O TESTEMUNHO CRISTÃO – POR QUE NÃO PODE?


MATEUS 5:1-16

“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos Céus.” Mateus 5:16.

Existe um pensamento muito comum na sociedade, com respeito ao estilo de vida dos crentes, no que diz respeito às coisas que os crentes evitam praticar, que diz que “a religião não permite” que os crentes façam tais coisas. Quem usa esse tipo de argumento pode estar dizendo nas entrelinhas, que a religião não permite, mas ele está com muita vontade, ou então que pratica assim mesmo. Como se esse tipo de regra fosse válida. É até cômico saber que algumas pessoas dizem que é o pastor que não deixa o crente fazer isso ou aquilo, como se o pastor fosse um tipo de gestor da vida das pessoas, ou um militar que está vigiando com uma vara na mão, pronto para repreender os faltosos. É importantíssimo afirmar que os crentes evitam ao máximo certas práticas, justamente por causa do seu testemunho (1 Ts 5:22). Não é simplesmente porque a religião não permite isso ou aquilo, e muito menos porque o pastor não deixa (rss). Na verdade, os crentes se abstém de muitas práticas devido ao que a Bíblia diz acerca dessas coisas, ou seja, que são coisas reprováveis e que não agradam a Deus.

Alguns textos que ajudam a entender o “porquê não”

Alguns afirmam que não tomam bebida alcoólica, ou não fumam, ou não frequentam bailes, porque a igreja proíbe, a velha frase “a minha religião não permite”. Mas não é simplesmente assim, na verdade é a Bíblia que nos exorta a evitarmos tais práticas. Vejamos:

1 - Bebidas alcoólicas – Pv 23:29-35; 1 Co 6:9,10.
2 - Fumar é comprovadamente uma forma de suicídio, pois danifica o corpo, como o álcool – 1 Co 6:19,20; 3:16,17.
3 - Materialismo – 1 Tm 6:8-10; Hb 13:5-6.
4 - Bailes, o mesmo que orgia, desordem, desperdício – 1 Pe 4:1-6. É o início de outros males (Sl 42:7), pois sempre atrai a prostituição, a bebedeira, as drogas, etc.
5 - Roupas indecorosas. Lembramos que o adultério começa com o olhar impuro, o qual é atraído pela provocação – Mt 5:27-28; 1 Tm 2:9.
6 - Sexo fora do casamento – 1 Co 6:15-18.
7 - Inimizades, ódio – Mt 5:23, 24, 43-48.


CONCLUSÃO

É inconcebível a ideia de que um ser humano que esteja com Jesus, ainda viva escravizado pelo pecado, pois em João 8:32-34 encontramos a afirmativa de Jesus:

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão e jamais fomos escravos de alguém; como dizes tu: Sereis livres? Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo o que comete pecado é escravo do pecado.”

É necessário buscarmos forças em Deus para podermos brilhar neste mundo pervertido

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO E DEBATE

1 - A afirmativa: “o que importa é a minha vida com Deus, não tenho que dar satisfação a ninguém”, procede ou é incoerente?
2 - Quais os comportamentos cristãos mais criticados pelos ímpios?
3 - É possível uma pessoa viver intimamente com Jesus, e ser escrava de vícios?

IPB de Brasilândia, estudo bíblico 21/07/16 - item 1.
IPB de Brasilândia, estudo bíblico 28/07/16 - itens 2 e 3
IPB de Brasilândia, estudo bíblico 04/08/16 - item 4
IPB de Brasilândia, estudo bíblico 11/08/16 - itens 5 e 6
Congregação Peri Alto, estudo bíblico 24/08/16 - introdução.

Extraído e adaptado da revista "Nova Vida" de autoria do Rev. Simontom César de Araújo.

Leia o estudo completo VIDA CRISTÃ ABUNDANTE – O TESTEMUNHO CRISTÃO.

SOLI DEO GLORIA!!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT