PARABÉNS, ADOLESCENTE PRESBITERIANO!


“A Ti, oh Deus de meus pais, eu Te rendo graças e Te louvo.” Dn 2:23a.

No dia de hoje, último domingo do mês de julho, comemoramos o Dia Nacional do Adolescente Presbiteriano. A Bíblia nos fala de Daniel, um servo exemplar, mas que era muito novo, talvez ainda fosse um adolescente, quando foi levado preso para a Babilônia. Acredita-se que a idade de Daniel era entre os 16 e os 19 anos de idade (Dn 1:4). Longe de seus pais, de sua cultura, de seu povo, pressionado a se submeter aos costumes daquele povo pagão, foi ameaçado de morte por um rei orgulhoso e impiedoso, pois os sábios usaram de suas magias e não puderam interpretar o seu sonho (Dn 2:12).

Daniel e seus companheiros foram buscados para serem mortos (Dn 2:13). Então ele orou, e mesmo antes de responder ao rei sobre o sonho e sua interpretação, ele agradeceu a Deus por Sua resposta (Dn 2:20-23). O Senhor salvou a sua vida, e através dele, a de seus amigos, e a de todos os sábios da Babilônia.

Daniel conhecia o Deus de seus pais, sabia Quem Ele era: “Deus no Céu, o Qual revela mistérios” (Dn 2:28), misericordioso (Dn 1:9; 9:9), que dá conhecimento e sabedoria aos Seus filhos (Dn 1:17), libertador (Dn 3:17; 6:16), o Deus Altíssimo (Dn 4:2, 5:18,21), e principalmente, um Deus que o amava muito (Dn 10:10-12,19). Daniel foi muito importante na história do povo de Deus e da sociedade de sua época, pois não somente fora criado conhecendo o Deus de seus pais, mas O amava e temia de todo o seu coração.

Mas, assim como em nossos dias, Daniel também vivia em temos difíceis e em situações desafiadoras para permanecer no caminho do Senhor. Foi confiando no Senhor, orando sempre, e sendo submisso a Ele, que Daniel venceu todos os seus desafios, cresceu e foi um grande instrumento nas mãos de Deus.

Querido adolescente, agradecemos a Deus por sua vida preciosa, e pedimos que Ele realize os desejos de seu coração, de acordo com a Sua vontade (Sl 37:4; 1 Jo 5:14), que o livre quando estiver em apuros (Sl 40:1), e te dê dias felizes (Sl 1:1-3). Pedimos ainda que Deus dê a seus pais sábio ensinamento diante do Senhor e dos homens (Pv 3:1-4). E assim, vivendo na presença do Senhor, que os seus caminhos sejam “caminhos deliciosos, e todas as suas veredas, paz.” (Pv 3:17). Só com Jesus essa será a sua realidade de vida.


Parabéns, adolescente presbiteriano, muito amado do Senhor!

Por: Raquel de Paula, Projeto Sara, Brasil Presbiteriano (adaptado).
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 27/07/14.

SDG - A DEUS TODA GLÓRIA!!!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT