O CRENTE E O CARNAVAL

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2.

O nosso Deus é imutável, passam anos e eras, e Ele não mudou e nem mudará nunca. Seu poder, amor, misericórdia e justiça permanecem para sempre. Ele É o mesmo ontem, hoje e eternamente (Hb 13:8). Assim como Deus não muda, a Sua Palavra também não muda. E é Ele mesmo quem diz: “[...] Eu velo sobre a Minha Palavra para cumpri-La.” (Jr 1:12), e “Passará o Céu e a Terra, porém as Minhas Palavras não passarão.” Lc 21:33. É nessa fé que o crente deve viver no mundo atual.

Servimos ao Deus todo-poderoso, imutável em seu Ser, santidade e mandamentos; mas vivemos em um mundo que não crê e não teme a esse Deus, um mundo onde os valores e as pessoas mudam. A Igreja também tem passado por mudanças, algumas mudanças não são prejudiciais, outras sim, são terrivelmente danosas. Por exemplo, o que se dizer quanto à participação de crentes no carnaval? Essa festa vem dos primórdios do paganismo grego e romano onde reinava a libertinagem, e hoje em dia não é diferente. A iniquidade é maior devido ao conhecimento que o mundo tem da Palavra de Deus, e mesmo assim continuam a praticar todo tipo de pecado. O diabo é o príncipe deste mundo, e o carnaval é a festa da carne, onde o maligno é reverenciado e aplaudido por seus súditos (Jo 12:31; 14:30; 16:11; Ef 2:2).

Os que se dizem cristãos e participam dessa festa vil, têm negado a Palavra de Deus em seus corações; vivem no pecado e pensam que podem coadunar uma vida de impurezas e prazeres carnais com a salvação. Que engano! Para esses há uma terrível expectativa de fogo e morte, pois o dia do Senhor virá, e todo olho O verá (Ap 1:7). Ele julgará o mundo com justiça e os povos com equidade (Sl 98:9).

Não há dúvidas quanto à vontade de Deus e as restrições acerca desse assunto: o crente verdadeiro não participa, e nem deve “curtir” o carnaval na TV, pois é uma festa do diabo que privilegia o pecado em detrimento da Palavra de Deus. Trata-se simplesmente de crer ou não crer na Palavra de Deus, e obedecê-La por fé e temor. Quem crê e obedece é transformado e liberto; quem não crê se afundará cada vez mais no lamaçal do pecado. “Pelos seus frutos os conhecereis” (Mt 7:20).

“Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e    Eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis para Mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” (2 Co 6:17-18).

Que Deus te abençoe e te guarde!

Seu servo em Cristo, Pr. Paulo Sergio.
Pastoral IPNA 19/02/17.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL