Propósitos Para o Ano Novo


“O coração do ser humano pode fazer planos, mas a resposta certa vem dos lábios do SENHOR.” Provérbios 16:1 (NAA).

Ao chegar mais um Ano Novo, devemos fazer uma reflexão acerca do ano que se finda, e agradecer a Deus porque Ele tem cuidado de nós. Pense um pouco em como foi 2017: quantas bênçãos o Senhor nos concedeu, quantas vezes fomos à Igreja, quantos cultos, louvores, orações, mensagens, estudos bíblicos, EBDs, Santas Ceias. Quantos livramentos! Quantas vezes Deus nos perdoou nossos pecados. Se contarmos, veremos que as bênçãos excedem em muito os nossos problemas, dilemas, lutas e dores. Sejamos agradecidos e louvemos ao Senhor, porque Ele É bom, a Sua misericórdia dura para sempre, e de geração em geração a Sua fidelidade!

Mas é sábio também fazer planos para o ano vindouro. Quais são as nossas metas para 2018? Provérbios 16:1 nos diz que podemos fazer planos, porém conscientes de que “a resposta certa vem dos lábios de Deus”, ou seja, tudo deve ter a aprovação de Deus para que seja uma bênção. O lema do mundo é “muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender”, mas isso é verdade mesmo?

Você pode e deve fazer planos na sua vida acadêmica e profissional, familiar e afetiva, porém faça seus planos em oração diante de Deus, para que esses planos sejam abençoados por Ele. Muitos não alcançaram resultados em 2017 porque não fizeram planos, não oraram, não buscaram em Deus a resposta certa, e não esperaram a direção dEle.

Lutar confiando em sua própria força e tentar solucionar questões sem a ajuda do Altíssimo, não é demonstração de força, mas de falta de fé. Não é correto tomar decisões e depois orar pedindo para Deus “dar um jeito”; mesmo que Ele possa nos ajudar e dar uma saída, ainda assim sofreremos as consequências de nossas ações. Também não é certo ficar parado esperando que as bênçãos caiam do Céu. Deus é Deus, nós somos servos dEle. Seja sábio, e antes das decisões planeje tudo em oração e submissão a Deus. Espere nEle e Ele te ouvirá (Jó 35:14; Sl 37:7; Pv 26:12; Is 30:18; Lm 3:24). “Então, Lhe disse Moisés: Se a Tua presença não vai comigo, não nos faças subir deste lugar.” (Ex 33:15).

Mas existe uma área em que podemos fazer planos já sabendo muito acerca da vontade de Deus, trata-se de nossa vida espiritual. Façamos planos espirituais para 2018: não faltar às Escolas Dominicais e Cultos de Louvor, participar dos Estudos Bíblicos e Reuniões de Oração, ler a Bíblia toda, dar dízimos e ofertas de gratidão, não levar dúvidas para casa acerca da Palavra, amar ao próximo como a nós mesmos, perdoar a todos, ajudar os necessitados, orar em casa também e fazer devocionais com a família, visitar os enfermos e idosos, evangelizar, ser mais submissos, humildes, amigos, verdadeiros, mais tementes a Deus, ter mais comunhão, buscar produzir frutos espirituais e ser cheios do Espírito Santo, fazer a obra de Deus com amor e zelo, resistir e vencer às astúcias do inimigo (Jr 48:10a; At 5:42; 17:11; Rm 12:11; 1 Pe 3:13; Hb 12:4; Tg 4:7; 1 Pe 5:8-9). Fazendo assim acumularemos tesouros no Céu, conforme Ele nos mandou em Mateus 6:20.

Que Deus nos dê um 2018 abençoado em todas as áreas, conforme a Sua vontade. E estejamos cientes de que se algo nos faltar, jamais nos faltará paz, amor e alegria de servir a Deus. Que nosso lugar não é nesse mundo, que aqui somos peregrinos, e que nada levaremos daqui quando partirmos. E que acima de qualquer outra coisa, seja o desejo de cada coração para 2018, ser mais que um vencedor por meio de Cristo Jesus, o Senhor.

FELIZ ANO NOVO A TODOS!!!

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.” 1 Coríntios 15:58.


Boletim IPNA 31/12/17
Rua Álvares Fagundes, 107, Americanópolis, São Paulo.

Comentários