DIA DA BÍBLIA


“Porque a Palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.” Hebreus 4:12.

Durante um bom período da história, o uso da Bíblia foi proibido, sendo permitido apenas para os líderes, os quais, formulavam as leis para a igreja, como queriam.

Após a Reforma Protestante, promovida por Martinho Lutero, os protestantes passaram a usa-la, divulga-la e traduzi-la para todos os idiomas.

Até bom pouco tempo, aqui mesmo em nosso país, Bíblias foram confiscadas e perseguidos todos os que as usavam. Hoje, muitos têm descoberto a importância de seu uso. A Bíblia foi o primeiro livro a ser impresso, e até hoje é o livro mais vendido no mundo.

SUA ORIGEM


A Bíblia foi escrita por homens santos, inspirados por Deus aproximadamente por 36 autores, em 16 séculos e em vários estilos literários (2 Pedro 1:21).

Em 1546, no Concílio de Trento, mais 7 livros foram acrescentados aos 66 já existentes. Pelo fato de seu conteúdo não concordarem com os demais ensinamentos dos outros, e pelo fato de não constarem do original, não foram aceitos como canônicos, são os chamados “livros apócrifos”. Veja Apocalipse 22:18-19.

O MOTIVO


Deus nos deu a Palavra escrita, para nos ensinar, repreender, corrigir, educar na justiça, e nos tornar perfeitos e habilitados para toda boa obra – 2 Tm 3:16,17.

Através da Palavra de Deus temos esperança para vencer os desafios da vida – Rm 15:4.

Devemos ler a Bíblia, para que através dela conheçamos e creiamos em Jesus Cristo, o filho de Deus, e crendo tenhamos vida em Seu nome – Jo 20:31.

SUA SUFICIÊNCIA


A Bíblia é completa, não precisamos de mais livros ou de tradições para completar o conteúdo de suas verdades – Dt 4:2; Gl 1:8; Ap 22:18,19.

SUAS DIVISÕES


Ela é composta de 66 livros, sendo 39 no Velho Testamento e 27 no Novo Testamento. O VT (Velho Testamento) apresenta o período histórico antes do nascimento de Jesus e seu ministério. No NT (Novo Testamento) encontramos o período posterior. A organização em capítulos e versículos não consta nos originais sagrados, mas foi feita pelos tradutores e estudiosos da Bíblia, para facilitar o seu conhecimento e estudo.

OS LIVROS DA BÍBLIA SAGRADA

Inspirada por Deus e para mostrar ao homem os propósitos de Deus para a nossa vida, a Bíblia, contém respostas para as nossas perguntas e direção para nossas indecisões. Mas, nem todos conhecem a palavra de Deus e as maravilhas que ela nos revela.

Creio que muitas pessoas veem a Bíblia como um livro de proibições e por este motivo deve ser evitada. Os que assim pensam desconhecem a grandeza do amor de Deus expressa nas Sagradas Escrituras, pois ela a própria diz que Deus é amor.

Se você não tem o hábito de ler a Bíblia, convido-o a conhecer um pouco mais sobre os livros das Sagradas Escrituras. Não importa se você é evangélico, católico, espírita, ateu ou ainda de qualquer outra religião. A Palavra de Deus é para todas as pessoas e todos são convidados a conhecer a maravilhosa graça de Deus.

Os livros da Bíblia no Antigo Testamento

Pentateuco

Os cinco primeiros livros da Bíblia são chamados de Pentateuco. Para os judeus, esses livros são chamados de Torá. Neles encontramos desde a criação do mundo até a Lei de Deus dada por Moisés ao povo de Israel.

Todos os livros foram escritos por Moisés com datas que variam de 1445 a 1405 a.C.

São eles: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.

Livros históricos

Os livros históricos narram a história do povo de Israel na conquista da palestina, a terra prometida.

Histórias de grandes Reis como Davi e Salomão, as guerras entre o povo israelita e os povos inimigos de Deus, entre outros.

O estudo desses livros é importante para termos uma melhor compreensão não só sobre os conflitos atuais entre Israel e Palestinos, bem como quem é Israel e o que ele representa para as demais nações do mundo.

Os livros históricos são: Josué, Juízes, Rute, I Samuel, II Samuel, I Reis, II Reis, I Crônicas, II Crônicas, Esdras, Neemias e Ester.

Livros Poéticos

O termo poético é devido ao gênero desses livros. São compostos por: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares de Salomão.

O livro de Jó traz um grande exemplo de paciência e esperança em Deus. Salmos é repleto de louvores que expressam a grandeza e a misericórdia de Deus. Provérbios e Eclesiastes são livros que contém ensinamentos e conselhos para nossa vida.

Livros proféticos

Há uma divisão dos livros proféticos em profetas maiores e profetas menores. Esta divisão é feita com base no tamanho da obra e não na relevância ou importância deles. Também não é levando em conta a importância da mensagem, já que todos foram inspirados pelo Espírito Santo, ocorre que os profetas maiores, profetizaram mais ou deixaram mais escritos sobre as suas profecias.

Profetas maiores: Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel.

Profetas menores: Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

Livros da Bíblia Novo Testamento

Os Evangelhos


Os quatros evangelhos foram escritos por Mateus, Marcos, Lucas e João. Cada um deles foi destinado a um povo, levando em conta o conhecimento que cada povo tinha de Deus ou de Jesus Cristo.

O evangelho de Mateus foi escrito para os judeus e tinha como propósito mostrar que Jesus era o messias enviado por Deus.

O Evangelho de Marcos foi escrito para os romanos e apresenta Jesus como servo.

O Evangelho de Lucas foi escrito para os gentios e teve como propósito mostrar Jesus como o Salvador.

O Evangelho de João foi escrito para a igreja. Este Evangelho é o mais recente, foi escrito no final do primeiro século e teve como propósito mostrar que Jesus é o filho de Deus.

O Livro Histórico

O livro de Atos foi escrito por Lucas, e é um relato do início da igreja de Jesus Cristo na Terra.

Cartas de Paulo

As cartas de Paulo – Romanos, I Coríntios, II Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, I Tessalonicenses, II Tessalonicenses, I Timóteo, II Timóteo, Tito e Filemom – são ensinamentos valiosíssimos para a Igreja atual. Nela encontramos um vasto ensino sobre a salvação, o papel da igreja e não poucas vezes exortações sobre como ter uma vida santa perante Deus.

Cartas de outros Apóstolos

Com exceção de Hebreus, que alguns acreditam ter sido escrita também por Paulo, essas cartas têm como autores os demais Apóstolos de Jesus Cristo, a saber: Pedro, João, Tiago e Judas.

Hebreus (alguns teólogos atribuem a Paulo a Carta aos Hebreus), Tiago, I Pedro, II Pedro, I João, II João, III João e Judas.

O Livro profético

Apocalipse é o último livro da Bíblia e foi escrito por João, o mesmo que escreveu o Evangelho segundo João e as três cartas I, II e III João. João foi um dos três apóstolos mais ligados a Jesus (Pedro, Tiago e João) e escreveu este livro já no final de sua vida, no final do primeiro século.

É um livro de difícil compreensão, mas de uma importância enorme, já que mostra como será o final dos tempos, o julgamento de todas as nações, a salvação dos justos e a condenação dos pecadores.

CONCLUSÃO

Leia a Bíblia, ela é a Palavra de Deus e contém todo o ensinamento que o homem precisa para alcançar a vida eterna. Leia com quem não souber ler. Marque um horário para ajuda-los. Não se envergonhe de carregar a sua Bíblia. Ela é a nossa arma e o nosso escudo. Se você não tem, procure adquirir uma com urgência dando preferência para a versão Revista e Atualizada que é a que usamos em nossa denominação.


Extraído e adaptado da revista "Nova Vida" de autoria do Rev. Simontom César de Araújo, e Evangelização.blog.br.

IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
EBD 14/12/14.

SDG – A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT