dirige ouve a Sua voz. Quantos e quantos milhões já escutaram a mensagem do Evangelho, mas não ouviram a voz de Cristo!

Quantos estão cambaleando no caminho da vida, sem esperança, sem salvação, apesar de terem a Bíblia em casa, algumas vezes até aberta na estante da sala... Mas quanto foram salvos, lavados, purificados, libertos e transformados, quando ouviram a Palavra de Jesus.

“A fé vem pelo ouvir”, diz a Bíblia em Romanos 10:17. Quando alguém ouve a Palavra de Deus, algo misterioso e tremendo acontece no seu coração: Deus começa a gerar a fé dentro desse coração. Uma vez que se ouviu a voz de Jesus, alguma coisa vai acontecer na vida dessa pessoa. A fé nascerá, a esperança brotará, a salvação acontecerá e a vida será transformada.

2 – CRER EM DEUS
“...e crê naquEle que Me enviou...”
Essa é a segunda grandiosa bênção na vida do crente: a fé (crer) em Deus. Uma vez que a Palavra de Cristo se fez ouvida no coração, agora ocorrerá o milagre da fé. Essa pessoas será capacitada por Deus para acreditar nEle.

É de suma importância entender o que significa, biblicamente, a fé. Fé não é algo procedente do homem, mas de Deus. A fé é um dom (presente) de Deus a nós (Ef 2:8). Vivendo no Brasil sabemos bem a grande confusão que as pessoas fazem quando se trata do assunto. Muitos dizem que acreditam em Deus, mas que Deus é esse? O Deus da Bíblia é diferente dos deuses, Ele é inigualável e está acima de todo e qualquer nome que se possa referir.

Ter fé, acreditar em Deus não é para todos, mas somente para os escolhidos de Deus. Muitas pessoas se confundem porque pensam que crer em Deus é uma escolha do homem. No entanto a Bíblia nos assegura o contrário, a escolha é de Deus. Isso não excluie do homem a sua responsabilidade quanto ao pecado.

Num país como o nosso, ter fé em Deus é um lema popular. Até ladrões e bandidos usam essa expressão com freqüência. Mas segundo a Palavra de Deus, a fé verdadeira gerará alguns frutos inequívocos, que distinguem o falso do verdadeiro (Mt 7:18-20). Destacaremos alguns desses frutos.

2.1 – Salvação. Aquele que recebeu de Deus o dom da fé, entregar-se-á a Ele de coração. Este é o princípio da conversão, o novo nascimento que Jesus anunciou em João 3. Muitos dizem que tem fé em Deus, mas somente os que se convertem manifestam essa realidade.

2.2 – Confiança na Palavra de Deus. A fé genuína conduzirá o novo convertido à busca do alimento que vem de Deus: a Sua Palavra. Uma pessoa tocada por Deus de um modo tão eficaz, naturalmente buscará na Bíblia alívio para suas dores, e forças para a caminhada de fé (2 Pe 2:1,2).

2.3 – Abandono do pecado. A busca da santificação é elementar na vida daquele que tem fé em Deus. Quem crê em Deus de fato não vive uma vida de pecado (1 Jo 3:3-6). Ser um pecador arrependido em busca da santificação, é totalmente diferente de viver em uma atitude de pecado.

Esses são apenas alguns frutos da fé. Os mais elementares e permanentes da carreira cristã. Poderíamos citar muitos outros, mas o espaço não nos permite. Porém os que tem fé buscarão conhecer a vontade, as ordens e os mandamentos do Senhor contidas em Sua Palavra.

3 – TER A ESPERANÇA DA VIDA ETERNA
“tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.”

Diz um ditado popular, que se existe uma certeza na vida é a certeza da morte. Certamente esse pensamento popular tem um fundamento verdadeiro, porque todos morrerão um dia. A morte é uma expectativa terrível para o ser humano sem Deus; a Bíblia nos assegura que estão reservadas chamas eternas do inferno para todos que rejeitaram a salvação graciosa de Cristo Jesus (Jo 3:18). Que coisa terrível viver nessa insegurança, nessa incerteza, nesse medo (Mt 25:41).

Mas, para os que crêem estão reservadas as alegrias da eternidade com o Senhor Jesus, com os anjos, e com todos os santos que já estão lá naquele lugar maravilhoso, desfrutando da vida eterna.

O Senhor explicou essa grandiosa bênção em três termos:

3.1 – “tem a vida eterna”
Ele não disse terá, ou talvez tenha... Ele disse com certeza e convicção “TEM”. Essa é uma dádiva imerecida da graça de Deus para os seus servos. Se você ouviu (ou leu) esta mensagem e creu, então você já tem a vida eterna. Essa promessa é para agora, já! Essa é a nossa certeza de fé, que quando partirmos desse mundo, não ficaremos vagueando na Terra ou no ar, nem tampouco estaremos dormindo na sepultura ou no limbo ou no purgatório. O crente tem a vida eterna já! Vivemos em uma perspectiva da vida eterna desde já, enquanto aguardamos o dia glorioso do nosso encontro com o Senhor.

3.2 – “não entrará em condenação”
Aqui o Senhor Jesus revela-nos algo acerca da ira divina. No Dia do Juízo, todos os que negaram a Cristo em seus corações, serão condenados ao inferno de fogo. Que triste dia será para eles, que ouviram a pregação do Evangelho e recusaram. Dia terrível de pavor e medo! (Sl 73:18,19; Ap 9:6).

Os crentes, porém, não entrarão em condenação! Cristo já pagou o preço dos nossos pecados, e uma vez que fomos redimidos por Ele, através de Seu precioso Sangue, já não há mais condenação para nós. Apenas a certeza e a esperança da glória celestial.

3.3 – “passou da morte para a vida”
Todos nós estávamos mortos em nossos delitos e pecados, estávamos fadados à morte eterna como estávamos. Mas Deus nos chamou, nos fez ouvir a Sua Palavra, concedeu-nos fé, nos deuso arrependimento, colocou em nossos lábios uma confissão de fé em Seu senhorio, Deus nos salvou! Ele fez cair sobre Jesus as iniqüidades de nós todos (Ef 2:1-6) e nos salvou, comprando-nos com o preço do Sangue de Seu Filho Unigênito.

Ele nos deu vida quando nós ainda estávamos mortos espiritualmente. Ele nos comprou e nos justificou (Rm 5:1). Ele nos adotou em Jesus (Gl 4:5; Ef 1:5) e nos fez filhos Seus. Nós passamos da vida de morte do pecado, para a vida verdadeira com Cristo. A vida que vivemos é uma vida cheia, repleta e abundante, porque é a vida verdadeira, uma vida que vale a pena ser vivida!

Que Deus maravilhoso é o nosso Deus! Como Ele não há outro!!!

CONCLUSÃO
Em um tempo em que muitas pessoas estão trocando o Deus das bênçãos, pelas bênçãos de Deus;
num tempo em que para muitos Deus não é o Deus soberano da Bíblia, mas apenas uma divindade que as pessoas procuram para obter favores;
num tempo em que o materialismo adentrou os templos, trazendo o mundanismo e a avareza para a vida das pessoas;
num tempo em que tantos que corriam bem agora estão frustrados e desanimados, justamente porque perderam o foco;
num tempo em que jamais se viu tanto mercantilismo e vigarice por parte de “pastores”, “bispos” e “apóstolos”, que na verdade são lobos disfarçados;
num tempo em que muitos “crentes” estão abandonando o estudo e o conhecimento de Deus, contido nas Escrituras;
num tempo em que tantos que se professam crentes, desconhecem ou até duvidam de tais promessas de bênçãos espirituais...

Nesse tempo, precisamente, somos chamados e desafiados a conhecer e viver de modo coerente com tais bênçãos.

Que Deus nos abençoe e nos guarde desse esfriamento bíblico que já atinge tantos crentes. Que as nossas vidas possam reluzir através da fé que temos em tais bênçãos, infinitamente mais elevadas do que o ouro ou a prata.


SOLI DEO GLORIA!!! 

Material de apoio:
BEG - Bíblia de Estudo de Genebra
A Bíblia Anotada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT