Família Ideia de Deus (1) Casamento Abençoado Por Deus


JOÃO 2:1-12

“Com este, deu Jesus princípio a Seus sinais em Caná da Galileia; manifestou a Sua glória, e os Seus discípulos creram nEle.” João 2:11.

O casamento é uma instituição divina. Foi Deus quem criou o homem e a mulher e os uniu celebrando o primeiro casamento no Éden. O casamento é a base da família, uma família feliz começa em um casamento feliz. Mas vivemos num tempo em que esses valores têm sido cada vez mais atacados, e o casamento tem se tornado algo aleatório na sociedade. O número de divórcios cresce cada vez mais, e a Igreja precisa fortalecer suas convicções bíblicas acerca do casamento, porque do contrário seremos alvo da cultura e costumes mundanos que têm desviado mentes e corações da vontade de Deus.

EXPLICAÇÃO

É curioso notarmos que o casamento foi instituído por Deus lá no início de tudo, em Gênesis. E o início do ministério terreno de Jesus foi marcado por um casamento, onde Ele realizou o Seu primeiro milagre, em Caná da Galiléia, uma pequena cidade próxima de Nazaré. Foi o evangelista João quem registrou esse fato, ressaltando a importância do casamento.

A questão cultural do vinho
Justamente nesse que é o mês do lar, temos aqui um texto que é maliciosamente usado por aqueles que defendem o uso do álcool, responsável pela destruição de milhares de lares. É necessário entender-se bem o texto dentro do contexto da cultura judaica do primeiro século, há 2.000 anos atrás. Bem diferente da cultura brasileira do século XXI, onde o alcoolismo tem destruído tantas vidas e famílias. Portanto, o texto bíblico não é um aval de Deus, um cheque assinado em brando, uma autorização para o uso do álcool.

ARGUMENTAÇÃO

Vejamos o que podemos aprender nesse texto, que deixa de ser apenas o relato de um milagre de Jesus e se torna um dos maiores ensinos acerca da importância do casamento e da família, aos olhos de Deus.

1 – JESUS SEMPRE SE FAZ PRESENTE QUANDO O CONVIDAMOS (1-2)

O primeiro milagre de Jesus, foi realizado numa festa de casamento. Foi nesse cenário que glória de Deus foi manifestada, e os discípulos creram nEle. Esse casamento teria sido o mesmo se Jesus não tivesse sido convidado para estar lá. Mas Ele foi convidado para a festa, juntamente com Seus discípulos (Jo 2:2). 

Aplicação: Jesus celebra conosco nossas alegrias e está presente quando festejamos nossas vitórias. Mas precisamos convida-Lo para estar em nossa casa não só nos momentos difíceis, mas também nos momentos alegres. Muitas vezes nos esquecemos de convidar Jesus para estar conosco nas horas alegres, parece que nos lembramos dEle somente quando as coisas não vão muito bem. Isso nos faz pensar o seguinte: como celebramos nossos momentos alegres? Orando e engrandecendo a Deus em nosso lar? Fazendo somente o que Lhe agrada? Ou será que nas horas alegres e festivas deixamos Deus de lado?

Momentos festivos podem mudar de repente para um momento de tragédia ou dificuldade. 

Ilustração 1: festa de casamento que começa com culto e terminou em bebida e baile. E quantas dessas festas de família que terminam em brigas, discussão e lágrimas.
Ilustração 2: o casamento do Rev. Paulo e Marlene que não teve bebida.

Como seria diferente se todos convidassem Jesus para estar presentes em seus momentos festivos, e O honrassem devidamente.

2 – JESUS É A NOSSA MAIOR NECESSIDADE (3-4)

Aquele casal não imaginava o que iria acontecer: haveria uma grande necessidade naquela hora: o vinho, que na Bíblia é símbolo de alegria, havia acabado. Aquele casamento começou com uma crise, uma dificuldade em plena festa, causada talvez por um erro de planejamento. A festa, a alegria estava em crise, dando lugar à vergonha e à tristeza.

Aplicação: quantos casamentos estão vivendo uma crise semelhante, acabou a alegria, acabou o prazer, a lua de mel se tornou lua de fel, a amizade transformou-se em inimizade, a paz em guerra, o companheirismo e o respeito em falsidade e discórdia. A maior necessidade da família é a presença de Jesus. Sabemos que mesmo Ele estando presente, enfrentaremos lutas, mas Ele nos ajuda e para tudo tem uma solução e uma resposta.

Mas foi naquela situação caótica que Jesus se manifestou, e eles nem sabiam Quem estava lá. Pensavam que era o carpinteiro, filho de Maria e José, mas era o Rei dos reis que estava lá. Somente Jesus poderia solucionar de um modo perfeito aquela situação, e foi o que aconteceu. Maria, mãe de Jesus, foi usada naquela situação, pois ao perceber que eles não tinham mais vinho, logo comunicou o fato a Jesus, e ouviu a famosa frase: 

“Mulher, que tenho Eu contigo? Ainda não é chegada a Minha hora.” (Jo 2:4). 

MULHER. Por mais estranho que possa parecer, esse era um modo respeitoso de tratar as mulheres naquela cultura, e era assim mesmo que Jesus se dirigia às mulheres (Jo 4:21 e 8:10). Jesus não chamou Maria de mãe, talvez como um modo de dizer que ela não confundisse as coisas, ela foi a Sua mãe terrena, mas ali estava o Rei dos reis e Senhor dos senhores.
QUE TENHO EU CONTIGO? Jesus atendeu ao pedido de Maria, não por ser ela a sua mãe, mas o fez como parte de Sua obra messiânica. O privilégio que Maria recebeu por ser mãe terrena de Jesus não lhe deu autoridade para intervir em sua carreira. Por isso que não oramos à Maria.
A MINHA HORA. A “hora” de Jesus refere-se ao Seu sofrimento e morte (Jo 12:27). Aqui Jesus estava afirmando que Ele, e não Maria, determinaria a Sua agenda e Ministério terreno. 
Aplicação: a maior necessidade do lar é da presença de Jesus e do Seu agir. É necessário aprender a falar com Jesus, praticando a oração e levando a Ele nossas necessidades cotidianas. E ainda que não seja nossa a necessidade direta, mas de terceiros, aprendemos nesse texto acerca do poder da oração de intercessão, apresentando ao Senhor as necessidades de outros.

3 – JESUS DÁ ORDENS, SÁBIO É OBEDECÊ-LO (6-7)

No tempo certo, dentro de Sua agenda, Jesus deu uma ordem aos serventes: “Enchei de água as talhas”. Eles obedeceram prontamente. Jesus, então, deu outra ordem: “Tirai agora e levai ao mestre-sala”. Aqueles homens obedeceram, mesmo não sabendo direito o que estava acontecendo. Até aqui eles não sabiam que a água havia se transformado em vinho, e mesmo que tivessem conhecimento disso, no transcurso entre a ordem de Jesus e o cumprimento de Seu propósito houve um tempo onde a obediência às ordens do Mestre se fez necessária.

QUAL O VALOR DA OBEDIÊNCIA?
É interessante notarmos o tamanho dessas talhas:
1 metreta = cerca de 38,25 lts
2 metretas = 76,5
3 metretas = 114,75 lts
6 talhas = possivelmente 688,5 lts. 

Isso exigiu algumas atitudes daqueles homens, que semelhantemente nós também precisamos adquirir: humildade, atitude, esforço, perseverança, determinação e paciência. Esse é o preço da obediência. Imagine como seria a história se eles não tivessem obedecido.

Aplicação: Deus operou um milagre, mas uma atitude de obediência foi requerida, tão grande é o valor da obediência! Qual é a atitude que Deus requer de nós hoje? Sigamos Suas ordens obedientemente, com toda atitude, esforço, perseverança, determinação e paciência, confiando que Deus está no comando e cumprirá todas as Suas ricas e mui grandes promessas.

4 – JESUS TRANSFORMA O CAOS EM BÊNÇÃO (8-11)

Jesus deu mais uma ordem: que os serventes levassem ao mestre-sala (empregado que dirigia o cerimonial nas recepções). Quando este provou a água transformada em vinho, chamou o noivo e disse: "Você quebrou o protocolo. O nosso costume é primeiro servir o bom vinho e depois o vinho inferior, mas você guardou o melhor vinho até agora" (10). Que surpresa para o noivo e para os serventes que sabiam que fora a água colocada naquelas talhas transformada em vinho da melhor qualidade. Com essa manifestação de poder e glória (11) Jesus transformou decepção, vergonha e tristeza em alegria e contentamento. O Senhor restaurou aquele casamento.

Aplicação: o casamento (e a família) em geral é muito mais feliz quando Jesus está presente. A qualidade de vida com Cristo não se compara com o lar onde Ele não se faz presente, onde Ele é rejeitado e desprezado. Jesus é especialista em restaurar casamentos e famílias. Se a alegria, o amor, a paz e o carinho acabaram, significa que a sua família está precisando de um milagre. Encha-se da água do Espírito, encha-se do conhecimento de Deus, e Ele fará um milagre em sua vida, seu coração e seu lar.

CONCLUSÃO

Houve restauração em Caná. Quando Jesus realiza um milagre, o melhor sempre vem depois. Jesus ainda transforma água em vinho: tristeza em alegria, fraqueza em poder, fracasso em triunfo. Hoje mesmo Jesus pode, também, fazer um milagre em sua vida, em seu casamento e em sua família. 

APLICAÇÕES PRÁTICAS

CONVIDE-O PARA ESTAR PRESENTE EM SEU CASAMENTO. Clame a Ele, convide-O hoje mesmo para ser o Senhor de sua vida, sua casa, sua família. Entregue a Ele a direção de Sua vida.
ELE É A SUA MAIOR NECESSIDADE. Entenda isso e deixe de buscar a solução em homens ou nos bens materiais. Só Cristo pode restaurar sua vida, seu lar e trazer de volta a alegria perdida.
OBEDEÇA ÀS SUAS ORDENS. Ele nos dá ordens específicas, obedeçamos humildemente a Sua vontade, com atitude, esforço, perseverança, determinação e paciência.
CREIA QUE O MELHOR DE DEUS ESTÁ POR VIR. Com Cristo no barco tudo vai muito bem, com Cristo na vida tudo vai muito bem. Creia nEle, o melhor dEle virá. Mesmo em meio às dificuldades e provações, com Ele a vida é cada vez melhor, incomparavelmente melhor!

Pr. Paulo Sergio Visotcky da Silva
Soli Deo Gloria!!!
IPB Nova Aliança, Culto Vespertino 07/05/17
Rua Álvares Fagundes, 102, Americanópolis, São Paulo
Material de apoio: A Bíblia Anotata (Mundo Cristão); Bíblia de Estudo de Genebra (SBB); Pequena Enciclopédia Bíblica (CPAD).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL