Quando o Senhor Restaura


SALMOS 126 
1 Quando o SENHOR restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha.
2 Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles.
3 Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres.
4 Restaura, SENHOR, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe.
5 Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão.
6 Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes.

A Bíblia nos revela que o nosso Deus É restaurador. É assim que desde o princípio observamos nas Sagradas Escrituras o agir de Deus na história de Seu povo, restaurando-o constantemente. Na vida da Igreja não é diferente; aprendemos desde o início de nossa carreira cristã que o Senhor é quem nos restaura. É Ele quem nos limpa e liberta do jugo do pecado, é Ele quem nos sara as feridas da alma, é Ele Quem nos fortalece e guarda e nos dá a fé para caminhar. Infelizmente com o passar do tempo estas coisas parecem ser tão normais para nós que nos acostumamos com elas. O perigo é cairmos no liberalismo e de tão fácil que é pedir perdão, por exemplo, minimizarmos o valor do perdão que só é possível graças ao sacrifício de Jesus na Cruz do Calvário. De tempos em tempo alguns crentes passam por uma grande restauração espiritual, muitos de forma dramática, mas não importa quão dramática ou quão simples (se é que podemos dizer) tenha sido a restauração de cada um, todos estamos em nível de igualdade perante Deus, pois sem a Sua graça operante na restauração, nenhum de nós chegaria aos Céus. 

Soli Deo Gloria

IPNA culto matutino 17/09/17
Rua Álvares Fagundes, 102, Americanópolis, São Paulo.

Leia a mensagem completa, A Restauração de Deus e Seus Efeitos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL