O PÃO DA VIDA




“E Jesus lhes disse: Eu Sou o Pão da Vida; aquele que vem a Mim não terá fome, e quem crê em Mim nunca terá sede.” João 6:35.

Hoje é domingo, todos se alimentaram bem? Vamos falar de comida?

Como é bom nos alimentarmos, como é gostoso saciarmos nossa sede!!!
Mas fala-se hoje em dia de uma eminente crise, de uma grande escassez mundial que estaria se aproximando da humanidade. Alguns motivos para se pensar em uma crise mundial futura de escassez de água e alimento. Existe muita água no planeta Terra, mas está cada vez mais poluída, o que torna a água potável um bem precioso. Quanto aos alimentos, sabe-se que grande parte da população passa fome atualmente, inclusive aqui no Brasil. Acrescente-se a isso os males do uso contínuo dos agro-tóxicos, a polêmica em torno dos transgênicos, etc. Já estamos vendo o aumento abusivo dos preços dos alimentos, e isso tende a piorar. Acrescente-se a isso tudo o aumento vertiginoso da população mundial.

Tudo isso pode nos alarmar interiormente porque ameaça nosso bem estar e segurança. Mas o que deveria nos alarmar muito mais é o estado de miséria espiritual em que se encontra o mundo. Em se tratando de pessoas sem Deus não é novidade nenhuma, o diabo é o príncipe deste mundo (João 14:30). O que nos entristece profundamente é vermos pessoas de bem, pessoas que amamos, amigos e familiares nossos, vivendo uma vida de miséria espiritual, caminhando rumo à morte eterna, e iludidos pensando que tudo lhes vai bem. O que dizer até de irmãos nossos (na fé) que renegam o alimento de Cristo, e que O trocaram pelos manjares que o mundo lhes oferece?


No texto lido, Jesus refere-Se a Si mesmo como o Pão da Vida. Precisamos nos alimentar dEle para que tenhamos vida, paz, alegria, satisfação interior, esperança, salvação e vida eterna.

EXPLICAÇÃO

Este é a primeira das sete reivindicações introduzidas pelo “EU SOU” (grego = ego eimi), conforme Êxodo 3:14. São elas: João 6:35,48,51 – Pão da Vida; João 8:12 – Luz do mundo; João 8:28 – Filho do homem; João 10:7 – Porta das ovelhas; João 10:11 – Bom Pastor; João 11:25 – Ressurreição e Vida
João 15:1 – Videira verdadeira.

Cada uma dessas sete declarações de Jesus ligam-No diretamente com o Senhor, YAHWEH, que se manifestou no deserto a Moisés, e quando indagado acerca de Seu nome disse apenas: EU SOU!

A grande pergunta nesse momento: Quem Jesus Cristo é para nós? E a resposta está no texto lido: Jesus é o Pão da Vida. Pão é alimento, portanto Jesus é o alimento que sustenta a nossa vida, a nossa existência, a nossa caminhada, a nossa FÉ!

Por que Jesus usou a figura do pão para falar de Si mesmo? Primeiro porque como já dissemos, Ele é o nosso alimento, Ele é Quem sustenta e fortalece a nossa fé. Assim como fica fraco e morre quem não se alimenta materialmente, espiritualmente falando só tem vida quem se alimenta de Cristo. Por isso que a Santa Ceia é tão significativa para nós, pois é a representação física, material, ordenada por Cristo, da alimentação espiritual da qual participa todo aquele que nEle crê.

ARGUMENTAÇÃO / DIVISÕES

Como se alimentar de Cristo? Mas aqui mesmo, nesse capítulo 6 do Evangelho de João, Jesus nos ensina. Veremos o que Jesus diz a respeito disso, como devemos nos alimentar dEle, e também verificaremos quais os benefícios recebidos por aqueles que dEle se alimentam.

1 – COMO SE ALIMENTAR DE CRISTO
Como devemos fazer para nos alimentarmos dEle? É tão simples para os que já vivem nessa dimensão da vida, mas para os que estão de fora é um verdadeiro mistério.

1.1 – Vindo a Ele em contrição e fé (37,40,44)
Para que nos alimentemos dEle é necessário que Deus nos aproxime dEle (44a). Nosso estado de miséria espiritual é tão grave que não temos condições de nos locomover na direção de Cristo; só Deus pode nos trazer para perto dEle. Nesse mundo sem Deus o homem está condenado a viver em trevas, morte e destruição. Mas quando Deus age em nosso interior, somos aproximados de Cristo com o nosso coração contrito e em fé.

Cremos que Deus trabalha para nos aproximar dEle, mas nós temos ouvido a Sua voz? E se a temos ouvido, porque endurecemos tanto nossos corações? É uma ação conjunta de Deus nos chamando e nós nos conformando à Sua vontade.
“Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação.” Hebreus 3:15.

TESTE: quando Deus nos aproxima de Cristo nós vamos a Ele em arrependimento. Arrependimento = metanoia = transformação.

1.2 – Vendo e reconhecendo Quem Ele É (40)
Nós não podemos ver Jesus literalmente, mas quando somos aproximados em contrição e fé, reconhecemos Quem Ele É; isso é ver Jesus, ter um encontro real com Ele. 

Esse reconhecimento vai muito além da teoria. Saber quem Jesus Cristo é só tem sentido real quando Ele o É para nós mesmos. De nada vale sabermos teoricamente que Ele é Rei e Salvador, se Ele não for o Rei e o Salvador de nossas almas. Assim também, não adianta declararmos a plenos pulmões que Ele é o Pão da Vida, se não nos alimentarmos dEle, ou que Ele é a Água da Vida, se não bebermos dessa água que Ele dá. Ora, seria extrema estupidez alguém estar padecendo fome e sede, e não saciar-se diante da Água da Vida e do Pão da Vida.

Portanto, VER Jesus é reconhecê-Lo experiencialmente, ou seja, através de uma experiência prática e real com Ele, recebendo-O como Seu Senhor e Salvador, e vivendo em constante comunhão com Ele, onde a nossa comunhão com Ele se renova diariamente, ao nos alimentarmos dEle mesmo, o Pão da Vida.

2 – OS BENEFÍCIOS
Quem se alimenta de Cristo tem grandes privilégios, benefícios que Ele promete ao que nEle crêem.

2.1 – Satisfação contínua (35)
A promessa de Cristo é que aqueles que dEle se alimentam jamais terão fome ou sede. Obviamente o significado aqui é espiritual, ainda que a promessa de Deus é que nada nos faltará, seja físico ou espiritual. Mas nesse texto específico, a fome e a sede são de nossas almas.

Existe uma fome e uma sede na alma de cada ser humano. Essa fome e sede existenciais são exemplificadas por um sentimento de vazio interior. É assim que se sente todos que não se alimentam de Cristo. Parece que falta alguma coisa, e falta mesmo, mas não é alguma coisa, é ALGUÉM, JESUS!

E se em algum momento da caminhada tentarmos colocar qualquer outra coisa no lugar dEle, o que não tão incomum, sentiremos de novo aquele vazio interior, aquela fome e sede da alma. Existem aqueles que sentem uma vontade tão grande de buscar as coisas que o mundo lhes oferece, porque não se alimentam de Cristo. Mas aqueles que se alimentam dEle tem até as suas vontades transformadas, porque conhecem o Senhor Jesus, e experimentam constantemente a satisfação que Ele dá. 

2.2 – Aceitação e proteção permanentes (37,39)
Alguém já se sentiu rejeitado (a)? A rejeição é mais comum do que parece. Ela é causadora de grandes problemas emocionais e relacionais. Alguns foram rejeitados desde o ventre materno, outros o foram na infância, adolescência, juventude, etc. É um mal que não tem idade, e todos nós precisamos saber lidar com ela, não nos deixarmos ser vencidos por ela.
Muitos não conheceram seus pais, Deus é o pai perfeito; muitos não tem um amigo verdadeiro, Jesus é o amigo de todas as horas. Busquemos o Senhor, Ele promete jamais rejeitar aqueles que O buscam.

2.3 – Vida eterna agora (40)
Quem se alimenta de Cristo desfruta desde já da bênção da salvação e da vida eterna. A vida eterna em Cristo Jesus começa a partir do momento que nos alimentamos dEle, que o recebemos como nosso Senhor e Salvador pessoal. A morte é uma realidade tão presente, a cada segundo milhares de pessoas morrem, e nós sequer notamos. Ontem faleceu o ex-presidente Itamar Franco, será que ele estava preparado para estar perante o trono de Deus para Lhe prestar contas? Você está preparado (a)? 

Se você deseja estar pronto para encontrar-se com o Senhor, bastar abrir o seu coração hoje, e recebe-Lo como o seu Salvador e Senhor pessoal, basta nascer de novo através do Sangue de Cristo. Receba-O e tenha a vida eterna que Ele dá liberalmente a todos que o invocam.

2.4 – Ressurreição (40)
Finalmente, o Senhor Jesus prioriza a ressurreição do Último Dia. Naquele glorioso dia o que creram nEle ressuscitarão para a vida eterna, e com Ele reinarão pelos séculos dos séculos. Que gloriosa bênção será aquele Dia em que O havemos de ver como Ele É. Nada se compara a essa glória vindoura que só os que se alimentam dEle desfrutarão.

CONCLUSÃO

Alimentar-se de Cristo, portanto, é algo que tão maravilhoso que rejeitar tão gloriosa salvação é em si o pecado imperdoável. Que você que ouve (e lê) essa mensagem possa no mais íntimo do seu coração, entregar-se a Cristo, e alimentar-se dEle. Hoje é o dia aceitável, hoje é o dia da salvação.

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Brasilândia, São Paulo / SP
Culto de Louvor, noite de 08/02/14.
Material de apoio: ABVN – A Bíblia Vida Nova.

SDG – A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?