Deus Odeia o Divórcio


“Eu odeio o divórcio, diz o Senhor, o Deus de Israel [...]. Por isso tenham bom senso; não sejam infiéis.” Malaquias 2:16 (NVI).

O que está acontecendo com a família brasileira? Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ainda em 2015, revelaram que o número de divórcios aumentou mais de 160 % em uma década. Em 2004 foram contabilizados 130,5 mil casos, em contraste com os 341,1 mil levantados em 2014.” (“Brasil e o Alarmante Número de Divórcios”, www.mundocristao.com.br). Um dos fatores que certamente alavancou esse aumento, foi a Emenda Constitucional 66/2010, que viabilizou o divórcio sem passar pelo processo de separação judicial, desde que totalmente consensual. Isso eliminou de vez a questão da culpa de um dos cônjuges, observa a advogada Maria Berenice Dias, vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família. A célula base da sociedade, a família, está em crise! Isso é constatado facilmente pelos números apresentados. O casamento, conforme instituído por Deus, é o meio pelo qual as famílias surgem dentro do princípio: HOMEM + MULHER = FAMÍLIA.

Destruindo-se casamentos ocorre o rompimento e o esfacelamento das famílias. Por que Deus odeia o divórcio? Porque Deus odeia o mal, e o divórcio é o mal que banaliza e desvaloriza o casamento, a sagrada união de um homem com uma mulher sob as bênçãos de Deus, propiciando a destruição da família. O divórcio, e tudo que causa e favorece o divórcio, denuncia a infidelidade a Deus pela ausência de fé e temor. Somente insensatos e loucos intentam andar em caminhos que Deus odeia. Foi Deus mesmo que ordenou: “O que Deus uniu não separe o homem” (Mt 19:6b); porém, milhares de casais não ligam para o que Deus ordenou. Acrescente-se a isso o fato de que o diabo trabalha para destruir as famílias, pois ele sabe que assim causará infelicidade, traumas, pecados e feridas, destruindo vidas, trazendo o caos à sociedade e provocando a ira de Deus.

O divórcio causa doenças sociais em milhares de vidas, que devido a traumas, estão aptas à prostituição, homossexualismo e drogas. Não é exatamente esse o “raio x” da sociedade moderna? Os filhos são os que sofrem mais, com a separação dos pais, somos testemunhas disso aqui no Brasil. Mas, por que há tantos divórcios? Em muitos desses casos o divórcio veio por causa da infidelidade conjugal, e pela banalização dos valores morais instituídos por Deus. Mas grande parte de casamentos não estão dando certo por motivos fúteis ou secundários, que causam desentendimentos, brigas e até agressões. Há casais que se separam porque não conseguem mais suportar um ao outro e conviver no mesmo espaço juntos; é a chamada “incompatibilidade de gênios”. Na Bíblia isso tem outro nome: orgulho, egoísmo e falta de amor. Casamentos não alicerçados em Cristo poderão sucumbir às pressões do cotidiano. Isso é uma forma de “dureza de coração”, pois do contrário haveria mais amor, diálogo e respeito. Muitos problemas seriam sanados, casamentos seriam fortalecidos e lares seriam restaurados. Mas não é o que se vê com frequência. Como vencer essa onda de separações e divórcios? Primeiramente Deus precisa ser Quem une o casal e a família como um todo, semelhante a uma “supercola” que une as partes, tornando-as uma só peça. Deus une os casais que a Ele se achegam, fortalecendo os laços de amor e mantendo o casamento vivo e firme. Se o seu casamento está em crise, você precisa pedir a Deus que Ele seja a base do seu matrimônio. Deus tem o antídoto para que o seu casamento dê certo. Siga Seus conselhos e assim seu casamento não estará “em crise”, mas “em Cristo”! 

Soli Deo Gloria

IPNA Culto Matutino e boletim 08/10/17
Rua Álvares Fagundes, 102, Americanópolis, São Paulo.

Comentários