VIDA CRISTÃ ABUNDANTE (1) SALVAÇÃO


POSSO TER CERTEZA DA SALVAÇÃO?

“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho Unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16.


TEXTOS ADICIONAIS

João 3:16-21 e 36
Efésios 2:1-10
Romanos 3:21-31
Romanos 8:1-11
Isaías 53:1-12
Atos 8:26-40
Lucas 19:1-10

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

1 – Salvo de quê?
Você se aproxima de alguém e pergunta: “Você está salvo?” Creio que se a pessoa não for religiosa, irá lhe responder mais ou menos assim, com espanto: “Salvo de que? Eu não estou morrendo afogado nem estou em um prédio em chamas…”

Em primeiro lugar, estar salvo é ter direito de morar no Céu após a morte, e / ou quando Jesus voltar para buscar o Seu povo. A Bíblia diz que existe o Céu e o inferno. Aquele que não recebeu a Jesus como Senhor e Salvador, irá passar a eternidade no inferno. Então, ser salvo é ser salvo do inferno, é ter direito a morar no Céu com Jesus eternamente. Esta é a maior esperança da vida cristã, conforme os textos abaixo:

“Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro. Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor.” Filipenses 1:21,23.
“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.” 1 Coríntios 15:19.

Em segundo lugar, ser salvo, não nos isenta dos conflitos do presente, não significa viver uma vida sem problemas. Mas, nos coloca em uma posição privilegiada diante dos conflitos, pois temos de Deus, pelo poder do Espírito Santo, uma capacitação especial para enfrenta-los. Leia o que diz Paulo: “Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito: Por amor de Ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquEle que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 8:35-39.

2 – O que precisamos fazer para sermos salvos?
Deus já fez a parte dEle para nos salvar, e sabemos o quanto Ele é poderoso e fiel para cumprir a sua Palavra em nós. Mas o que será que necessitamos fazer para sermos salvos?

2.1 – Reconhecer que somos pecadores. Pecado não é só matar, roubar ou adulterar. O pecado pode ser até através de um simples pensamento.
“Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.” Mateus 5:28; Rm 3:10,23.

2.2 Entender que o salário do pecado é a morte. Morte física (1 Coríntios 15:25-26), e morte espiritual, que é a eterna separação de Deus (Mateus 25:41).
“Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés.” 1 Coríntios 15:25.
“Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.” Mateus 25:41.
“porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6:23.
“Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” João 3:18.

2.3 – Compreender que Jesus é o único caminho.
“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” João 14:6.
“Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem” 1 Timóteo 2:5.

2.4 – Humilhar-se, arrependendo-se dos pecados cometidos, pedindo perdão a Deus em nome de Jesus.
“Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele É fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”  1 João 1:8-9.
“Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais. Então, Jesus lhe disse: Hoje, houve salvação nesta casa, pois que também este é filho de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido.”  Lucas 19:8-10.
“Então, Filipe explicou; e, começando por esta passagem da Escritura, anunciou-lhe a Jesus. Seguindo eles caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que seja eu batizado? Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Então, mandou parar o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco.”  Atos 8:35-38

2.5 – Convidar Jesus para ser Senhor da sua vida, para dirigir sua história através de uma vida de oração sincera, um convite.
“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” Apocalipse 3:20.
“Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve.” Mateus 11:28-30.

2.6 – Dispor-se a segui-Lo incondicionalmente, com um novo comportamento, lutando contra o pecado, procurando engrandece-Lo em tudo.
“Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.”  Apocalipse 2:10.
“Portanto, se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro. Pois melhor lhes fora nunca tivessem conhecido o caminho da justiça do que, após conhecê-lo, volverem para trás, apartando-se do santo mandamento que lhes fora dado. Com eles aconteceu o que diz certo adágio verdadeiro: O cão voltou ao seu próprio vômito; e: A porca lavada voltou a revolver-se no lamaçal.”  2 Pedro 2:20-22.

3 – Como eu posso ter certeza de que estou salvo?
“A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.”  João 3:3.

O novo nascimento é o início desta nova vida com Jesus. Quem já tomou esta decisão está salvo, tem a vida eterna garantida pelo sacrifício de Jesus e sua ressurreição.

É maravilhoso ser um salvo em Cristo! Mas, muitas vezes o nosso adversário irá sussurrar em nosso ouvido que “não estamos salvos coisa nenhuma”, que “isto é presunção nossa”, ou que “Deus não nos ama”. Ele não pode roubar nossa salvação, por isso tenta enganar os eleitos de Deus.

Não confunda a certeza de sua salvação com seus sentimentos. Há dias em que estamos mais alegres: dia do pagamento, ou quando tudo está bem em casa, etc. Noutros dias temos motivos para chorar: doença, morte, etc. Os sentimentos são instáveis, mudam facilmente. Nestes dias de dor, parece fugir a alegria da salvação, mas mesmo nesses dias ela continua garantida pela Palavra de Deus. Apegando-nos a essa fé encontraremos forças para vencer todas as tristezas e frustrações da vida. A nossa salvação é fonte de alegria.

Portanto, estamos salvos não pelos nossos sentimentos, mas porque Deus prometeu salvar todo aquele que nEle crê.

O pecado não tira a salvação do crente, pode tirar sim, momentaneamente, a alegria da salvação.

“Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário.”  Salmos 51:12.
Não tira a nossa salvação porque Jesus segura a nossa mão, e jamais solta.

“Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora.”  João 6:37.
“Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque Ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.” Hb13:5.

Decore os textos bíblicos que apresentam essa garantia. O diabo aproveita nossa falta de conhecimento bíblico para lançar dúvidas. Quando você comprar uma casa, em dias de chuva ou de sol, você tem direito a ela. Se alguém chegar lá e disse que você não é o dono, como você provará que é? Você vai na gaveta e apanha a escritura da casa – esse é o documento de garantia. Assim também, quando o diabo vem sussurrar em nosso ouvido que não temos direito ao Céu, apanhamos a Escritura – a Bíblia. Nela está nossa garantia.
“E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no seu Filho. Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus.”  1 João 5:11-13.

4 – E o pecado?
Todos os pecados que cometemos no passado Deus perdoou por completo.
“Não ensinará jamais cada um ao seu próximo, nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece ao SENHOR, porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o SENHOR. Pois perdoarei as suas iniqüidades e dos seus pecados jamais me lembrarei.”  Jeremias 31:34.
“Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.”  Romanos 8:1.

Somos tentados. Até Jesus foi tentado a pecar, mas resistiu. Ser tentado não quer dizer que somos fracos, ou que Deus nos abandonou. E se cairmos, Ele nos erguerá.

“O SENHOR firma os passos do homem bom e no seu caminho se compraz; se cair, não ficará prostrado, porque o SENHOR o segura pela mão.”  Salmo 37:23,24.

A diferença entre o crente e o ímpio não é que o crente não peca. A diferença é que o crente luta contra o pecado, e quando peca, arrepende-se, sente tristeza no coração por causa do pecado, o Espírito Santo lhe revela que pecou, e então ele humildemente confessa e recebe o perdão de Deus. Já o ímpio peca, gosta e quer pecar cada vez mais.

“Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; e Ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.”  1 João 2:1,2.

“Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.”  1 Coríntios 10:13.

5 – E as boas obras?
Se você entrasse no Céu e alguém perguntasse por que você entrara ali, o que você responderia? “Eu fui um bom filho, dei esmolas, não matei nem roubei”? É necessário compreender que temos o dever de praticar as boas obras, contudo ninguém entrará no Céu pelo que fez ou deixou de fazer, mas sim pelo que JESUS fez na cruz do calvário. Se fosse pelo que fazemos, Ele não precisaria ter morrido naquela rude cruz. Guarde inicialmente este grande princípio: as boas obras são essenciais na vida do crente, mas elas não salvam ninguém. A salvação é consequência do agir de Deus em nós, produzindo fé e transmitindo graça, capacitando-nos a crer na Bíblia Sagrada e transformando nosso ser:  coração, mente, emoções, ações, caráter, enfim, tudo! Por isso as boas obras se fazem necessárias, porque sem elas não temos provas de que a nossa vida mudou, e se a nossa vida mudou, se a nossa fé não produz obras, ela é vã, inútil, morta, falsa.

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.”  Efésios 2:8-10.
“Porque, assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta.”  Tiago 2:26.

As boas obras demonstram gratidão e louvor ao Senhor que nos salvou.

CONCLUSÃO

Se você morrer hoje (não queremos que isso aconteça, Deus é quem sabe), você vai para o Céu? Por quê? A melhor resposta é esta: – Eu vou para o Céu porque Jesus morreu na cruz para me salvar. E sou dEle, e a Bíblia garante essa salvação”.

E as pessoas que passaram pela Igreja e hoje não querem mais nada com o Evangelho? Elas perderam a salvação? Nem todos que estão na Igreja são verdadeiramente salvos, isto é, nem todos têm um compromisso real com Jesus.
“Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos.”  1 João 2:19.

Há os que estão na Igreja por causa do namoro, ou obrigados por seus pais, ou porque não tem outra coisa para fazer, ou empolgação, porque a Igreja está cheia, numa fase boa, porque simpatizam com o pastor, etc. Precisamos definir: estou na Igreja por causa de Jesus? Já me arrependi dos meus pecados? Já recebi a Jesus como meu único e suficiente Senhor e Salvador? Que a sua resposta seja um bom e sonoro: SIM!!!

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO E DEBATE
1 - É possível alguém saber se está salvo ou não?
2 - Quem fala que está salvo, está salvo de que?
3 - Uma pessoa muito honesta, mas que não se entregou a Jesus, está salva?

Extraído e adaptado da revista “Nova Vida” de autoria do Rev. Simontom César de Araújo.

SDG – A DEUS TODA GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT