FÉ E OBRAS, OBRAS POR FÉ


“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes.” 1 Timóteo 4:16.

É inquestionável que a salvação é pela fé e não por obras (Ef 2:8), porém os que são salvos pela fé, por essa mesma fé manifestam as boas obras, para as quais foram criados (Ef 2:9). Portanto, os que perseveram na doutrina da Palavra de Deus pela fé, e na prática dos deveres que ela lhes impõe (boas obras), são os que manifestam desde já a sua salvação em Cristo Jesus, pela fé. Quem se exime da prática de boas obras alegando que a salvação é pela fé somente, e que a pregação bíblica da prática de boas obras como fruto da fé é legalismo e "usos e costumes", não entende que as fé gera obras, e que sem obras essa pretensa fé já está morta (Tg 2:26). A doutrina da salvação pela fé não pode ser transformada em um indulto para a vida de crentes que vivem em pecados, mundanismo e frieza na fé. Nesse caso sim, a prática de obras litúrgicas se torna mero legalismo cerimonial, algo hipócrita, cansativo e extenuante. Como faziam os fariseus, que eram raça de víboras e cuidavam do exterior do copo, porém seus corações eram repletos de podridão, quais sepulcros caiados. Foram eles que perseguiram, traíram, crucificaram e mataram Jesus, doador da fé, e Senhor de boas obras. (Paulo Visotcky).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

JOSIAS, UM REFORMADOR EM SEU TEMPO